Download
csm tap n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CSM TAP PowerPoint Presentation

CSM TAP

147 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

CSM TAP

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. CSMTAP

  2. CSM/MMotoMecânica

  3. EMBREAGEM

  4. CONCEITO A embreagem é um dispositivo que liga o motor à caixa de mudanças de velocidades (câmbio) e permite ao motorista obter uma transmissão progressiva de torque daquele para esta nas passagens de marcha.

  5. Embreagem • Funções da embreagem • Possibilitar arrancadas suaves; • Transmitir torque quando em marcha; • Interromper o fluxo da força entre o motor e a caixa de mudanças nas trocas de marchas e paradas; • Proteger o motor e a transmissão contra sobrecargas; • Amortecer as vibrações de transmissão.

  6. SISTEMA DE ARREFECIMENTO

  7. SISTEMA DE ARREFECIMENTO O calor interno, produzido pelas explosões e atrito, não é inteiramente transformado em energia mecânica. Uma parte se perde pelo escapamento e outra é cedida às paredes do cilindros, do cabeçote e dos êmbolos, transmitindo-se por condutibilidade ao conjunto do motor

  8. Tipos de Arrefecimento • Arrefecimento pelo ar; • Arrefecimento pela água.

  9. Arrefecimento pelo ar • Para se obter um arrefecimento satisfatório, é necessário: • Aumentar a superfície externa a arrefecer, por meio de aletas (são estas que proporcionam o aumento da superfície aquecida em contato com o ar); • Fazer o ar deslocar-se com grande velocidade, em relação à superfície externa do motor.

  10. Arrefecimento pela Água É o mais utilizado nos dias atuais. É obtido fazendo-se circular água, por intermédio de uma bomba centrífuga, dentro de uma espécie de invólucro dos cilindros e do cabeçote, constituindo as camisas e as câmaras d’água, respectivamente. Introduzida fria nas camisas dos cilindros pela parte inferior, a água passa às câmaras do cabeçote e sai quente, sendo então conduzida ao radiador onde é arrefecida pelo ar, a fim de ser utilizada novamente.

  11. Componentes do Sistema • O sistema constitui-se de órgãos que asseguram a circulação e o arrefecimento da água, quais sejam: • Radiador; • Tampa de pressão; • Caixa (depósito) de expansão; • Mangueiras; • Bomba d’água; • Ventilador; • Camisa e câmara d’água; • Válvula termostática; • Indicador de temperatura.

  12. Reservatório superior Tampa de pressão Caixa de expansão Bujão de escoamento Reservatório inferior Colméia Radiador É o órgão de arrefecimento da água aquecida pelo motor. Consiste em dois reservatórios: um superior, destinado a receber a água quente; e o outro inferior, onde se acumula a água após o arrefecimento.

  13. Bomba D’água Trata-se de uma bomba do tipo centrífuga (disco com pás curvas, girando no interior de um corpo de bomba). Ela aspira a água do radiador e a recalca, obrigando-a a penetrar nas camisas d’água em torno dos cilindros e nas câmaras d’água ao redor das câmaras de compressão. Normalmente, o seu acionamento é mecânico, efetivado através do virabrequim.

  14. Indicador de temperatura Destina-se a alertar o usuário quando a temperatura está acima do previsto. Ligada eletricamente ao bulbo de temperatura no motor, pode ser do tipo lâmpada piloto ou termômetro.

  15. Aditivos Existem aditivos de características solventes que agem como detergentes, diluindo as crostas formadas nas canaletas das colméias do radiador. O cuidado que se deve ter ao adicionar ou trocar o aditivo no veículo é realizar a mistura com a água antes de colocá-lo no sistema de arrefecimento e fazê-lo na proporção e periodicidade recomendada pelo fabricante.

  16. SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO

  17. FUNÇÕES O Sistema de lubrificação tem como função reduzir o atrito no motor, reduzir a um mínimo o calor gerado no movimento das peças móveis do motor (arrefecimento) e armazenar o lubrificante.

  18. SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO

  19. Finalidade do sistema de alimentação • Armazenar e proteger o combustível; • Transportar o combustível; • Filtrar o combustível e o ar; • Processar a mistura ar/combustível.

  20. Finalidade do sistema de alimentação O sistema de alimentação supre as necessidade de combustível do motor, atendendo a seus diversos regimes de rotação e carga.

  21. Componentes do sistema e suas funções • Reservatório de combustível; • Cânister (ciclo Otto); • Bomba de combustível (ciclo Otto) ou bomba alimentadora (ciclo Diesel); • Filtro de combustível; • Carburador / injeção eletrônica (ciclo Otto) ou bomba injetora (ciclo Diesel); • Bico injetor (ciclo Diesel); • Filtro de ar; • Tubulações rígidas e flexíveis; • Acessórios.

