Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Envelhecimento e doenças crônicas degenerativas Sistema Nervoso Central PowerPoint Presentation
Download Presentation
Envelhecimento e doenças crônicas degenerativas Sistema Nervoso Central

Envelhecimento e doenças crônicas degenerativas Sistema Nervoso Central

907 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Envelhecimento e doenças crônicas degenerativas Sistema Nervoso Central

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Envelhecimento e doenças crônicas degenerativas Sistema Nervoso Central Vera Andrade

  2. Sistema Nervoso

  3. Sistema Nervoso Central • É o sistema mais comprometido com o processo de envelhecimento, responsável • Pela vida de relação • Sensações, movimentos, funções psíquicas • Pela vida vegetativa • Funções biológicas internas • Não dispõe de capacidade reparatória

  4. Considerações básicas neuroanatômicas e funcionais do Sistema Nervoso Central • Origem → ectoderma embrionário → desenvolvimento a partir da 3a semana de vida do embrião → neuroectoderma → placa neural → sulco neural → tubo neural, fecha 4ª semana

  5. Mesênquima Célula mesenquimal NEUROEPITÉLIO Tubo neural Célula da micróglia Neuroblasto apolar Glioblasto Epêndima Neuroblasto Bipolar Epitélio do plexo coróide Oligodendroblasto Astroblasto Neuroblasto unipolar Oligodendrócito Neuroblasto multipolar Astrócito Fibroso Astrócito Protoplasmático Desenvolvimento Embrionário

  6. Neurônio • Pericário ou Corpo Celular • Núcleo, Golgi, mitocôndrias, nucléolo, neurofilamentos, RER, polirribossomos, cospúsculo de NISSL • Axônio • Único, bainha de mielina • Dendritos • Numerosos e ramificados

  7. Desenvolvimento Embrionário

  8. Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central - SNC Sistema Nervoso Periférico - SNP Encéfalo e Medula Espinhal Nervos e Gânglios Nervosos Substância Branca Substância Cinzenta Anatômico

  9. Tecido Nervoso Componente Sensorial Componente Motor Aferente Eferente Sistema Autônomo Sistema Somático Sistema Simpático Sistema Parassimpático Reflexo Visceral Funcional

  10. Aspectos morfofuncionais Sistema Nervoso Central Cérebro • Lobos • Frontal – planejamento da ação e controle do movimento • Parietal – sensação, percepção externa do corpo • Temporal – visão • Occipital – audição, aprendizado, memória e emoção

  11. Cérebro • Sulcos que dividem • Central – Frontal de Parietal • Lateral – Temporal do Frontal e Occipital • Parieto-occipital – Parietal do Occipital • Giros são responsáveis por: • Expressão da linguagem, palavra falada e escrita, funçao motora, sensibilidade do corpo

  12. Cérebro • Corpo caloso – une os hemisférios • Dentro do corpo branco medular estão presentes aglomerados de substância cinzenta que formam os núcleos da base • Ventrículos – são cavidades irregulares onde circula o líquor

  13. Cerebelo - Córtex • Substância cinzenta • Neurônios inibitórios • Três camadas • Molecular, Purkinje e Granulosa • Função • Motora, recebe informações sensoriais, incluindo auditivas e visuais

  14. Aspectos morfofuncionais • 14 a 20 bilhões de neurônios • Seis camadas • Sinapse • A fenda sináptica compreende o espaço entre os dois neurônios • A membrana pré-sináptica libera um neurotransmissor que se liga a receptores da membrana pós-sináptica

  15. Moléculas pequenas Acetilcolina Aminoácidos Glutamato Aspartato Glicina Ácido -aminobutírico (GABA) Aminas biológicas Serotonina Catecolaminas Dopamina Noradrenalina Adrenalina Neuropeptídios Encefalinas Endorfinas Gases Óxido nítrico (NO) Monóxido de carbono (CO) Neurotransmissores

  16. Principais alterações morfofuncionais e bioquímicas do SNC • Cérebro • Peso e volume  • Sulcos – alargamento e aprofundamento • Volume dos ventrículos – alargamento e aumento • Meninges – espessamento • Cerebelo • Peso  • Atrofia das três camadas corticais

  17. Evolução ponderal do cérebro (Kg) por sexo e faixa etário

  18. Árvore dendrítica • 40-79  • A partir de 80-99 , deve-se a uma tentativa de compensar perdas relacionadas com a idade • Sinapses • A partir dos 80 anos 50%  • Lipofuscina, pigmento formado por reações complexas entre lipídios e proteínas, aparece como grânulos intracelulares nos neurônios

  19. Proteína tau, encontrada no interior dos prolongamentos neuronais • Moléculas neurofibrilares, função de estabilizar os microtúbulos dos axônios • Depósitos extracelulares da proteína -amilóide • Proteína transmembrana com função desconhecida

  20. Doenças neurodegenerativas • Transtorno Cognitivo Leve – dificuldades de lembrar nomes, números de telefones, objetos guardados • Alzheimer – degeneração de diferentes neurônios em diferentes regiões • Parkinson – degeneração dos neurônios da substância negra e locus cerelues que produzem dopamina

