Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Tópicos abordados A crescente importância dos indicadores sociais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Tópicos abordados A crescente importância dos indicadores sociais

Tópicos abordados A crescente importância dos indicadores sociais

282 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Tópicos abordados A crescente importância dos indicadores sociais

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Tópicos abordados A crescente importância dos indicadores sociais Conceitos, algumas propriedades e tipologias. A SAGI: estrutura e ferramentas

  2. 1A importância dos indicadores sociais

  3. ;-;- - Ceará, 1980 – 5.2 pontos na escala Richter;- Amazonas, 1983 – 5.5 pontos na escala Richter;- Richter;- Minas Gerais, 2007 – 4.9 pontos na escala Richter­

  4. São Paulo, 1922 – 5.1 - Espírito Santo, 1955 – 6.3 - Mato Grosso, 1955 – 6.6 - Ceará, 1980 – 5.2 - Amazonas, 1983 – 5.5 - Rio Grande do Norte, 1986 – 5.1 - Minas Gerais, 2007 – 4.9

  5. São Paulo, 1922 – 5.1 pontos na escala Richter;- Espírito Santo, 1955 – 6.3 pontos na escala Richter;- Mato Grosso, 1955 – 6.6 pontos na escala Richter;- Ceará, 1980 – 5.2 pontos na escala Richter;- Amazonas, 1983 – 5.5 pontos na escala Richter;- Rio Grande do Norte, 1986 – 5.1 pontos na escala Richter;- Minas Gerais, 2007 – 4.9 pontos na escala Richter­

  6. São Paulo, 1922 – 5.1 pontos na escala Richter;- Espírito Santo, 1955 – 6.3 pontos na escala Richter;- Mato Grosso, 1955 – 6.6 pontos na escala Richter;- Ceará, 1980 – 5.2 pontos na escala Richter;- Amazonas, 1983 – 5.5 pontos na escala Richter;- Rio Grande do Norte, 1986 – 5.1 pontos na escala Richter;- Minas Gerais, 2007 – 4.9 pontos na escala Richter­

  7. Por que as informações sociais ganham importância a partir dos anos 80? Novas experiências de formulação e implementação de políticas públicas Novos temas investigativos Planos Diretores Planos Plurianuais de investimentos Projeto de Impactos Ambientais Disponibilização de equipamentos e serviços sociais Municípios implementadores de políticas Melhor definição de atuação da administração pública municipal Recorte informacional mais focado no território (Caso transporte prefeitura) Tribunais de Contas Reforma Bresser  Gestor Burocrata X Gestor Gerencial (ISP) Redemocratização  Movimentos Sociais, ONGs e Conselhos = Controle Social

  8. Sem dúvida, o conhecimento do significado, dos limites e da potencialidade dos indicadores sociais é de grande utilidade para os gestores municipais para definição de prioridades e alocação de recursos no Orçamento. Os indicadores sociais podem enriquecer a interpretação da realidade social e orientar de forma competente a análise, formulação e interpretação de políticas sociais.

  9. 2Conceitos, algumas propriedades e tipologias.

  10. O que é um indicador social? Indicador social é uma medida, em geral quantitativa, que procura operacionalizar, substituir, quantificar um conceito abstrato de interesse teórico para pesquisa acadêmica ou de interesse programático. O indicador é uma proxy, um substituto de um conceito, mas ele não é o conceito . Exemplo: Conceito: Vulnerabilidade familiar Indicador: Domicílios com renda per capita inferior a ½ salário mínimo. Ex: Risco de morte em crianças com até um ano de vida IDH  Desenvolvimento Humano

  11. Conceito Abstrato ou Temático Social de Interesse (Desenvolvimento Social/ Direitos Humanos) Definição das dimensões ou diferentes formas de interpretação operacional do conceito Estatística 1 Estatística 2 Estatística i Estatística i+1 Indicador 1 Indicador 2 Exemplo: Condições de vida / Programa de Governo do Rio / Programa Brasil Sem Miséria

  12. Algumas Propriedades (limitações) • Relevância Social (meio ambiente, segurança pública caso Rio) • Validade • Confiabilidade • Cobertura • Sensibilidade • Especificidade • Periodicidade • Factibilidade para obtenção • Comunicabilidade • Historicidade

  13. Validade Taxa de mortalidade infantil? Condições de saúde Médicos/ mil habitantes? A validade de um indicador corresponde ao grau de proximidade entre o conceito e a medida, isto é, a sua capacidade de refletir, de fato o conceito abstrato a que o indicador se propõe a “substituir” ou operacionalizar.

  14. Confiabilidade Registros policiais? Diferentes estágios de informatização entre as UF. Mortalidade por causas violentas? Violência na sociedade Outras formas. Cidades são realmente violentas? Os registros são bons? Levantamento em jornal? A confiabilidade de um indicador é uma propriedade relacionada à qualidade do levantamento dos dados usados no seu cômputo.

  15. Sensibilidade Vacinação Saneamento Nutrição Indicadores de mortalidade? Morbidade infantil? A sensibilidade de um indicador diz respeito a sua capacidade em refletir mudanças significativas se as condições que afetam a dimensão social referida se alteram.

  16. Especificidade Programas de atendimento saúde materno-infantil Indicadores de natimortalidade Baixo peso ao nascer A especificidade do indicador corresponde a sua propriedade em refletir alterações estritamente ligadas às mudança relacionadas à dimensão social de interesse.

  17. Periodicidade Indicadores Censos Demográficos Vazio informacional ! Contagem . Por que? Definição de público alvo.Projeções. Migração. Petróleo. Pesquisas de Emprego Até RM. Registros Administrativos Caged e Rais. Trabalho formal A peridiciodidade com que o indicador pode ser atualizado e a factibilidade de sua obtenção e custos módicos são outros aspectos cruciais na construção e seleção de indicadores sociais para uma dada temática.

