Download
territ rios de paz de porto alegre n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
TERRITÓRIOS DE PAZ DE PORTO ALEGRE PowerPoint Presentation
Download Presentation
TERRITÓRIOS DE PAZ DE PORTO ALEGRE

TERRITÓRIOS DE PAZ DE PORTO ALEGRE

96 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

TERRITÓRIOS DE PAZ DE PORTO ALEGRE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. TERRITÓRIOS DE PAZ DE PORTO ALEGRE GABINETE DE GESTÃO INTEGRADA MUNICIPAL

  2. VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE EM PORTO ALEGRE GABINETE DE GESTÃO INTEGRADA MUNICIPAL

  3. EVOLUÇÃO DA VIOLÊNCIA EM PORTO ALEGRE Fonte: PMPA/SMS/CGVS/SIM, elaboração SMDHSU/CPF/GGIMPOA/Observatório de Segurança Pública

  4. EVOLUÇÃO DA VIOLÊNCIA EM PORTO ALEGRE Fonte: PMPA/SMS/CGVS/SIM, elaboração SMDHSU/CPF/GGIMPOA/Observatório de Segurança Pública

  5. VIOLÊNCIA JUVENIL

  6. VIOLÊNCIA JUVENIL

  7. VIOLÊNCIA JUVENIL

  8. VITIMIZAÇÃO DE ADOLESCENTES POR VIOLÊNCIA LETAL

  9. VITIMIZAÇÃO DE JOVENS POR VIOLÊNCIA LETAL

  10. PROBLEMAS NA ÁREA DASEGURANÇA PÚBLICA EM PORTO ALEGRE Tráfico de drogas associado a tráfico de armas, homicídios dolosos por envolvimento com o tráfico; Violência doméstica contra mulheres e crianças; Exploração sexual de crianças e adolescentes; Crimes contra o patrimônio (roubos e furtos) em bairros de renda mais elevada e áreas de significativo trânsito de pessoas; Dificuldade de reinserção do (a) egresso (a) do sistema prisional;

  11. Fonte: Pesquisa de Vitimização nas Regiões do Orçamento Participativo de Porto Alegre 2006

  12. Fonte: Pesquisa de Vitimização nas Regiões do Orçamento Participativo de Porto Alegre 2006

  13. Fonte: Pesquisa de Vitimização nas Regiões do Orçamento Participativo de Porto Alegre 2006

  14. Fonte: Pesquisa de Vitimização nas Regiões do Orçamento Participativo de Porto Alegre 2006

  15. PROBLEMAS PARA A EXECUÇÃO DOS PROJETOS MULHERES DA PAZ E PROTEJO-JOVEM CIDADÃO PERGUNTAS DAS EQUIPES TÉCNICAS QUE TRABALHARÃO NOS PROJETOS

  16. 1) Segurança: como será garantida a segurança das equipes multidisciplinares, mulheres da paz e jovens incluídos no Protejo? Estado se responsabilizará pela integridade das Mulheres da Paz, já que os Territórios de Paz estão divididos entre grupos que comandam o tráfico e os moradores não podem estar transitando livremente? • A instalação de Unidades de Polícia Pacificadora levará algum tempo, enquanto os dois projetos já estarão acontecendo a partir dos próximos meses.

  17. 2) Como serão potencializadas e integradas as políticas sociais municipais ao Pronasci? • 3) Serão concentradas ações de outras secretarias do município nos Territórios de Paz? Por exemplo, serão criados espaços para lazer e prática de esportes já que os Territórios apresentam grandes carências desses espaços? • 4) Adequação de bases territoriais do município com a Brigada Militar e Polícia Civil para que seja possível construir indicadores para o acompanhamento e avaliação das ações de prevenção da violência.

  18. 5) Como será feito o gerenciamento das ações pelo município e a prestação de contas para a comunidade? • 6) Definição de metodologia de intervenção social com a participação das secretarias afins: educação, saúde, cultura, juventude, esportes, assistência social, direitos humanos e segurança urbana. Estabelecimento de critérios para a inclusão de novos territórios requerem a integração intersecretarias e a interlocução com a comunidade. • 7) Fortalecimento do COMJUS para a interlocução com os Fóruns Regionais de Justiça e Segurança, que hoje requerem individualmente o comparecimento das equipes para a prestação de informações sobre o andamento dos projetos Pronasci.