Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O ESPÍRITO E A CIÊNCIA PowerPoint Presentation
Download Presentation
O ESPÍRITO E A CIÊNCIA

O ESPÍRITO E A CIÊNCIA

149 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

O ESPÍRITO E A CIÊNCIA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. O ESPÍRITO E A CIÊNCIA FLÁVIO TÁVORA PINHO

  2. Espiritistas, amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instrui-vos,eis o segundo. O Espírito da Verdade. O Evangelho Segundo O Espiritismo -

  3. Estudem,comparem, aprofundem-se, nós lhes dizemos sem cessar; o conhecimento da verdade tem este preço. L.M. O Espírito da Verdade.

  4. As dúvidas sobre o espírito têm por causa principal a ignorância sobre a verdadeira natureza do espírito. L.M. Cap. I Item 1

  5. O Espírito é matéria quintessenciadaL.E. Item 82 A matéria é apenas uma modalidade de energia esparsa no Universo Emmanuel Cap. xxv - pág. 139

  6. O espírito é um ser circunscrito, real. L.E. - Resumo da Doutrina dos Espíritos – Item VI

  7. GRAVIDADE Os espíritossão atrelados aos planetas pelagravidade. Roteiro pág. 31

  8. O ESPÍRITO É MATÉRIA

  9. O ESPÍRITO É uma flama, um clarão, uma centelha etérea, uma fagulha. L. E. Item 88

  10. O ESPÍRITO É LUZ

  11. A luz: É Energia radianteÉ Onda eletromagnética ÉQualquer radiação eletromagnéticasituada entre as faixas infravermelha e ultravioleta. James Clerk Maxwell

  12. É constituída de partículas e ondas;Albert Einstein Comporta-se ora como onda e ora como partícula; Stephen Hawking A luz:

  13. A LUZ É energia e matéria (E=mc2). Albert Einstein Energia tem peso, fruto da ação da gravidade sobre a massa. Michio Kaku

  14. CONCEITO DE ESPÍRITO A luz é energia e matéria A matéria é uma modalidade de energia O ESPÍRITO É LUZ, ENERGIA E MATÉRIA

  15. Perispírito O perispírito tem estrutura eletromagnética Evolução em dois mundos Cap. II - págs. 25 e 29 O perispírito é um envoltório semimaterial formado pelo fluido universal de cada globo

  16. Perispírito É corpo organizado, molde fundamental do corpo físico. Roteiro - pág. 31 É o principio da vida orgânica. L. E. - item 257

  17. Perispírito O perispírito tem peso específico; ele sofre a ação da gravidade do orbe com que se afina. Roteiro pág. 31 e 33

  18. Perispírito Todos os seres vivos são moldados, controlados e orientados por campos eletrodinâmicos; estes determinam a forma geral dos órgãos dos seres vivos, sem embargo da validade das leis da genética. Dr. Harold Saxton Burr

  19. EMANCIPAÇÃO DA ALMA Ocorre “sempre que os liames orgânicos se afrouxam” L.E. Item 401

  20. EMANCIPAÇÃO DA ALMA É a CAUSA dos fenômenos mediúnicos e, também, de algunsfenômenos paranormais

  21. FENÔMENO MEDIÚNICO Sempre há um espírito comunicante ou operador L.E. e L.M.

  22. Médium“Toda pessoa que sente num grau qualquer a influência dos espíritos é, por isso mesmo, médium”. “Todos, POUCO MAIS OU MENOS, são médiuns”. L.M. Cap. XIV Item 159

  23. RESSALVASsobre a mediunidade

  24. RESSALVANa prática, a qualificação de médium se aplica somente àqueles cuja FACULDADE MEDIANÍMICA ÉCLARAMENTE CARACTERIZADA. L.M. Cap. XIV Item 159

  25. RESSALVAA faculdade medianímica traduz-se por “EFEITOS PATENTES E CERTA INTENSIDADE”. L.M. Cap. XIV Item 159

  26. RESSALVAA faculdade medianímica depende de um ORGANISMO MAIS OU MENOS SENSITIVO L.M. Cap. XIV Item 159

  27. MÉDIUNS FACULTATIVOS São os que têm consciência de seu poder e que produzem fenômenos espíritas pelo ato de sua VONTADE. L.M. Cap. XIV Item 160

  28. PESSOAS “ELÉTRICAS”. Tiram delas mesmas o fluido necessário à produção do fenômeno e podem agir sem o concurso de espíritos estranhos. NÃO SÃO MÉDIUNS, no sentido ligado a esta palavra. L. M. - Cap. IV - Item 74 Parag. 20

  29. SONAMBULISMO Tem relação direta com a emancipação da alma. Há duas ordens de fenômenos: -Age sob a influência do próprio espírito, -É instrumento de inteligência estranha, ou L.M. Cap. XIV Item 172

