1 / 22

EDUCA O PARA A SA DE

brooke
Télécharger la présentation

EDUCA O PARA A SA DE

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. Content is provided to you AS IS for your information and personal use only. Download presentation by click this link. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server. During download, if you can't get a presentation, the file might be deleted by the publisher.

E N D

Presentation Transcript


    1. EDUCAO PARA A SADE SEXUALIDADE

    2. A puberdade e adolescncia Em determinado momento, entre os 9 e os 15 anos, o corpo da criana comea a mudar e transforma-se no corpo de um adulto. E tal mudana surge a natural curiosidade pelo sexo e pela sexualidade. A palavra puberdade significa crescido ou adulto; A adolescncia tambm utilizada e significa crescer; utilizada no s quando nos referimos das mudanas fsica que ocorrem mas tambm em relao a novas relaes, sentimentos, pensamentos, responsabilidades, adquiridas quando se chega a adultos.

    3. Puberdade As mudanas que ocorrem no nosso corpo, durante a puberdade, so causadas por hormonas; estas comeam a trabalhar enviando mensagem para que os rgos sexuais comecem a trabalhar; Uma vez que as hormonas sexuais comecem a funcionar, a puberdade inicia-se; Algumas hormonas so responsveis no s pelas mudanas do corpo como pelos novos sentimentos que ocorrem.

    4. Puberdade Feminina O estrognio e a progesterona (hormonas sexuais femininas) enviam mensagens aos ovrios para que os vulos que elas tem desde a nascena comecem a crescer. Uma rapariga libertar cerca de 400 a 500 em toda a sua vida; As raparigas, em geral, comeam a ter a menstruao depois dos ovrios comearem a libertar vulos. Nesta altura estas podem engravidar se tiverem relaes sexuais; Algumas raparigas podem comear a libertar vulos sem terem a primeira menstruao;

    5. Puberdade Feminina A menstruao, dura cerca de 3 a 8 dias; Quando a rapariga comea a ter perodo (=menstruao) este pode ser irregular; podendo levar 1 a 2 anos a regularizar. Algumas raparigas tm dores ligeiras e localizadas volta da zona do tero, antes e durante do aparecimento do perodo. A maioria das dores so normais. Quando uma mulher tem cerca de 50 anos o seu corpo comea a produzir menos hormonas sexuais e por isso os seus ovrios param de produzir vulos, deixando de ter menstruao. Nessa altura, ela deixa de ter filhos menopausa

    6. Puberdade Masculina A hormona que se comea a produzir, durante a puberdade, a testosterono que se produzem nos testculos; A testosgerona faz com que nos testculos comecem a produzir espermatozides (so clulas sexuais masculinas); Ao contrrio das raparigas, os rapazes s comeam a produzir clulas sexuais na puberdade, enquanto que as raparigas quando nascem j tm as clulas sexuais formadas;

    7. Puberdade Masculina Os testculos produzem cerca 100 milhes a 300 milhes por dia; O escroto protege os testculos mantendo-os temperatura certa; Depois de produzidos, os espermatozides passam para o epidmio para se tornarem frteis (assim j so capazes de fecundar se e unirem a um vulo feminino. Os espermatozides passam depois atravs dos canais deferentes at s vesculas seminais, misturando-se com um lquido produzido pela prstata;

    8. Puberdade Masculina A mistura de espermatozides e deste lquido d-se o nome de smen ou esperma; Quando o smen sai do pnis designa-se de ejaculao. O pnis constitudo por tecidos esponjosos que se podem encher de sangue dando origem ereco. D-se a ereco quando o pnis tocado ou quando o homem ou o rapaz fica excitado sexualmente, devido a sentimentos por ex. Acontece tambm que ao acordar o pnis pode estar erecto, no entanto, neste caso tem a ver com o facto da bexiga estar cheia, faz com que entre mais sangue no pnis.

    9. Viagens do espermatozode O que acontece dentro corpo quando se d a ejaculao o seguinte: Os msculos de cada epidmio em cada canal deferente e vesculas seminais, bem como os msculos da prstata, contraem-se e empurram o smen para a uretra. O smen passa pela uretra e sai num jacto atravs da glande. A ejaculao causa um sentimento de excitao chamado orgasmo.