  21. Doenças neurodegenerativas • Demência dos Corpúsculos de Lewy, Frontotemporal (Pick) e Doença de Huntington • Doenças cérebro-vasculares – Demências Vasculares – alterações vasculares como obstrução de vasos, aterosclerose, isquemia, infarto (não recebe oxigênio e glicose), hemorragias cerebrais, angiopatias • Depressão – Delirium – Distúrbios do sono

  22. Doença de Alzheimer (DA)

  23. Doença de Alzheimer (DA) • Alois Alzheimer (Au-zai-mer) (1906-1907) descreveu uma forma grave de doença senil de evolução rápida, apresentando placas senis e emaranhado neurofibrilar • Doença multifatorial • Fatores genéticos • Fatores ambientais Desenhos de A. Alzheimer, 1906 (Lancet, 1998)

  24. Doença de Alzheimer (DA) • É a demência mais comum do ocidente, com mais de 15 milhões de indivíduos no mundo • No Brasil estima-se em 500 mil doentes • Nos EUA é a 4ª causa de morte entre os idosos de 75-84 anos idade e a 3ª maior causa de incapacidade e mortalidade • A incidência da doença • Após 65 anos = 5 a 10% • Após 75 anos = 15 a 20% • Após 95 anos > 30% • A prevalência  nas diversas faixas etárias (30 anos)

  25. Etiologia multifatorial Fatores genéticos (até o momento) Mutações genéticas • Gene da proteína precursora da amilóide (APP) • Cromossomo 21 • Gene da presenilina 1 (PS-1) (proteína integral de membrana de Golgi e retículo endoplasmático) • Cromossomo 14 • Gene da presenilina 2 (PS-2) • Cromossomo 1

  26. Fatores genéticos (até o momento) Genes de susceptibilidade (predisposição à doença) • Apolipoproteína E (Apo E) • Cromossomo 19 (3 alelos ou genes com pequenas variações, ocupando o mesmo locus do cromossomo) • Proteína plasmática envolvida no transporte do colesterol

  27. Etiologia multifatorial • Fatores ambientais • nível sócio-econômico  • nível educacional  • Menor capacidade de compensação em qualquer déficit cognitivo • Trauma

  28. Fatores de risco (até o momento) Idade Maior fator de risco História familiar Risco 3,5X maior em indivíduos com história familiar (1 parente de primeiro grau) Síndrome de Down Gene da proteína precursora da amilóide está no cromossomo 21 Fatores protetores Terapia de reposição estrogênica Uso de AINES (antiinflamatórios não esteróides) Antioxidantes Vinho tinto com moderação

  29. Doença de Alzheimer (DA) • É uma doença neurodegenerativa progressiva, heterogênea nos aspectos etiológicos, clínicos neuropatológicos • Causa degeneração de diferentes neurônios em diferentes regiões

  30. Neuropatologia • Perda neuronal • Degeneração simpática intensa Neurônio normal X degenerado

  31. Neuropatologia • Deposição de placas senis no córtex cerebral • Proteína -amilóide • Emaranhado neurofibrilar (proteína tau-hiperfopsforilada) • Debris de restos celulares • Em densidade muito maior do que em idosos normais

  32. Cérebro normal X Alzheimer

  33. Quadro Clínico • Memória  • Capacidades cognitivas , deterioração do julgamento e no pensamento • Controle ou motivação emocional  • Alteração no comportamento social

  34. Fases • Fase inicial (2 a 3 anos) • Sintomas vagos e difusos • Perda da concentração, atenção ou agitação e hiperatividade • Fase intermediária (2 a 10 anos) • Deterioração mais acentuada da memória • Afasia - perda da linguagem • Apraxia - prejuízo na capacidade de executar atividades motoras • Agnosia (perda da capacidade de reconhecer objetos) e alterações visuais • Fase avançada (8 a 12 anos) • Todas as funções gravemente comprometidas

  35. Mini-exame do Estado Mental (MEEM) • Orientação temporal (0-5): ano, estação, mês, dia, dia da semana • Orientação espacial (0-5): estado, rua, cidade, local, andar • Registro (0-3): nomear: pente, rua, caneta • Cálculo- tirar 7 (0-5): 100-93-86-79-65 • Evocação (0-3): três palavras anteriores: pente, rua, caneta • Linguagem 1 (0-2): nomear um relógio e uma caneta • Linguagem 2 (0-1): repetir: nem aqui, nem ali, nem lá • Linguagem 3 (0-3): siga o comando: Pegue o papel com a mão direita, dobre-o ao meio, coloque-o em cima da mesa. • Linguagem 4 (0-1): ler e obedecer: feche os olhos • Linguagem 5 (0-1): escreva uma frase completa • Linguagem 6 (0-1): copiar o desenho.

