Download
cap tulo n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Capítulo PowerPoint Presentation

Capítulo

138 Views Download Presentation
Download Presentation

Capítulo

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Capítulo 1 Conceitos iniciais,HP 12C e Excel

  2. Três objetivos do capítulo • Entender o processo de avaliação de investimentos • Conhecer o funcionamento da calculadora HP 12C • Conhecer alguns recursos financeiros do Excel

  3. Técnicas Decisões financeiras e objetivo Maximizar valor ou riqueza Ativos Investimentos Passivos Financiamentos Capítulo 2 Capítulo 3 FCL CMPC Capítulos 4, 5, 6 e 7 FCL = Fluxo de Caixa Livre CMPC = Custo Médio Ponderado de Capital

  4. Entendendo a HP 12C Modelo tradicional Dourado . Modelo novo, prateado

  5. Algumas características … • RPN • Pilhas de registradores

  6. Jan Lukasiewicz • Lógico e matemático polonês • Uma idéia genial! • Simplificar a notação matemática para facilitar as contas em máquinas!

  7. Uma lógica reversa … R eversa P olonesa N otação

  8. Alguns exemplos … Álgebra convencional … Soma de 235 e 121 356 235 + 121 = Instrução Operador Operandos Notação polonesa … 356 235 121 + ENTER Operador Instrução Operandos

  9. Observação importante • A HP 12C não tem a tecla = A notação polonesadispensa seu uso

  10. Resolva na HP12C … • 45 – 23 • 36/4 + 3 • 5 x (7-2) • 45 + (-21) 45 [Enter] 23 [-] Visor => 22 36 [Enter] 4 [/] 3 [+] Visor => 12 5 [Enter] 7 [Enter] 2 [-] [x] Visor => 25 45 [Enter] 21 [CHS] [+] Visor => 24

  11. A pilha de registradores • Registradores que processam as operações Clear X Limpa o registrador X Visor: Registrador X

  12. O funcionamento da pilha 8 Enter 4 8 + 8 4 12

  13. Operações com a pilha Limpa o registrador X Troca X por Y Rola a pilha para baixo CLEAR Limpa a memória

  14. Funções especiais • Azuis • Amarelas

  15. Funções especiais amarelas Apenas teclas amarelas

  16. O primeiro passo de sempre • Limpa a memória da calculadora CLEAR

  17. Funções especiais azuis Apenas teclas azuis

  18. Usando funções algébricas • Calcula o logaritmo neperiano

  19. Funções essenciais Funções financeiras Serão discutidas com maiorprofundidade a partir deJuros Compostos

  20. Funções financeiras da HP 12C • [n]: calcula o número de períodos • [i]: calcula a taxa de juros • [PV]: calcula o valor presente • [PMT]: calcula a prestação • [FV]: calcula o valor futuro • [CHS]: troca o sinal

  21. Matemática financeira no … Excel

  22. Funções variadas • =VP() • =VF() • =NPER() • =TAXA() • =PGTO()

  23. Três resultados do capítulo • Entendemos o processo de avaliação de investimentos • Conhecemos o funcionamento da calculadora HP 12C • Conhecemos alguns recursos financeiros do Excel

  24. Capítulo 2 Fluxos de CaixaFuturos

  25. Quatro objetivos • Conceituar fluxo de caixa livre • Destacar a importância da análise dos conceitos: incrementos, livres de impostos e custo de oportunidade • Analisar a venda de imobilizado • Projetar fluxos de caixa livre

  26. Técnicas Relembrando … decisões … Maximizar valor ou riqueza Ativos Investimentos Passivos Financiamentos Neste capítulo … FCL CMPC FCL = Fluxo de Caixa Livre CMPC = Custo Médio Ponderado de Capital

  27. Para pensar … "Algo como o mau tempo, na verdade, não existe. Existem, sim, vários tipos de bom tempo." John Ruskin

  28. O que é decisão … • No mundo corporativo, há algo vagamente conhecido como “processo decisório”, que são aqueles insondáveis critérios adotados pela alta direção da empresa para chegar a decisões que o funcionário não consegue entender. Tudo começa com a própria origem da palavra ‘decisão’, que se formou a partir do verbo latino caedere (cortar). Dependendo do prefixo que se utiliza, a palavra assume um significado diferente: ‘incisão’ é cortar para dentro, ‘rescisão’ é cortar de novo, ‘concisão’ é o que já foi cortado, e assim por diante. E dis caedere, de onde veio ‘decisão’, significa ‘cortar para fora’. Decidir é, portanto, extirpar de uma situação tudo o que está atrapalhando e ficar só com o que interessa. Fonte : Gehringer, M. (2002). O que é decisão.Revista Você S.A., janeiro de 2002, p. 106.

