TCC e Formação Profissional - PowerPoint PPT Presentation

tcc e forma o profissional n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
TCC e Formação Profissional PowerPoint Presentation
Download Presentation
TCC e Formação Profissional

play fullscreen
1 / 25
TCC e Formação Profissional
93 Views
Download Presentation
Download Presentation

TCC e Formação Profissional

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. TCC e Formação Profissional

  2. Ciclo de aprendizagem • O conhecimento é algo que se constrói e o aluno, ao levantar situações problemáticas nas organizações, propor sistemas, avaliar planos ou programas, bem como testar modelos e instrumentos, está também ajudando a construir conhecimento. E pode aplicar a pesquisa para melhorar as práticas organizacionais.

  3. Resolução de problemas Experiência concreta Observação e reflexão Testes das implicações dos conceitos em novas situações Formação de conceitos abstratos e generalizações Aprendizagem Acadêmica

  4. Escolha do tema • Pesquisa com graduados sobre o que fariam de diferente quanto à escolha do tema: • Definiriam o tema mais cedo • Desenvolveriam o tema na área de que mais gostam • Procurariam um professor da área para definir o tema • Escolheriam primeiro a empresa, depois o tema

  5. Escolha do tema • É bom que a escolha do tema parta fundamentalmente do interesse do aluno, uma vez que, ao tomar uma decisão, ele deve estar preparado para conviver com aquele tema por vários meses. • Não é incomum encontrar alunos que estão no final do curso e não tem uma ideia clara do que é possível desenvolver no tcc. • Observa-se que aqueles alunos que possuem experiência de trabalho tem mais facilidade para escolher

  6. Escolha do tema • É possível que a indecisão se deva à época de realização do TCC, que coincide com o final do curso. • Caracteriza-se como uma época de avaliação e reflexão por parte do aluno a respeito de seu curso. • Neste momento ele percebe o quanto aproveitou (ou não) seu curso. Entretanto, a decisão não depende apenas do interesse do aluno, mas de uma conjugação entre o interesse da empresa, a competência e o interesse do aluno e do orientador, conforme figura a seguir.

  7. Fatores envolvidos na escolha do tema ALUNO Interesse Conhecimento Habilidades Esforço EMPRESA PROFESSOR Acesso e supervisão Orientação Interesse Conhecimento Relacionamentos com o meio organizacional

  8. Critérios para a escolha do tema • Seja relevante para a área de Administração – com alguma ligação com pelo menos duas entre as disciplinas do curso. • Seja viável, considerando o acesso às fontes de informações ou dados. • Considere o limite de tempo para a execução do tcc – 4 meses. • Considere outros recursos, como custo, disponibilidade de bibliografia e de orientação. • Seja de interesse da organização-alvo, já que não apenas o acesso, mas também a qualidade dos dados e informações dependem da relevância da pesquisa para os entrevistados. • Seja de interesse do orientador.

  9. Processo de orientação • Segundo os professores, é necessário que o aluno tenha ideias claras do que pretende fazer. • O professor deve conhecer a área e ter interesse no tema, mas é preciso haver certa empatia entre professor e aluno. • A orientação é muito mais efetiva quando há cooperação entre as partes, em vez de cobrança por parte do orientador. • Falta de conhecimento ou desinteresse do aluno no tema, pouco tempo dedicado ao projeto e, em consequência, apresentação de um projeto mal-elaborado, bem como a pressa em terminar o trabalho apenas para cumprir um requisito, são fatores negativos que levam à elaboração de um trabalho malfeito e ao desinteresse do orientador.

  10. Processo de orientação • Cabe ao orientador prover meios, ou seja, facilitar contatos, indicar bibliografia, sugerir métodos e técnicas e incentivar o trabalho do aluno. • O TCC é uma espécie de treinamento para consolidar a transição entre o status de estudante e o status de profissional. • O aluno deve mostrar iniciativa e independência. • Não há uma única maneira de desenvolver um projeto, o orientador trabalha em cima do que o aluno apresenta, respeitando sua escolha, mas redirecionando alguns caminhos quando julgar necessário. • A qualidade do trabalho final é muito mais responsabilidade do aluno do que do orientador.

  11. Dificuldade para realização do TCC • Questões de orientação • Acesso à coleta de dados • Deficiências de bibliografia • Deficiências metodológicas • O que fariam diferente: • Distribuição dos prazos • Busca de bibliografia estrangeira • Trabalhar melhor o projeto • Terminar o trabalho mais cedo para poder revisar

  12. Sugestões de temas para pesquisa ROESCH, Sylvia Maria Azevedo. Projetos de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2013. Capítulo 2: Sugestões de temas para estágios e pesquisas.

