maria mazzarello n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Maria Mazzarello PowerPoint Presentation
Download Presentation
Maria Mazzarello

play fullscreen
1 / 63

Maria Mazzarello

510 Views Download Presentation
Download Presentation

Maria Mazzarello

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Maria Mazzarello Um história de amor

  2. MorneseBonito povoado do Piemonte, ao norte da Itália.

  3. Em 09 de março de 1837, nasce Maria Domingas Mazzarello, primeira filha de José Mazzarello e Maria Madalena. Foi um dia de muita alegria.

  4. Maria Mazzarello, embora criança, já conhece Jesus. Seus pais são seus primeiros educadores.

  5. Em 1849 a família vai para Valponasca trabalhar na vinha.

  6. Main é tão forte e corajosa, que até supera os homens no trabalho do campo.

  7. No intervalo do trabalho gostava de olhar a Igreja e dirigir seu olhar a Jesus, para agradecer ou pedir sua proteção.

  8. Main com freqüência procurava o padre, confessava e esperava dele conselhos, para corrigir seus defeitos.

  9. Main era vaidosa e gostava de ser notada. Porém, aos poucos, ela começa a perceber que o mais importante é ser amiga de todos.

  10. Todos os dias, da janela de seu quarto, ao avistar a Igreja, rezava. Sua mãe, um dia lhe pergunta: -Maria, o que você faz aí? Ela respondeu. -É a hora que o povo se reúne para rezar.Você quer rezar comigo? A partir daquele momento, toda tarde a família Mazzarello se reunia para rezar.

  11. - “Main, está na hora de deitar e dormir”. - “Deixe-me ficar mais um pouquinho, mamãe. Dom Pestarino me emprestou um livro sobre Jesus”.

  12. Todas as manhãs, Main acordava para ir à missa.

  13. Mas antes, buscava água no poço para dar aos animais.

  14. Nem o inverno, com os caminhos cobertos pela neve, impedia Main de ir à Missa.

  15. Main não tem relógio e, certa manhã, levantou cedo demais.No caminho resolveu perguntar as horas para um senhor que ia passando. - “Meninas, que fazem vocês na estrada às duas horas da madrugada?” - “Nós vamos à Igreja.”

  16. 1858 Main completa 21 anos. Sua casa foi assaltada, os ladrões levaram todo o dinheiro da família. O pai descontente, resolve mudar para o povoado.

  17. Main está feliz, porque assim ficará mais perto da Igreja e de suas amigas.

  18. O Padre Pestarino fundou a Associação da Imaculada. Aí começa a vida de apostolado destas jovens: visitas aos doentes, catecismo para as crianças, ... Na casa de Angela se reuniam para preparar o serviço da semana, sob a orientação do Padre Pestarino.

  19. 1860–Inverno A doença do tifo invadiu Mornese. Main visita os doentes levando um pouco de consolo.

  20. Main fica doente e quase vem a falecer.

  21. Recupera-se da doença, mas fica muito fraca e não consegue mais trabalhar no campo. Main resolve aprender a costurar.

  22. Com o tempo, Main se recupera. Um dia, passeando com sua amiga Petronila fala de seu projeto e confia-lhe seu segredo.

  23. A caminho de Borgoalto vê uma grande casa, cheia de meninas e uma voz lhe dizia -“Eu as confio a você”.

  24. Main e Petronila formaram-se costureiras, e as mães confiavam suas meninas para aprenderem a costura com estas jovens.

  25. O grupo de meninas vai aumentando, pelo carinho e atenção que recebiam de Main e Petronila.

  26. - “Clara ,que horas são?” - “Não sei Maria, vou olhar o relógio.” - “Não precisa, responda-me: “São horas de amar a Deus”.

  27. - “Flora, escute, Deus pensa em cada uma de nós e nos trata de acordo com as nossas necessidades.”

  28. A tarde, a sós com Petronila, Maria confidencia: “Que cada ponto seja um ato de amor a Deus”.

  29. Domingo, à tarde é hora de passear, na praça da Igreja, e correr pelos campos.

  30. No carnaval, as meninas fizeram uma gostosa brincadeira acompanhada de doces e salgados. Foi um sucesso.

  31. Um senhor acompanhado de suas duas filhas, diz a Maria: - “Por favor, fique com minhas filhas, pois minha esposa faleceu e não tenho com quem deixar.”

  32. A partir deste momento, Petronila passou a comer e dormir com as pequenas. Aos poucos foram constituindo uma família.

  33. 7 de outubro de 1864 O povoado se prepara para acolher Dom Bosco, um Padre educador dos jovens.

  34. À noite, todos os homens se reúnem para escutar a voz de Dom Bosco. Maria se coloca na primeira fila, pois não quer perder uma só palavra deste Padre.

  35. Padre Pestarino e Dom Bosco tem nas mãos um grande projeto: a construção, em Mornese, de um colégio para os meninos.

  36. Todos participam da construção, até as meninas com Main e Petronila.

  37. A pequena família cresce em torno de Maria Domingas e Petronila. Main começa a sentir a falta de dinheiro para comprar comida para todas aquelas meninas.

  38. Maria e suas amigas querem viver mais perto de Deus, seguem os conselhos de Dom Bosco que logo lhes propõe para tornarem-se irmãs.

  39. 1872 Dom Pestarino anuncia que o colégio acolherá as jovens e será dirigido por Maria Domingas e suas companheiras.

  40. As 14 jovens junto com Maria Mazzarello, prometem diante de Dom Bosco e do bispo, entregar toda a sua vida a Deus, trabalhando na educação das jovens.

  41. No colégio todas aprendem, trabalham, se divertem e rezam.

  42. - Não tenho nada para dar às meninas. Vamos ao bosque colher castanhas, assim teremos o que comer.

  43. Irmã Maria decide ir ao rio Roverno para lavar as roupas, já que no colégio não havia água. É um dia de grande alegria para todas. Comer polenta e brincar no rio.

  44. Irmã Clementina, então lembrou-se do dia que derramou toda o fubá no chão. Recolheu tudo o que pôde com pedras e terra e,nem mesmo assim deixou de fazer a gostosa polenta.

  45. Maria, como sempre é boa com todos. Quando vê alguma irmã precisando de alguma ajuda, vai logo ao seu encontro.

  46. Quando as meninas estavam irrequietas e perturbando as aulas, Maria fazia a seguinte proposta : - Dê umas voltas na vinha e se quiser colha um cachinho de uvas.

  47. Um dia, passeando, encontram uma criança suja e mal vestida. As irmãs dão um bom banho na pequena e em menos de meia hora conseguiram fazer uma roupa nova. E a menina partiu contente.

  48. Maria Mazzarello insistia que as irmãs estudassem para que pudessem orientar bem as crianças e jovens.

  49. Maria animava as meninas no trabalho. Que vê-las como boas profissionais.

  50. Maria Mazzarello viaja com freqüência para visitar as irmãs nas muitas casas que vão se abrindo em todos os lugares.