Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Telessaúde e Telemedicina aplicadas à Atenção Básica em Saúde no Brasil PowerPoint Presentation
Download Presentation
Telessaúde e Telemedicina aplicadas à Atenção Básica em Saúde no Brasil

Telessaúde e Telemedicina aplicadas à Atenção Básica em Saúde no Brasil

145 Views Download Presentation
Download Presentation

Telessaúde e Telemedicina aplicadas à Atenção Básica em Saúde no Brasil

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Telessaúde e Telemedicina aplicadas à Atenção Básica em Saúde no Brasil Núcleo Minas Gerais Centro de Telessaúde Hospital das Clínicas / UFMG

  2. Telemedicina e Telessaúde no Brasil • Aplicações na educação e assistência à saúde • Articulação com as políticas públicas de saúde • Plano Nacional de Desenvolvimento da Telessaúde, dentro de princípios éticos estabelecidos

  3. Programa Saúde da Familia – PSF • Presente em 84% dos municípios do Brasil • 27.000 equipes (MS, jan. 2007) • Cobertura de 65% da população brasileira  > 100.000.000 habitantes

  4. Projeto de Telessaúde Aplicada a Atenção Básicano Brasil

  5. Justificativa da proposta • Profissionais de Saúde não se fixam em localidades remotas, entre outros motivos, pela insegurança diante de quadros clínico/cirúrgicos. • Há capacidade sub-utilizada de transmissão de dados via internet. • Os custos altos para os municípos com deslocamento de pacientes. • Necessidade do contínuo aperfeiçoamento e subsídios para a educação permanente das equipes de saúde da familia.

  6. Objetivo Geral Melhorar a qualidade do atendimento da atenção básica no SUS , por meio da ampliação da capacitação das equipes de saúde da família, usando tecnologia capaz de promover a teleducação/teleassistência, com impacto positivo na resolutividade do sistema e na atenção à saúde da população.

  7. Regiões de Implantação 9 Núcleos  900 pontos 2.700 equipes 11.000.000 hab

  8. Parcerias estabelecidas Ministério da Saúde (SGTES, SAS e SE/Datasus) Ministérios da Educação (SESU e SEED) Ministério de Ciência e Tecnologia (RNP) Ministério das Comunicações (GESAC) Ministério da Defesa (Projeto Rondon) Casa Civil – SIVAM/SIPAM CFM, SBMFC Universidades: USP, UFMG, UFSC, UFPE, UFC, UFGO, UERJ, UFAM, UEA, UFRGS.

  9. Infra-estrutura nos Núcleos Teleambulatório Videoconferência Servidores Impressoras

  10. Equipamentos dos Municípios Moeda Eletrocardiograma digital de 12 derivações Computador com Webcam Máquina Fotográfica Digital Impressora

  11. Serviços de Telessaúde Oferecidos • Telecardiologia e tele-eletrocardiografia • Plantão de cardiologia • Análise de eletrocardiogramas • Teleconsultoria, discussão de casos • Teleconsultoria on line e off line em outras especialidades • Tele-enfermagem e teleodontologia • Programa de educação permanente • Biblioteca Virtual de Atenção Básica (BVS) - Bireme

  12. Serviços de Telessaúde Oferecidos Teleassistência HC/UFMG Teleducação Moeda

  13. Serviços de Telessaúde Oferecidos Teleassistência

  14. Serviços de Telessaúde Oferecidos Teleducação

  15. Contra-partida dos Municípios Conexão à Internet Área física Mobiliário Técnico de informática Responsabilidade com equipamentos Termo de Adesão Utilização do sistema

  16. Metodologia de Implantação Escolha dos municípios – SES, COSSEMS Contato com GRS Reunião de apresentação em Belo Horizonte com Ministério da Saúde Testes de conexão à Internet Visitas técnicas Treinamento em Belo Horizonte Entrega dos equipamentos Início das atividades

  17. Resultados do Projeto Minas Telecardio Implantado em 82 municípios com menos de 10.000 habitantes • Resultados do primeiro ano de atividades: • 21.562 eletrocardiogramas realizados • atendimentos de urgência • XXXX teleconsultas • 2.400 pacientes atendidos com suspeita ou diagnóstico de • Síndrome Coronariana Aguda

  18. Avaliação do Projeto Minas Telecardio

  19. Avaliação do Projeto Minas Telecardio

  20. Avaliação do Projeto Minas Telecardio

  21. Lançamento Projeto Nacional em Parintins (Amazonas)

  22. Demonstração Telessaúde UFMG Discussão caso clínico dermatologia Centro de saúde municipal BH Centro de Telessaúde HC/UFMG Conexão com município Morada Nova 15/5/2006

  23. Demonstração Telessaúde UFMG Telecardiologia ECG on line e discussão de caso clínico

  24. http://www.cv-aps.bvs.br http://www.telessaude.org.br

  25. Portaria MS no 35/2007 Institui o Programa Nacional de TelessaúdeCritérios de escolha dos 900 pontos: I- Critérios Obrigatórios: • Adesão e comprometimento do gestor ao Projeto Piloto Nacional de Telessaúde Aplicada à Atenção Básica • Municípios com infra-estrutura mínima de telecomunicação (acesso à Internet) • Municípios com Estratégia de Saúde da Família implantada;

  26. Critérios de escolha dos 900 pontos: II- Critérios Indicativos: • Municípios com barreiras de acesso geográfico; • Municípios com população menor ou igual a 100.000; habitantes; • Municípios com cobertura da Estratégia de Saúde da família igual ou maior que 50%; • Municípios com IDH menor que 0,500; • Parágrafo Único: A cobertura nas distintas regiões do estado, deverá seguir o percentual máximo de 20% dos pontos para as regiões metropolitanas e o mínimo de 80% dos pontos para os municípios não pertencentes à região metropolitana.

  27. Municípios selecionados em Minas Gerais Hospital das Clínicas

  28. Municípios selecionados em Minas Gerais

  29. Municípios selecionados em Minas Gerais

  30. Implantação nos NúcleosNúcleo Amazonas

  31. Implantação nos NúcleosCentro de Telessaúde HC/UFMG Planejamento da Implantação Reuniões de planejamento, planos de ação, metas,indicadores Testes de conexão, visitas aos municípios

  32. Pontos de Telessaúde no país Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Ministério da Saúde Departamento de Gestão da Educação na Saúde

  33. www.saude.gov.br/sgtes Secretário de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde Francisco Eduardo de Campos Diretora de Gestão da Educação na Saúde Ana Estela Haddad deges.direção@saude.gov.br Coordenação de Ações Estratégicas em Saúde Gustavo Gusso Deges.estrategicas@saude.gov.br Coordenação de Ações Técnicas em Saúde Ena Galvão Deges.tecnicas@saude.gov.br

  34. Centro de Telessaúde HC/UFMG Equipe: Maria Beatriz Moreira Alkmim – coordenadora Gláucio Galeno – coordenador clínico Guilbert Rey Bastos – gerente de TI Giana Lucindo – administradora Mauro Lucio Faleiro – analista de suporte Cristiano Fernando Carlos Leonardo Medrado – assistente administrativo Claudia – secretária Mônica Pena – assessoria HC Renato Minelli – consultor de gestão telessaude@hc.ufmg.br, telecardio@hc.ufmg.br Tel: 31 3248-9201, 9279, 9234