    10. BANDA DESENHADA

    11. Curiosidades Geralmente cerca de 200 a 500 milhes de espermatozides so expelidos numa nica ejaculao; Os rapazes comeam a poder ejacular na puberdade e continuam a faz-lo at velhice; na puberdade que pode acontecer os sonhos hmidos; estes ocorrem durante o sono quando o rapaz est a ter um sonho agradvel, excitante ou sensual. Os sonhos hmidos so acontecimentos normais e comuns num rapaz.

    12. Masturbao Durante a puberdade as hormonas sexuais tornam mais activas os rgos sexuais o que leva ao desenvolvimento de novas sensaes em relao ao corpo. A masturbao tocar qualquer dos rgos sexuais por prazer. Algumas pessoas acham que um erro ou que faz mal sade ou ainda por motivos religiosos pecado.

    13. Masturbao Quando uma pessoa se masturba pode atingir o clmax ou orgasmo, neste momento o rapaz pode ejacular e a rapariga sente contraces fortes e excitantes volta da vulva ou por todo o corpo. Frequentemente, quando as pessoas se masturbam, sonham acordadas com algum ou com alguma coisa alegre, agradvel ou sensual. Algumas pessoas ficam sexualmente excitadas, s por olharem para imagens ou sonhando com algo agradvel.

    14. Fazer amor As pessoas chamam relao sexual com penetrao fazer amor porque uma forma de exprimir o amor. Mas apenas uma das maneiras de exprimir o amor. Os abraos, as carcias, dar as mos, beijos e carcias so outras formas de exprimir o amor. Estar com uma pessoa de quem se gosta muito e dizer-lhe que se gosta dela exprimir o nosso amor.

    15. H coisas que deves saber: importante esperar para ter relaes sexuais at ser suficientemente crescido e responsvel para se tomar decises saudveis. Todas as pessoas tm o direito de dizer no a qualquer contacto sexual. Uma relao sexual acompanha quase sempre muitos sentimentos.

    16. Deves ainda saber: Depois da relao sexual com penetrao, a mulher pode engravidar, se no se tomar medidas preventivas. Durante a relao sexual infeces graves como o vrus HIV, assim como outras doenas podem ser transmitidas de uma pessoa para outra. No entanto h formas de evitar.

    17. Heterossexualidade e Homossexualidade Heterossexualidade e homossexualidade tem a ver com o desejo sexual. Uma pessoa heterossexual algum que se sente atrado por pessoas do sexo oposto. Uma pessoa homossexual algum que se sente atrado por algum do mesmo sexo.

    18. Heterossexualidade e Homossexualidade Uma relao homossexual entre duas mulheres chama-se lsbica. Esta palavra aparece pela primeira vez no sc. XIX. Refere-se antiguidade (600 AC) na poca de uma poetisa que vivia na ilha de Lesbos e escreveu sobre o amor e amizade entre mulheres.

    19. Heterossexualidade e Homossexualidade Os gregos da antiguidade consideravam que o amor entre dois homens era a forma mais elevada de amor. Na cidade de Esparta ( cerca de 1000AC) era esperado que dois amantes do sexo masculino pertencessem ao mesmo regimento, pois lutaria com mais vigor para causar boa impresso; o exrcito Espartano era um dos exrcitos mais poderosos e temido da Grcia antiga

    20. Heterossexualidade e Homossexualidade As relaes homossexuais sempre existiram mesmo antes da Grcia antiga. A homossexualidade tem a ver com a cultura e a poca em que vivem. Os cientistas no compreendem bem sobre as razes por que uma pessoas se tornam homossexuais ou heterossexuais. Pode haver mais de uma razo.

    21. Heterossexualidade e Homossexualidade Por vezes, medida que as crianas, os rapazes e as raparigas crescem sentem curiosidade por outros do mesmo sexo. possvel que olhem uns para os outros e at se toquem. Isto uma forma normal de explorao e nada tem a ver com homossexualidade.

More Related