  29. Conceito de investimento … Sacrificiozinho hoje … Para ter um dinheirão amanhã …

  30. E a decisão financeira? Ganhos?

  31. Fluxo de Caixa! Ganhos em Finanças? Lucros?

  32. O que importa é o caixa! O lucro, dentro de critérios perfeitamente adequados, pode ser manipulado. Caixa não tem jeito. Como dizem em Wall Street, lucro é opinião; caixa é fato. Fonte : Antônio Manfredini, professor da EAESP-FGV, jornal Gazeta Mercantil, 24/09/2001, relatório “As Empresas Dinâmicas”, p. 01.

  33. A resposta … Analise o dinheiro no tempo!!! Fluxos de caixafuturos

  34. Movimentações de $ Tempo Fluxos de caixa futuros ValorResidual Quanto eu ganharei durante a operação? Quanto eu ganharei ao encerrar a operação? FluxosIncrementais InvestimentoInicial Quanto eu investireihoje na operação?

  35. Aspectos importantes … • Incrementos • Custo de oportunidade • Livres de impostos

  36. Um exemplo didático • Com o objetivo de aumentar a sua renda, um pequeno fazendeiro resolve montar uma pequena fábrica de queijos e manteiga na sua propriedade, aproveitando o leite que produzia e vendia.

  37. Custo do leite Qual o custo do leite empregado na produção de queijos e manteiga? Sem documentação,não é possível registrar Custo de oportunidade Custo é igual àreceita perdida devendas

  38. Um exemplo didático • Em decorrência do sucesso do laticínio o fazendeiro resolve industrializar as goiabas da propriedade que eram sempre perdidas, já que sua comercialização in natura era impossível. Qual o custo das goiabas?

  39. Outro exemplo • Comprei um carro por $5.000,00 ontem • Hoje percebi que carros similares ao meu são vendidos por $8.000,00 Qual o valor do carro?

  40. Valor do carro $5.000,00 $8.000,00

  41. Incrementos • Um equipamento industrial apresenta um custo de manutenção periódica mensal fixa igual a $4 mil e uma ociosidade igual a 50%. A empresa pensa em usar uma parte da ociosidade em novos processos. Qual o custo a considerar?

  42. Custo de oportunidade • Alternativa preterida • Um engenheiro resolve montar uma loja de artesanatos, sendo o próprio gerente. Qual o custo dessa mão-de-obra? • Uma faculdade resolve criar um curso de micro-informática usando a estrutura ociosa das suas instalações no período matutino e não poderia ser alugada. Qual o custo desse uso?

  43. Livres de impostos • Um equipamento foi comprado há quatro anos por $50 mil, com vida útil de cinco anos. • A alíquota de IR da empresa é igual a 30%. • Se o equipamento for vendido hoje por $25 mil, qual o fluxo de caixa líquido recebido pela empresa?

  44. Venda de imobilizado Valor de venda (-) Custo contábil Resultado não operacional (-) IR Resultado líquido Fluxo de Caixa (+) Entrada (Venda) (-) Saída (IR) Líquido

  45. Analisando a venda • Depreciação = valor / vida útil = 50/5 = $10 mil por ano • Registro do equipamento Custo contábil 10

  46. Exemplo de venda 25 - 10 15 - 4,5 10,5 (+) 25 (-) 4,50 20,50 Valor de venda (-) Custo contábil Resultado não operacional (-) IR Resultado líquido Fluxo de Caixa (+) Entrada (Venda) (-) Saída (IR) Líquido

  47. O primeiro parâmetro … Fluxo de CaixaLivre

  48. Fluxo de caixa livre (+) Receitas (-) Custos e despesas variáveis (-) Custos e desp fixos (sem deprec) (-) Depreciação = Lucro Operacional Tributável (-) IR = Lucro Líquido Operacional (+) Depreciação = FCO (Fluxo de Caixa Operacional) (+/-) Invest líquidos em equipamentos (+/-) Invest líquidos em capital de giro = FCL (Fluxo de Caixa Livre) ?

  49. Capítulo 3 Custo de Capital

  50. Objetivos • Conceituar CMPC • Calcular o custo efetivo do capital de terceiros • Entender o custo de oportunidade do capital próprio e os prêmios pelo tempo e pelo risco