Download
alfabetiza o letramento n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ALFABETIZAÇÃO & LETRAMENTO PowerPoint Presentation
Download Presentation
ALFABETIZAÇÃO & LETRAMENTO

ALFABETIZAÇÃO & LETRAMENTO

658 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

ALFABETIZAÇÃO & LETRAMENTO

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. ALFABETIZAÇÃO & LETRAMENTO ALFABETIZAÇÃO - Etimológicamente o termo “alfabetização” significa “levar a aquisição do alfabeto”. - O termo vai sendo resignificado com as contribuições da linguística, psicologia, psicolinguística. - O conceito de alfabetização restrito ao processo “mecânico” de codificação e decodificação da relação fonema/grafema é problematizado diante do fracasso escolar produzido por este sistema.

  2. LETRAMENTO • Surge em meados da década de 80 em diferentes países a necessidade de se (re)nomear as práticas associadas ao ensino da língua materna. • Surge assim o letramento no Brasil, do illettrisme, na França, da literacia, em Portugal, para nomear fenômenos distintos daquele denominado alfabetização, alphabétisation. • Organização da Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) de ampliação do conceito de literate para functionally literate, e, portanto, a sugestão de que as avaliações internacionais sobre domínio de competências de leitura e de escrita fossem além do medir apenas a capacidade de saber ler e escrever.

  3. Avaliações realizadas no final dos anosde 1970 (EUA) e início dos anos de 1980 pela NationalAssessment of Educational Progress (NAEP), de quejovens graduados na high school não dominavam ashabilidades de leitura demandadas em práticas sociaise profissionais que envolvem a escrita; • Conclusãoda pesquisa sobre habilidades de leitura da populaçãojovem norte-americana, afirmam que o problemanão estava na illiteracy (no não saber ler e escrever),mas na literacy (no não-domínio de competências deuso da leitura e da escrita;

  4. MUDANÇA NOS CONCEITOS DE “ALFABETIZADO”… • Censo de 1940 = alfabetizado aquele que declara saber ler e escrever – muitas vezes restrito ao próprio nome; • Censo de 1950 = alfabetizado aquele que sabe ler e escrever um bilhete “simples”; • Atualmente critério adotado nas Pesquisas Nacionais por Amostragem de Domicílios (PNAD) = anos de escolaridade; • Mudança no conceito buscando estabelecer uma diferença entre: saber ler e escrever (alfabetizado) – fazer uso da escrita e da leitura (letrado) • Brasil hoje: 14 milhões de analfabetos. Estimativa de 25 milhões de analfabetos funcionais ( não fazem uso social da lingua escrita)

  5. DIFERENTES NÍVEIS DE LETRAMENTO… • Vários pesquisadores do letramento referem-se a diferentes níveis de letramento; • É tão possível o cidadão ser alfabetizado e não letrado, ou possuir nível elementar de letramento, tanto quanto é possível não ser alfabetizado mas possuir níveis de letramento; • Atos relacionados ao diferentes níveis de letramento: distinguir letras, números, símbolos; reconhecer diferentes veículos e contextos de leitura; ditar cartas; antecipar textos; compreender textos com diferentes graus de complexidade; interpretar informações; ler mapas, quadros, gráficos etc; associar informações de diferentes textos; etc.

  6. REFLETINDO SOBRE A QUESTÃO… • O termo “letramento” surge para distinguir as práticas associadas aos usos socio-culturais da língua escrita da prática da alfabetização como aquisição do código; • Para essa distinção parte de uma concepção de alfabetização “retrita” aos procedimentos “mecânicos” do ensino da escrita e leitura; • Outras concepções de alfabetização não distinguem alfabetização de letramento, considerando ambas dimensões do ato de ler e escrever; • Existe produção humana histórica, cultural, social que possa dissociar-se destes aspectos para tornar-se apenas “mecânica”? Como pode a escrita ser “mecânica” se é um sistema de signos compartilhados culturalmente?