Download
sistema tegumentar n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SISTEMA TEGUMENTAR PowerPoint Presentation
Download Presentation
SISTEMA TEGUMENTAR

SISTEMA TEGUMENTAR

2481 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

SISTEMA TEGUMENTAR

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. SISTEMA TEGUMENTAR

  2. Características gerais • A pele é o maior órgão do corpo Funções de: • Proteção e defesa imunológica • Secreção – glândulas • Termoregulação • Locomoção – estruturas queratinizadas • Sensorial • Reflete processos patológicos internos e externos

  3. Estruturas derivadas da pele: • Pêlos • Unhas • Garras • Penas • Cornos • Glândulas –sudoríparas, sebáceas e mamárias • Cascos • Coxins

  4. Forma e Função • A pele é dividida em camadas: • Epiderme – epitélio pavimentoso estratificado cornificado ou queratinizado • Derme – Tecido conjuntivo frouxo a denso • Hipoderme – ( tecido subcutâneo )Tecido conjuntivo frouxo e tecido adiposo • Vasos sanguíneos, nervos e vasos linfáticos – derme e hipoderme

  5. EPIDERME • Estrato basal– mais interna – camada única de células cúbicas a prismáticas. Mitose constante. Melanócitos e céls de Merkel (transdução sensorial) • Estrato espinhoso– 1 a 3 camadas de células poliédricas a pavimentosas – narinas e nariz/células de langerhans( células de defesa ) • Estrato granuloso– células achatadas que possuem grânulos de querato-hialina – componentes lipídicos • Estrato lúcido– várias camadas de células pavimentosas homogêneas e translúcidas (regiões epidérmicas muito espessas) • Estrato córneo– mais superficial, várias camadas de células queratinizadas – descamação de células mortas ocorrem nesta camada • Uma pele fina não possui estratos lúcido e granuloso

  6. Corte histológico Fragmento de pele delgada. Coloração H&E. Aumento (400x) a: Camada córnea; b: Camada espinhosa; c: Camada basal; d: Papila dérmica.

  7. DERME • Zona papilar – superficial – TCF - papilas dérmicas/ interdigitação com a epiderme • Zona Reticular – TCD – arranjo de fibras colágenas e elásticas • Tecido linfático, glândulas sebáceas e sudoríparas , folículo pilosoemúsculo liso também ocorrem na derme

  8. HIPODERME • Camada subcutânea de tecido conjuntivo frouxo • A hipoderme une a pele às estruturas profundas permitindo mobilidade – fáscia do periósteo ou pericôndrio • Quando infiltrada por células adiposas forma o panículo adiposo • Armazena gordura e isola o calor

  9. PÊLOS • Funções de proteção, isolamento e recepção sensorial • Folículos pilosos se formam a partir da invaginação da epiderme para a derme subjacente – canal para o futuro pêlo • Pêlos primários : maiores/profundo na derme/ associação com glândulas e músculo eretor. • Pêlos secundários: mais superficial na derme e sem associações.

  10. Cutícula- camada de células queratinizadas anucleadas – escamas sobrepostas • Córtex- forma a maior parte do cilindro do pêlo – várias camadas de células achatadas e queratinizadas, pode ser pigmentado – melanócitos na raiz do pêlo. • Medula- células cúbicas queratinizadas na porção central

  11. Diferenças entre espécies • Folículos únicos – equinos e ruminantes • Folículos únicos em grupos de 3 - suínos • Folículos compostos (folículo primário único e um número variável de folículos secundários) – carnívoros

  12. Ciclo do pêlo Crescimento e queda – fotoperíodo - 3 estágios : - Anágeno– crescimento - Atividade mitótica das células do bulbo piloso ( produção de pêlos )/ Aposição contínua de novas células – alongamento do pêlo - Catágeno – transição- Bulbo piloso se torna uma massa sólida e queratinizada de células /Folículo se torna fino / Bulbo migra para o nível das glândulas sebáceas - Telógeno – repouso

  13. Glândulas 1 – Glândulas sebáceas: • Depositam sua secreção diretamente nos folículos • Algumas diretamente na superfície da pele • Sebo- lipídios + degeneração das células secretoras = secreção holócrina – se espalha pela superfície da pele : diminui a entrada de microorganismos, diminui a perda de água, mantém os pêlos e a superfície externa da pele macia e flexível. • Áreas ausentes- coxins plantares, cascos, garras, cornos

  14. Corte histológico Fragmento de pele delgada exibindo folículo piloso e glândula sebácea. Coloração H&E. Aumento (40x) Seta: Folículo piloso; Asterisco: Glândula sebácea.