  22. Reservatório de combustível • É o depósito em que se transporta, Armazena e protege o combustível. Antigamente, era confeccionado em folha estanhada, sendo que, atualmente, são feitos de material plástico. • As vantagens do reservatório em plástico são: • Menor peso; • Não oxidam; • Podem ser moldados em formas complexas; • Ausência de vazamentos.

  23. Cânister (ciclo Otto) O combustível dos veículos, principalmente a gasolina e o álcool, tem uma tendência a evaporar. A 30 ºC, a perda já é de 2%. Para recuperar o gás evaporado e não deixar que ele polua a atmosfera, foi criado o cânister (reservatório, em inglês), um filtro de carvão ativado que armazena o vapor de combustível e o direciona para o motor, onde será aproveitado.

  24. Cânister (ciclo Otto) Este filtro está ligado ao reservatório de combustível por um cano, o mesmo usado para circulação de ar (respiro). Os gases evaporados passam pela tubulação e são absorvidos pelos grãos de carvão ativado; depois serão conduzidos ao interior dos cilindros para serem queimados durante a combustão.

  25. Bomba de combustível (Ciclo Otto) • Tem a função de Fazer o combustível circular pelo sistema, transportando o mesmo do reservatório até o carburador ou válvulas injetoras. • Nos motores antigos, ela é mecânica, sendo acionada por um ressalto da árvore comando de válvulas. • Nos veículos com injeção eletrônica, a bomba é elétrica, localizando-se normalmente no interior do reservatório de combustível.

  26. Bomba de combustível(Ciclo Diesel) A bomba alimentadora tem a função de levar o combustível do reservatório à bomba injetora no ciclo Diesel. Normalmente ela é mecânica, sendo acionada por um ressalto do eixo de comando da bomba injetora (mais comum) ou pela árvore comando de válvulas. Pode, portanto, ser construída em vários locais no motor.

  27. Filtros de combustível diesel • Filtro de combustível • Os combustíveis líquidos encerram, normalmente, algumas impurezas nocivas ao funcionamento dos órgãos de alimentação. • Água; • Partículas de filtro; • limalhas e óxido de cobre

  28. Bomba injetora (ciclo Diesel convencional) • é a responsável, no sistema convencional ciclo Diesel, pela distribuição e dosagem do combustível, conforme a necessidade do motor. • Mecanismo mecânico de altíssima precisão; • Preço elevado, comparado com o carburador; • Recebe o combustível da bomba alimentadora, sob baixa pressão e já filtrado; • Envia, sob alta pressão, para os bicos injetores em quantidade e tempo de acordo com a carga do motor.

  29. Filtro de ar A entrada de ar para o motor é assegurada pela simples aspiração no tubo de admissão; Filtra o ar para eliminar suas impurezas, tais como poeira e areia fina em suspensão, que são agentes de desgaste nos cilindros. Filtros úmidos (banho de óleo, já em desuso) Filtros secos (papel)

  30. ciclo Otto DEFINIÇÃO - é um ciclo termodinâmico, que idealiza o funcionamento de motores de combustão interna de ignição por centelha. Para esta aplicação, é possível construir motores a quatro tempos mais eficientes e menos poluentes em comparação aos motores a dois tempos. O ciclo ideal se constitui dos seguintes processos: 1ºAdmissão,2ºCompressão,3ºExplosão e 4ºExaustão. São estes os 4 tempos de funcionamento do motor.

  31. CABEÇOTE • DEFINIÇÃO - Cabeçote é a tampa de fechamento da parte superior do bloco de cilindros. O CABEÇOTE é uma das 3 partes que se divide o motor, as outras duas são BLOCO e CARTER. • APERTO DO CABEÇOTE – comece apertando os dois parafusos centrais do cabeçote com um aperto leve, vá apertando em xis, até atingir os parafusos das extremidades, aperte todos com o mesmo torque;

  32. ASSUNTOS A SEREM DISCUTIDAS O que é prise direta? Resposta: última marcha. Qual a forma de aperto de um cabeçote? Resposta: do centro para os extremos em forma de“X”. Quais são os 4 tempos do motor na ordem? Resposta: 1ºAdmissão, 2ºCompressão, 3ºExplosão e 4ºExaustão. Quais são as três parte com que se dividem o motor? Resposta: Cabeçote, bloco e cárter. Conjunta de engrenagem que proporciona torque e velocidade para o sistema de transmissão? Resposta: caixa de marchas Qual a função da turbina? Resposta: enviar O2 sob pressão para a admissão.