Download
sistem tica e classifica o biol gica n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Sistemática e Classificação Biológica PowerPoint Presentation
Download Presentation
Sistemática e Classificação Biológica

Sistemática e Classificação Biológica

232 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Sistemática e Classificação Biológica

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Aula 01 Sistemática e Classificação Biológica

  2. Sistemática • Ramo da biologia que trata dos princípios fundamentais da classificação biológica e da nomenclatura; • Surgiu da necessidade de organizar e compreender a imensa diversidade de seres vivos; • Permite estabelecer relações de parentesco evolutivo entre os organismos.

  3. Fundamentos da classificação biológica • A sistemática estuda a biodiversidade com o objetivo de descrever e dar nome científico aos seres vivos; • Organiza os seres vivos de acordo com suas características; • Procura compreender os processos responsáveis pela existência da biodiversidade.

  4. Classificação Biológica • Sistema que organiza os seres vivos em categorias taxonômicas (táxons); • Baseia-se no grau de semelhança entre as características estruturais e anatômicas dos seres vivos; • Foi descrita por Carl Von Linné (Lineu).

  5. Categorias taxonômicas • A categoria taxonômica básica é a ESPÉCIE; • Pode ser definida como grupo de populações cujos indivíduos são capazes de cruzar entre si e produzir descendentes férteis em condições naturais. • A segunda categoria taxonômica é o GÊNERO; • É mais abrangente que a espécie; inclui diferentes espécies que apresentam grandes semelhanças entre si.

  6. Demais categorias • FAMÍLIA: reúne gêneros semelhantes; • ORDEM: reúne famílias semelhantes; • CLASSE: reúne ordens semelhantes; • FILO: reúne classes semelhantes; • REINO: reúne filos semelhantes.

  7. Para entender na prática: • Para a comunicação, é essencial a existência de nomes e de conhecimento acerca dos objetos (entidade individual) a serem nomeados; • Os substantivos correspondem às classes de objetos aos quais se aplica o mesmo nome; • Por exemplo, você viu um beija-flor mês passado, outro ontem e outro hoje. Os beija-flores não eram exatamente iguais, mas existe algo em comum entre eles. Esse algo é que define a classe "beija-flor".

  8. Beija-flor-de-gravata-verde / Augastes scutatus Verdinho-de-bico-vermelho/ Chlorostilbon aureovetris Beija-flor-verde-de-peito-azul / Amazilia lactea

  9. Atividade prática Distinção entre objeto e classe

  10. Atividade • Tomaremos como um exemplo fictício a casa da família Folclore-Brasileiro, onde moram Curupira, o patriarca, Dona Beija, a matriarca, e seus filhos Mapinguari e Iara. A família Folclore-Brasileiro possui um casal de cachorros, Saci-pererê e Mula-sem-cabeça, e uma cacatua chamada Jabiraca. • A casa dos Folclore-Brasileiro é dividida em cômodos e nela encontramos vários objetos, tais como móveis, aparelhos elétrico-eletrônicos, talheres, material de bruxaria etc. • Nessa casa, você pode encontrar, também, objetos que, geralmente, não têm designação específica que os identifique individualmente, tais como: • Cômodos: sala, quarto, cozinha etc. • Mobília: guarda-roupas, mesa, cama etc. • Talheres: colheres, facas e garfos. • Decoração: quadros, esculturas etc. • Represente a casa e todos os seus objetos constituintes a partir de um organograma.

  11. Sistemas de Classificação: • Construir classes para que possamos fazer generalizações; • De acordo com a finalidade: a) Artificial - É aquele que utiliza critérios arbitrários (não-científicos) para classificar os seres vivos. Ex: planta daninha, animais domésticos, decompositores, predadores etc. b) Natural - É aquele que utiliza critérios científicos para classificar os seres vivos (respeitam as relações filogenéticas e a origem evolutiva) Ex: Insecta, Primatas, aves, mamíferos... Filogenética Filo= linhagem Gênese= origem

  12. Premissa atual • A sistemática, além de documentar e COMPREEDER a diversidade biológica, deve reconstruir a história da diversidade desenvolvendo CLASSIFICAÇÕES NATURAIS dos organismos.

  13. Princípios da Classificação Natural • Refletem a FILOGENIA  reúnem os organismos por ancestralidade comum; • As relações de parentesco entre grupos podem ser representadas em diagramas chamados ÁRVORES FILOGENÉTICAS (cladogramas)

  14. Sistemática Filogenética = Cladística • Método utilizado para estabelecer relações filogenéticas entre os seres vivos; • Procura reunir em um mesmo grupo apenas organismos que compartilham uma história evolutiva comum (clados) • Se baseia em grupos monofiléticos • Grupos de espécies que possuem um ancestral comum exclusivo (clados)

  15. Cladogramas (clado=ramo) • Diagramas que representam as relações entre seres vivos e seus ancestrais comuns; • Árvore filogenética construída a partir da análise cladística; • (X,A,B,C,D) Representam um grupo ou espécie atual • Nó representa a diversi- ficação e o ancestral comum

  16. Característica derivada do grupo C Ancestral comum exclusivo dos grupos C e D Característica primitiva do grupo ancestral Cada nó representa a diversificação por cladogênese e o ancestral comum dos ramos acima

  17. Grupos Monofiléticos • Agrupamento natural de táxons; • Inclui um ancestral e TODOS os seus descendentes • Polifiléticos são grupos que descendem de ancestrais distintos. • POLIFILÉTICOS E PARAFILÉTICOS agrupamento artificial, incluem um ancestral e PARTE dos descendentes...

  18. Grupos Monofiléticos • Compartilham características chamadas APOMORFIAS, ou características derivadas; • Essas características são NOVIDADES EVOLUTIVAS; • Não estavam presentes no ancestral comum, e surgiram por modificações de uma condição antiga ou PLESIOMORFIA (característica primitiva); Ex: pelo e glândula mamária são apomorfias de mamíferos, por isso, todo animal que apresentá-las é incluído no cladoMammália.

  19. Aspectos importantes para a classificação • Padrões de semelhança entre diferentes espécies; • Espécies que compartilham estruturas correspondentes herdaram-na de um ancestral comum. • HOMOLOGIAS características comuns entre espécies

  20. Órgãos homólogos • São estruturas corporais que se desenvolvem de modo semelhante em embriões de espécies diferentes que têm ancestralidade comum; • Origem embrionária semelhante; • Podem apresentar diferenças morfológicas.

  21. Esqueletos com o mesmo plano estrutural e com a mesma origem embrionária. • Funções diferentes devido a divergência evolutiva (diversificação das estruturas homólogas)

  22. Ancestral comum??? Estruturas semelhantes Nem sempre!!!

  23. Analogias • Estruturas semelhantes entre espécies de linhagens diferentes (origem embrionária diferente). Não utilizadas na classificação

  24. Homologia • Ferramenta básica para a comparação dos indivíduos; • Um dos conceitos mais fundamentais da biologia comparada