  15. 2- Glândulas sudoríparas • Tubulares, simples ou enoveladas • Muito desenvolvidas em equinos e homem e ausentes nas aves • Restrita aos coxins plantares nos carnívoros, ao carpo dos suínos e à região nasolabial dos ruminantes e suínos • Drenam sua secreção diretamente na pele (maioria ) e algumas no folículo

  16. Secreção alcalina, constituída por água • Funções de resfriamento • Merócrinas – produto secretório liberado por exocitose – epitélio cúbico – predominante no homem • Apócrinas– produto secretório liberado por pequenos desprendimentos do citoplasma da superfície da célula – epitélio prismático – predominantes nos animais domésticos

  17. Corte histológico Fragmento de pele delgada exibindo detalhe de glândula sudorípara na derme. Coloração H&E. Aumento (40x) Seta: Glândula sudorípara.

  18. Glândulas da região perianal • Anais– dorsal próxima a base da cauda. Presentes nos cães, gatos e suínos – sudoríparas modificadas. Abrem-se no ânus. Secretam muco • Sacos anais– presentes nos carnívoros e roedores. Sudorípara modificada. Divertículos cutâneos laterais ao ânus, contém glândulas murais que neles se abrem. Marcador social • Circum-anais ( perianal )– ao redor do ânus. Massas sólidas de células que se unem às glândulas sebáceas da região. cães – sebácea modificada – lubrificação e proteção antimicrobiana.

  19. CASCOS, CHIFRES E UNHAS • Cascos– é a epiderme e seus derivados queratinizados. Regiões epidérmicas e dérmicas interdigitadas são laminares Regiões histológicas- períoplo, coroa,barra,sola e ranilha • Garras – carnívoros – parede e sola • Cornos - osso cornual, cório e epiderme * Cascos, garras e cornos são espessamentos epidérmicos – queratina dura

  20. GARRAS Garras – formadas por parede e sola

  21. As garras dos carnívorossãoextensões da falange distal • A falange distal forma o processoungueal e é cobertapeladerme • Parededa epiderme - placa da garra, umacornificaçãoduraaolongo da crista dorsal • Sola – composta de umaqueratinamenoscompactana base ventral da garra

  22. Estrutura do casco: O casco é a porção queratinizada da epiderme que recobre a extremidade distal do dedo Regiões: Perióplica, coronária e laminar – compreendem a parede A parede se vira para dentro ventralmente formando as barras. A sola - superfície ventral, fixada as barras e à borda da parede Ranilha – entre as barras Ápice da ranilha - bulbos

  23. 1- 1ª falange 2- tendão do exteensor lateral 3-falange 4-rodete (coroa) 5-períoplo 6-parede ou muralha 7-tecido querafiloso 8-tecido podofiloso 9-3ª falange 10-tecido aveludado 11-trasversohióideo 12-ligamento interósseo 13-ranilha 14-coxim plantar 15-osso navicular 16-fundo de saco posterior da pequena bainha sesamóideana 17-fundo do saco posterior da sinovialarticular do pé 18-fundo de saco inferior da grande bainha sesamóideana 19-tendão flexor profundo 20-ligamento sesamóideano

  24. 1-glumas (bulbos do casco) 2-lacunas laterais 3-talões 4-barras ou arcobotantes 5-quartos 6-ramos da sola (palma) 7-limite posterior dos ombros 8-linha branca 9-sola 10-pinça 11-ponta da ranilha (vértice da ranilha) 12-bordo inferior da parede, tampa ou muralha (bordo basal da parede) 13-ranilhaA - ângulo LM - sulco da ranilhas

  25. Tecido queratinizado (queratina dura) • Tecido córneo tubular • Tecido córneo intertubular • Tecido córneo laminar Camadas vivas • Epiderme – estrato espinhoso, estrato basal • Derme ( cório ) – rica em vasos sanguíenos e nervos

  26. Cornos - bovinos • 3 elementos: osso cornual, cório e epiderme • Osso cornual – proliferação do osso frontal – queratina dura • Epiderme associada origina a queratina tubular e intertubular • Na base do corno –queratina mole • Proliferação celular lenta – células basais da epiderme - alongamento