  18. Classificação dos indicadores • Indicador simples/composto • Indicador quantitativo/qualitativo • Indicador objetivo/subjetivo • Indicador insumo/fluxo/produto

  19. Objetivos/Subjetivos Os indicadores subjetivos referem-se a medidas construídas a partir da avaliação dos indivíduos ou especialistas com relação a diferentes aspectos da realidade. Avaliação da Administração Publica Municipal Ouvidoria Percepção de violência Percepção de pobreza Os indicadores objetivos referem-se a ocorrências concretas ou a entes empíricos da realidade social construídos a partir das estatísticas públicas disponíveis.

  20. Insumo/Processo/Resultado/Impacto • Insumo • Recurso • Quantidade de médicos por mil habitantes • Gasto monetário per capita em saúde • Processo • Uso dos recursos • Consulta ao mês por crianças até um ano. • Número médio de consultas por hora por médico • Produto • Resultado efetivo • Taxa de morbidade e mortalidade infantil por causa específica • Impacto • Resultado para a sociedade • Melhora no nível nutricional • Melhora do desempenho escolar • Economia futura em gastos com saúde

  21. Insumo/Processo/Resultado/Impacto • Insumo • Recurso • Gasto público em programa de transferência de renda • Processo • Uso dos recursos • % de famílias cadastradas • % de famílias atendidas • Produto • Resultado efetivo • Proporção de indigentes • Impacto • Resultado para a sociedade • Taxa de evasão escolar • Redução da desnutrição infantil

  22. Analíticos/Sintéticos Taxa de evasão escolar / taxa de mortalidade infantil / Taxa de desemprego  Indicadores analíticos (análise de questões sociais mais específicas) Índice de Preços ao Consumidor / Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) A diferenciação entre indicadores analíticos e sintéticos é de que esses últimos, ao contemplarem no seu cômputo um conjunto mais amplo de medidas acerca da realidade social de uma localidade, tenderiam a refletir o comportamento médio ou situação típica dessa localidade em termos de desenvolvimento humano, qualidade de vida, vulnerabilidade social ou outro conceito.

  23. A Pirâmide da Informação Grau de Agregação Quantidade de informações

  24. Caso IDH Conceito de Desenvolvimento Humano Desenvolvimento Humano deveria ser entendido como um processo dinâmico e permanente de ampliação das oportunidades dos indivíduos para a conquista de níveis crescentes de bem estar. Para tanto, o processo de desenvolvimento deveria garantir, entre outros aspectos, oportunidades crescentes de acesso à educação e cultura, a condições de desfrutar uma vida saudável e longa e a condições de dispor de um padrão adequado de vida para a população.

  25. Conceito Abstrato ou Temático Social de Interesse (Desenvolvimento Social/ Direitos Humanos) Definição das dimensões ou diferentes formas de interpretação operacional do conceito Estatística 1 Estatística 2 Estatística i Estatística i+1 Indicador 1 Indicador 2

  26. Caso IDH Construção do IDH Conceito: Desenvolvimento Humano Dimensões operacionais: • Acesso à educação e cultura • Desfrutar uma vida saudável e longa • Padrão adequado de vida . Estatísticas • Analfabetismo e escolarização • Mortalidade • Renda média disponível Indicador Índice de Desenvolvimento Humano

  27. Caso IDH Esperança de vida IDH entre 0 e 1 0 a 0,5 - baixo Serra Leoa – 0,25 Níger - 0,29 0,5 a 0,8 – médio Brasil - 0,75 México – 0,78 0,8 a 1,0 – alto Suécia – 0,926 Canadá - 0,935 PIB per capita ajustado Método de aglutinação Taxa de alfabetização/ Taxa de escolarização

  28. 3A SAGI: estrutura e ferramentas

  29. Missão da SAGI • Produzir informações sistematizadas com o propósito de • melhorar a gestão, • avaliar e monitorar a efetividade das políticas de desenvolvimento social e combate à fome, • por meio da realização de estudos • sobre a demanda social, • a implementação de programas e • o impacto das políticas desenvolvidas, • da publicação de documentos de referência sobre a situação social no Brasil e • da capacitação de atores sociais

  30. Equipe M&A: • Diversidade de formação • Experiência na gestão e operação de programas • Capacidade de comunicação • Espírito de inovação • Conjunto de consultores especializados

  31. Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Secretário Adjunto Gabinete Assessoria Dep.Gestão da Informação Dep.Monitoramento Dep.Avaliação Dep.Formação e Disseminação CG Avaliação de Diagnóstico da Demanda CGMonitoramento da Demanda CG Publicações Técnicas CGEstatísticas CGFormação de Agentes Públicas CGInformações Estratégicas CGMonitoramento dos Resultados CG Avaliação de Resultados de Impacto CGFormação de Agentes Sociais

  32. Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação • Ferramentas de Gestão de Informação • Indicadores e Painéis de Monitoramento de Programas • Pesquisas de Avaliação de Desenho, Implementação e Impactos de Programas • Estratégias de disseminação do conhecimento produzido Secretário Adjunto Gabinete Assessoria Dep.Gestão da Informação Dep.Monitoramento Dep.Avaliação Dep.Formação e Disseminação CG Avaliação de Diagnóstico da Demanda CGMonitoramento da Demanda CG Publicações Técnicas CGEstatísticas CGFormação de Agentes Públicas CGInformações Estratégicas CGMonitoramento dos Resultados CG Avaliação de Resultados de Impacto CGFormação de Agentes Sociais