Download
a par bola do servo vigilante n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A PARÁBOLA DO SERVO VIGILANTE PowerPoint Presentation
Download Presentation
A PARÁBOLA DO SERVO VIGILANTE

A PARÁBOLA DO SERVO VIGILANTE

687 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

A PARÁBOLA DO SERVO VIGILANTE

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. A PARÁBOLA DO SERVO VIGILANTE Lucas 12:35-40 Aguardando a volta do Senhor

  2. 35 Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias. 36 Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor, ao voltar ele das festas de casamento; para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. 37 Bem-aventurados aqueles servos a quem o senhor, quando vier, os encontre vigilantes; em verdade vos afirmo que ele há de cingir-se, dar-lhes lugar à mesa e, aproximando-se, os servirá. 38 Quer ele venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar. 39 Sabei, porém, isto: se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria arrombar a sua casa. 40 Ficai também vós apercebidos, porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.

  3. 41 ¶ Então, Pedro perguntou: Senhor, proferes esta parábola para nós ou também para todos? 42 Disse o Senhor: Quem é, pois, o mordomo fiel e prudente, a quem o senhor confiará os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo? 43 Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. 44 Verdadeiramente, vos digo que lhe confiará todos os seus bens. 45 Mas, se aquele servo disser consigo mesmo: Meu senhor tarda em vir, e passar a espancar os criados e as criadas, a comer, a beber e a embriagar-se, 46 virá o senhor daquele servo, em dia em que não o espera e em hora que não sabe, e castigá-lo-á, lançando-lhe a sorte com os infiéis. 47 Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites. 48 Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.

  4. INTRODUÇÃO Será possível conciliar uma vida cristã relevante neste mundo e ao mesmo tempo aguardar de maneira entusiasmada o retorno de nosso Senhor ? Como conciliar: A nossa vida diária + serviço cristão + a vigilancia quanto a volta de Cristo. Não podemos separar estas três vertentes da vida cristã.

  5. ENTENDENDO A PARÁBOLA • Um homem ausentou de casa para participar de uma festa de casamento (v. 36). • Seus servos ficaram a sua espera, não sabiam se voltaria por volta da segunda ou terceira vigília da noite. • Senhor era amado por seus servos  estes aguardavam o seu retorno a fim de servi-lo. • Jesus afirma que esta atitude é digna de uma bem-aventurança. >>>>> Aqueles que fossem encontrados em vigilância seriam dignos de honra: • Seriam servidos pelo próprio Senhor (v. 37) – isto era incomum naquela época (Luc. 17:7-10). • Para reforçar a idéia de vigilância, Jesus agrega a parábola a figura do Ladrão, que vem durante a noite:

  6. O pai de família sabe a hora em que virá, por isso, vigia para apanhá-lo (v. 39). • Existe uma necessidade de vigilância extrema por parte dos servos, pois o Senhor pode chegar de repente, pegando-os descuidados e desprevenidos. • “Ficai também vós apercebidos, porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.” (V.40). • JESUS VOLTA A QUALQUER MOMENTO! • Ele se ausentou por breve tempo. • Os seus servos foram redimidos e aguardam a sua volta.

  7. OBJETIVO: Alertar os discípulos para o iminente retorno do Senhor: “Cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias” (v.35).

  8. VIGILÂNCIA NÃO É ALIENAÇÃO • Fatos Históricos: • 21/03/1843 – William Muller marcou a volta de Cristo, muitos cristãos venderam seus bens – ABRIRAM MÃO DA REALIDADE. • Na Igreja de Tessalonica, algumas pessoas estavam usando a fé na vinda de Cristo para viver de forma displicente (I Tes. 4:10-12; II Tes. 3:6-11). • Não devemos nos afastar da realidade – SOBRIEDADE – (João 17:15). • Não devemos afastar da vida, porem devemos agir com relevância onde vivemos .

  9. Não podemos viver apegados as coisas dessa vida (II Tim. 2.4). • Jesus nos orienta acerca da moderação quanto as necessidades temporais (Luc. 17:22-34) • Ansiedade – provocada pela preocupação com as necessidades básicas pode nos alienar (separar) do Reino de Deus. • Somos chamados a aguardar a volta do Senhor com alegria e entusiasmo, sem contudo, esquecer que temos uma missão. • I Corintios 16:13,14.

  10. O SERVIÇO FAZ PARTE DA VIGILÂNCIA • I Corintios 16:14 – o serviço cristão é parte da nossa vigilância. • Serviço Cristão é tudo aquilo que fazemos em nome de Cristo e para sua glória (I Cor. 10:31 -> I Cor. 12:4-7 e Efésios 4:7-14). • Toda extensão da nossa vida pertence ao Senhor, fazemos parte do corpo de Cristo, a melhor forma de aguardarmos a sua volta é trabalhando. • Somos chamados para trabalhar: Efesios 2:10 – Tiago 1:22 e I Pe. 1:17-21; II Pe. 3:11,12; I Cor.15:58.

  11. I Corintios 15:58 • “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.” • “Portanto, queridos irmãos, continuem fortes e firmes. Continuem ocupados no trabalho do Senhor, pois vocês sabem que todo o seu esforço nesse trabalho sempre traz proveito”.