  13. Tipos de projeto • Pesquisa aplicada • Gerar soluções potenciais para os problemas humanos • Avaliação de resultados • Julgar a efetividade de um plano ou programa • Avaliação formativa • Melhorar um programa ou plano; acompanhar sua implementação • Proposição de planos • Apresentar soluções para problemas já diagnosticados. Pode ou não incluir a implementação do plano • Pesquisa-diagnóstico • Explorar o ambiente organizacional e de mercado; levantar e definir problemas

  14. Definição de problema

  15. Problema de pesquisa • A primeira coisa a fazer é definir o quanto se sabe a respeito do tópico. Pode ser que o aluno saiba bastante da sua própria experiência, ou da observação do fenômeno na prática, ou ainda, da leitura de jornais e revistas. Pode ter uma opinião sobre o assunto. • Isso não é suficiente para um trabalho científico, este tipo de opinião não é tão importante como seria se estivesse escrevendo uma crônica jornalística. • O conhecimento é cumulativo em ciência. • O aluno terá de considera o que já se conhece sobre o tópico e demonstrar o quanto pesquisou.

  16. Classificação de Problema • Existência de um fenômeno: • Executivos estressados apresentam baixo desempenho quando trabalham em equipe? • Descrição e classificação de um fenômeno: • Quais as características do baixo desempenho em trabalhos em equipe apresentados por executivos estressados? • Composição de um fenômeno: • Quais são os componentes cognitivos e emocionais presentes no estresse do executivo? • Aspectos relacionais de um fenômeno: • Existe relação entre aspectos da cultura organizacional da empresa e o estresse do executivo?

  17. Classificação de Problema • Descrições e comparações entre os elementos de um fenômeno: • Existe diferença entre a depressão e o estresse no executivo? • Causalidade de um fenômeno: • A alta rotatividade das empresas pode causar estresse nos executivos? • Causalidade-comparatividade de um fenômeno: • A alta rotatividade das empresas causa maior estresse em executivos do sexo masculino ou feminino? • Causalidade-comparatividade interacionista de um fenômeno: • Em quais setores da empresa a alta rotatividade causa maior estresse em executivos do sexo masculino e feminino?

  18. Objetivo

  19. Determinação de objetivos • O objetivo responde ao problema de pesquisa. • É dividido em objetivo geral e objetivos específicos. • O objetivo geral define o propósito do trabalho. • Os objetivos específicos operacionalizam – especificam o modo como se pretende atingir um objetivo geral.

  20. Exemplos de objetivo geral • Implantar um sistema de telemarketing na empresa X. • Avaliar o sistema de distribuição de lucros em empresas do setor manufatureiro. • Apresentar sugestões para a reestruturação da fábrica X. • Avaliar o processo de implantação do Kanban no setor X. • Elaborar e implementar o setor de serviço ao cliente no banco X.

  21. Exemplos de objetivos específicos • Objetivo Geral: Promover a área de RH na organização • Objetivos Específicos: • Pesquisar a imagem da área junto aos empregados • Analisar entrevistas de saída • Pesquisar a imagem da área conforme percebida pelas gerências das outras áreas e Diretoria • Divulgar os resultados da avaliação nos murais da empresa, ou via relatórios • Promover marketing interno das ações de RH

  22. Exemplos de objetivos específicos • Objetivo Geral: Elaborar um plano de cargos e salários • Objetivos Específicos • Planejar os cargos da empresa • Descrever os cargos • Especificar os requisitos do ocupante • Avaliar e classificar os cargos • Pesquisar o mercado • Definir a estrutura salarial

  23. Exemplos de objetivos específicos • Objetivo Geral: Redefinir a estrutura de distribuição da empresa na região • Objetivos Específicos • Classificar os clientes da empresa de acordo com seu volume de compras mensais • Levantar dados e índices relevantes à divisão da região em território de vendas • Elaborar um novo zoneamento das regiões de vendas • Calcular o número ótimo de vendedores/representantes para cada zona

  24. Exemplos de objetivos específicos • Objetivo Geral: Avaliar o processo de recrutamento e seleção de pessoal da empresa X, tendo em vista a filosofia de Gestão da Qualidade (QT) e propor melhorias • Objetivos Específicos • Descrever a filosofia de QT da empresa • Definir o perfil do funcionário de acordo com a filosofia de QT • Acompanhar e relatar as etapas de recrutamento e seleção • Participar da elaboração do programa de integração dos novos funcionários da empresa • Acompanhar o desempenho dos novos funcionários da empresa durante o período de experiência • Propor melhorias no processo de recrutamento e seleção de pessoal

  25. Exemplos de objetivos específicos • Objetivo Geral: Avaliar o programa de implantação de TQC no departamento Y • Objetivos Específicos • Descrever a situação da empresa antes do início da implantação do programa de TQC • Analisar o modelo utilizado na implantação do programa • Descrever o processo de implantação do programa, suas etapas e sequência • Verificar os resultados que vem sendo alcançados com a implantação do TQC até o momento • Propor melhorias e sugestões ao processo de implantação