Download
participa o pol tica e o resgate da cidadania n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Participação Política e o Resgate da Cidadania PowerPoint Presentation
Download Presentation
Participação Política e o Resgate da Cidadania

Participação Política e o Resgate da Cidadania

114 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Participação Política e o Resgate da Cidadania

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Participação Política e o Resgate da Cidadania Prof. Me. Flavio Vicente fgvicente@cesumar.br

  2. O QUE É POLÍTICA? A PALAVRA POLÍTICA TEM DOIS SENTIDOS MUITO UTILIZADOS: DOUTRINA e DISCUSSÃO DE IDEIAS. Ex. 1: A política (doutrina) da nossa empresa é de profundo respeito pelo meio ambiente. Ex. 2: Deve haver um embate político (discussão de ideias) antes de qualquer decisão importante.

  3. O QUE É POLÍTICA? O objetivo é falar sobre a política como discussão de ideias ou ideologias. A palavra “política” vem do grego polis. Polis era o nome dado às cidades gregas. Quem vivia nas polis precisava encontrar maneiras de resolver os problemas daquele grupo social, portanto, precisava discutir sobre a polis, logo, praticava uma discussão política.

  4. O QUE É POLÍTICA? • Resumidamente podemos definir política como a “arte e ciência do governo”. • Arte porque exige muita invenção, criatividade e sensibilidade para perceber as necessidades das pessoas. • Ciência porque com o auxílio das ciências que estudam o comportamento humano (ética, filosofia, sociologia etc) é possível estabelecer regras que devem ser levadas em conta nas discussões políticas.

  5. QUAL A IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA? Aristóteles: “o homem é um animal político”. • O homem é um animal político porque não é normal que viva só, mas em grupos. • Nos grupos, naturalmente, nascem ideias diferentes sobre cada coisa. • As ideias diferentes não podem ser aplicadas todas ao mesmo tempo, nem seria justo que fossem descartadas sem que houvesse uma discussão a respeito.

  6. APENAS COM A DISCUSSÃO POLÍTICA CHEGA-SE A UM CONSENSO QUE LEVE EM CONTA TODAS AS IDEIAS SURGIDAS.

  7. O QUE É POLÍTICA? A importância da política é criar um ambiente pacífico favorável à participação de todos os grupos sociais presentes em uma sociedade, para que todas as ideologias e necessidades possam ser levadas em conta no momento das decisões. A política e a participação política são fundamentais para que o povo participe do governo e, portanto, exista a democracia.

  8. SE NÃO HOUVESSE UM AMBIENTE PACÍFICO DE DISCUSSÃO DAS IDEIAS E OS GRUPOS QUE AS REPRESENTAM SIMPLESMENTE NÃO FOSSEM LEVADOS EM CONTA, ESSES GRUPOS TENDERIAM A SE FAZER OUVIR PELA FORÇA E NÃO PELA DISCUSSÃO POLÍTICA.

  9. O cidadão e a pós-modernidade • Pontos observados: • Redes sociais mais virtuais. • Relacionamentos com estranhos íntimos. • Contrato de convivência pacífica com a solidão. • Perda de laços afetivos primários. • Maior acesso à informação. • Ganhos nas possibilidades materiais da vida. • Individualismo e complexidade. • Hedonismo e consumismo. • Suicídio, drogas e estresse em todas as idades. • Fragmentação dos indivíduos e crise identidária.

  10. Capital Social • Para J. Coleman (1990) e P. Bourdieu (1980), capital social é considerado um recurso importante para indivíduos ou grupos relativamente circunscritos, que decorre do nível de interconectividade das relações e redes sociais. • Capital social tem por base a persistência temporal das redes que se alimentam por intermédio de relações de reciprocidade assentes na comunhão de determinadas normas e valores.

  11. Capital Social • Para R. Putnam (1993, 2000) um dos indicadores mais expressivos do nível de capital social das comunidades depende da capacidade associativa das suas populações. O autor sublinha o relevo das ligações de caráter horizontal, principalmente entre associações voluntárias, como um dos motores preponderantes para a criação e sustentabilidade de níveis elevados de capital social.

  12. O QUE É PARTICIPAÇÃO POLÍTICA? • Participar politicamente é de alguma forma tomar parte do processo de tomada de decisões, das discussões, ser levado em conta, ter escolha e utilizar esse poder de escolha. • Para que o povo escolha representantes autênticos, é preciso antes de tudo que haja plena liberdade de informação, permitindo às pessoas formarem livremente sua opinião com base no maior número possível de dados. Assim todo ser humano tem o dever de participação política, para que a ordem social não seja apenas a expressão da vontade dos interesses de alguns.

  13. COMO PARTICIPAR POLITICAMENTE? • Ter informação: é impossível discutir sobre o que não se conhece. • Ter interesse: considerar-se agente de produção da sociedade em que vive, de si mesmo e das relações entre os homens. Não ser acomodado e apenas esperar sempre que outros produzam tudo que se aplica à sociedade. • Ter senso de justiça social: a participação política deve sempre visar o bem coletivo e não interesses individuais.

  14. COMO PARTICIPAR POLITICAMENTE? A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA PODE SER INDIVIDUAL E EM GRUPO: PARTICIPAÇÃO INDIVIDUAL: VOTO. FISCALIZAÇÃO. AÇÃO POPULAR ETC. PARTICIPAÇÃO COLETIVA: PARTIDARISMO. SINDICALISMO. ONGs. INICIATIVA DE LEI ETC.

  15. O QUE É POLÍTICA? Qual a consequência de não participar politicamente? Platão: “O castigo dos bons que não fazem política é serem governados pelos maus.” Não participar é permitir ser utilizado para atender interesses espúrios. Não participar é se anular, é deixar de considerar as próprias necessidades.

  16. “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, não participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio depende das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro, que se orgulha e estufa o peito, dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que de sua ignorância nasce a prostituta,o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e o explorador das empresas nacionais e multinacionais.” Bertolt Brecht

  17. Muito Obrigado !

  18. Participação Política e o Resgate da Cidadania Prof. Me. Flavio Vicente fgvicente@cesumar.br