  30. SONAMBULISMO CARACTERÍSTICA DO PARANORMAL O sonâmbulo age sob a influência de seu próprio Espírito; tira de si mesmo o que exprime. L.M. Cap. XIV Item 172

  31. SONAMBULISMO CATACTERÍSTICA DO MÉDIUM O médium, ao contrário do sonâmbulo, é o instrumento de uma inteligência estranha; ele é passivo, e o que ele diz não provém dele Cap. XIV - Item 172

  32. RESUMO sobre o Sonambulismo O sonâmbulo exprime seu próprio pensamento. O médium exprime o pensamento de outro. L.M. Cap. XIV - Item 172 O sonâmbulo pode ser um médium ou um paranormal

  33. ESTADO ALTERADO DA CONSCIÊNCIA (EAC)

  34. O EAC segundo SEU CRIADOR “O EAC é qualquer alteração substancial no padrão de consciência considerado como normal”. Quando está em um EAC o indivíduo “sente, de forma clara, uma troca qualitativa no padrão do seu funcionamento mental”. CHARLES TART

  35. EAC e a EMANCIPAÇÃO DA ALMA Quando enfraquece o vínculo da alma com o corpo, o cérebro altera a emissão de suas ondas cerebrais normais para ondas Alfa, Beta, Teta ou Delta

  36. ELETROENCEFALOGRAMA O EEG mede e registra graficamente os sinais elétricos do cérebro como as ondas Alfa, Beta, Teta e Delta. Hans Berger.

  37. RELAÇÃO EAC’s/ONDASCEREBRAIS ONDAS CEREBRAIS As ondas Alfa, Beta, Teta e Delta estão intimamente relacionadas com os Estados Alterados da Consciência

  38. EAC/EMANCIPAÇÃO DA ALMA ocorre em situações diversas, como: Transe, sono, sonho, cochilo, prece, meditação, coma, devaneio, dança rítmica, cânticos, hipnose, fadiga, drogas, desnutrição, jejum, dieta, traumas, obsessão em sexo.

  39. Onda Alfa Frequência: 8-13 cps. É a onda cerebral mais comum. Ocorre em preces, divagações, corpo relaxado ou não, olhos abertos ou fechados; consciente, caminhando, meditando, ouvindo música suave, lendo ou assistindo a uma palestra.

  40. Onda Beta Frequência: 13-20 cps. É a onda cerebral mais curta e rápida. Caracteriza o indivíduo ativo, desperto, olhos abertos, vigilância prolongada ou aumentada, induzida por intensa concentração ou por drogas. Usada na monitorização das funções físicas.

  41. Onda Teta Frequência: 4-8 cps. As ondas Tetas são uniformes. Caracterizada pela sonolência, sono leve ou estado que antecede o sono (cochilo), estado de inconsciência, alheamento do mundo exterior; a pessoa não consegue se manter consciente.

  42. Onda Delta Frequência: 0,5 a 4 cps. Onda cerebral mais longa e lenta. Presente no transe (natural, voluntário, involuntário) influenciado por hipnotizador, por orientador de sessão mediúnica ou por um espírito. Presente no devaneio, regressão induzida por hipnose, atividades de cura e sono profundo (natural, induzido ou hipnótico).

  43. VELOCIDADE DAS ONDAS CEREBRAISA velocidade do pensamento de uma pessoa é inferior à velocidade da luz. No vácuo: Vel. luz 299.792,458 km/seg.

  44. Telepatia/ondas cerebrais Duas pessoas perfeitamente despertas têm, muitas vezes, instantaneamente, o mesmo pensamento. São duas almas simpáticas que, reciprocamente, se comunicam e veem seus pensamentos, mesmo quando não dormem. L.E. 421

  45. Velocidade do pensamento humano Exterioriza-se em ondas curtas , médias e longas. O pensamento ainda é matéria. O pensamento é fluxo energético do campo espiritual. Mecanismos da mediunidadeCap. IV pág. 44 e 45

  46. Velocidade do pensamento do espírito O pensamento angélico se exprime em ondas “super-ultra-curtas”. Mecanismos da mediunidade PÁG. 44

  47. Velocidade do pensamento do espírito Os pensamentos atuam a feição de onda, com velocidade muito superior a da luz. Ação e Reação Cap. 5 pág. 70 O pensamento é força viva e atuante cuja velocidade supera a da luz. Ação e Reação Cap. 4 pág. 56

  48. Telepatia Transdimensional A velocidade de transmissão do pensamento entre espíritos, e entre espíritos e almas, se verifica à velocidade superior a da luz

  49. FENÔMENOS PARANORMAIS Não há presença de um espírito. O fenômeno paranormal é fruto da VONTADE do próprio sensitivo.

  50. O que é DUPLA VISTAÉ a percepção de fatos materiais, reais; é o conhecimento de acontecimentos distantes; detalhes de uma localidade; causas de moléstias e coisas reais do mundo espiritual. A Gênese - Cap. XIV item 27