  36. EscalaMini-exame do Estado Mental (MEEM) • Adulto normal = 29-30 • Declínio cognitivo associado à idade = 27-28 • Desordem neurodegenerativa leve = 24 • DA leve = 19-20 • DA moderada = 15 • DA moderadamente grave = 9 • Continua o declínio, associado à incontinência urinária, fecal, perda da capacidade de sentar, levantar, sorrir e sustentar a cabeça = 0

  37. Tratamento • Estratégia terapêutica em três pilares: retardar a evolução, tratar os sintomas e as alterações de comportamento. • Tratamento farmacológico – inibidores a acetilcolisterase (enzima que degrada a acetilcolina, substância escassa no Alzheimer) • Donepezil, Rivastigmina e Galantamina • Cloridato de Memantina (Alois) • Tratamento não farmacológico • Orientação para a realidade • Treinamento de memória • Estimulação para a arte e terapias ocupacionais, sociais e de recreação, • Cuidado nutricional, fisioterápico, fonoaudiológico e de enfermagem • Grupos de apoio

  38. Alzheimer Case (De Zaak Alzheimer / The Alzheimer Case) • Sinopse • Vincke e Verstuyft são dois dos melhores detetives da polícia da Antuérpia. Quando se confrontam com o desaparecimento de um oficial de alto escalão e a morte de duas prostitutas, as pistas os levam ao quase aposentado assassino Angelo Ledda (Jan Decleir). Desde quando Ledda começou a mostrar sintomas do mal de Alzheimer, ficou cada vez mais difícil para ele cumprir seus contratos. Quando tem que assassinar uma garota de programa de 12 anos, ele recusa e transforma-se em alvo.

  39. Iris • Sinopse • A história de amor entre a novelista e filósofa Iris Murdoch e seu marido, o professor John Bayley, contada em duas épocas distintas: na juventude, quando se conheceram, e na velhice, quando Iris sofre do mal de Alzheimer. • O diretor Richard Eyre leva às telas a história de amor entre a autora Iris Murdoch e seu marido, John Bayley. Com Judi Dench, Jim Broadbent e Kate Winslet. Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

  40. LONGE DELA - Away From Her • Sinopse • Casados há 50 anos, a relação de Grant e Fiona parece inabalável e a sua vida é alimentada com muito carinho, ternura e humor. Esta serenidade é quebrada quando Fiona se começa a referir ao passado com uma crescente perda de memória e agrava-se quando ela deixa de reconhecer o marido. Torna-se evidente que Fiona sofre de Alzheimer. Para tentar garantir a felicidade final da sua mulher, Grant embarca naquele que será o maior sacrifício de toda a sua vida e enfrenta a terrivelmente complexa e inevitável transição de marido a estranho.

  41. Doença de Parkinson

  42. Doença de Parkinson • Em 1817, o médico inglês James Parkinson decreveu pela primeira vez a doença de Parkinson idiopática (causa obscura ou desconhecida), “Paralisia Agitante” • É uma doença degenerativa, um distúrbio neurológico subcortical de progressão lenta

  43. Doença de Parkinson • Acomete pessoas a partir dos 50 anos • A incidência da doença • Após 65 anos = 1,5% • Após 85 anos = 2,5% • Prevalência de 550 por 100.000 pessoas aos 70 anos

  44. Etiopatogenia • Predisposição genéticas • 20 a 25% dos portadores de doença de Parkinson tem 1 parente de 1º grau • Fatores ambientais • Produtos químicos • Estresse oxidativo • Anormalidades mitocôndrias

  45. Doença de Parkinson • É um distúrbio progressivo caracterizado, inicialmente, pela degeneração de células da Substância Negra e do Locus Ceruleus, manifesta-se • Tremor de repouso • Bradicinesia (lentidão dos movimentos) • Rigidez • Instabilidade postural • Alterações cognitivas e de humor Cognição é o ato ou processo de conhecer, que envolve atenção, percepção, memória, juízo, imaginação, pensamento e linguagem. A palavra tem origem nos escritos de Platão e Aristóteles.

  46. Doença de Parkinson • Rigidez dos músculos dos membros e rigidez das articulações simulando a artrite. • Tremor de repouso (membros superiores e inferiores), sendo mais proeminente nas mãos e é assimétrico.  • Bradicinesia dos membros e do corpo, dificuldade de iniciar o movimento, lentidão no movimento. 

  47. Doença de Parkinson • A instabilidade postural resulta na dificuldade de endireitar o tronco e compromete os reflexos posturais, dificultando as variações e a harmonia dos movimentos. • Acompanhado por um ou mais dos seguintes sinais • Rigidez • Postura flexionada para frente • Alterações dos reflexos posturais ou bloqueio motor

  48. Neurotransmissores • Dopamina • Tremor de repouso, bradicinesia e rigidez • A dopamina é um neurotransmissor que realça ou facilita o fluxo dos impulsos para os neurônios • Desequilíbrio nos estímulos pode a achados hipo e hipercinérgicos

  49. Tratamento • Tem por objetivo controlar os sintomas, não há tratamento clínico e/ou cirúrgico que previna a progressão da doença • Manter o idoso pelo maior tempo possível com autonomia, independência funcional e equilíbrio psicológico • Medicamento • Levodopa continua como padrão ouro do tratamento • Inibidor da dopadescaboxilase • Também podem ser utilizados agonistas dopaminérgicos