Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Seis Sigma Conceitos Introdutórios PowerPoint Presentation
Download Presentation
Seis Sigma Conceitos Introdutórios

Seis Sigma Conceitos Introdutórios

129 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Seis Sigma Conceitos Introdutórios

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Seis Sigma Conceitos Introdutórios

  2. A Visão de Jack Welch Acho que o grande problema do 6Sigma é que muitas empresas ainda não o compreenderam bem e ainda não sabem como transmiti-lo a todo seu pessoal. Se examinarmos esse conceito, veremos que há dois tipos de 6-Sigma. Um é para os tecnólogos, ideal para projetar novos e sofisticados produtos. Trata-se do tipo estatístico, importantíssimo para promover inovações que dão certo já da primeira vez, sem erros. Mas em geral as pessoas ficam pasmas, com sono e mortalmente entediadas com as estatísticas desse 6-Sigma. É insuportável; é quase como ir ao dentista. Por outro lado, você pode explicar o 6-Sigma para 350 mil funcionários apenas como variação, pois, em sua forma mais simples, 6-Sigma significa: “Quero que tudo saia sempre do mesmo modo, sem variação; quero que o cliente receba o que desejar, como desejar e quando desejar”. Esse é o segundo tipo que interessa às empresas. HSM Management - novembro-dezembro 2003

  3. Six Sigma! Foi durante um “Passeio pela Galeria”- na qual as equipes explicavam seu progresso a lideres da empresa – que o principal executivo da empresa começou a desafiar um dos lideres da equipe. “Se você pensa que este é o problema”, disse o executivo, “por que você não...?” e sugeriu uma solução. O líder da equipe tentou explicar que suas analise e dados eram preliminares e que mais trabalho seria necessário pra confirmar suas suspeitas. O executivo insistiu ao longo de mais vários minutos, entretanto, argumentando em favor da solução que propusera. Face ao interrogatório do “chefe do chefe do chefe do chefe”, o líder de equipe tornava-se cada vez mais embaraçado e inseguro quanto a como responder. Naquele momento, num ato de coragem corporativa, um dos “faixas-pretas” da empresa, um gerente de serviços financeiros que havíamos treinado como coach das equipes Seis Sigma, literalmente se interpôs entre o principal executivo e os gráficos da equipe. Declarou, em essência: “Nós não vamos simplesmente nos atirar em uma solução porque estamos utilizando o processo Seis Sigma!” O líder da empresa imediatamente reconheceu seu erro. Em vez de se zangar, riu e desculpou-se. Mais tarde, dirigindo-se a todo o grupo, ele contou a historia e elogiou o “faixa-preta” por ter defendido a Estratégia Seis Sigma. “Nós não estamos mais no modo ‘Just Do It’”, disse ele. “Dedicar tempo à compreensão de um problema e um processo antes de consertá-lo é melhor – mas vocês podem ter que nos lembrar de tempos em tempos até nos acostumarmos a este novo caminho.” (Pande, 2001, Prefácio XI)

  4. Six Sigma! 6Sigma pode ser usado como: Programa para Mediçãode Qualidade Processopara Melhoria Contínua Método para Condução de Projetos Facilitadorpara Mudança Cultural

  5. Six Sigma! • Mediçãode Qualidade 6 Sigma é um Programa de Qualidade baseado em estatística É uma metodologia rigorosa para melhorar o controle de processo.

  6. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura Produção Lâmina de Aço Espessura é um CTQ(Parâmetro Crítico para Qualidade) Espessura Nominal = 1,00 mm Mínimo = 0,95 mm Máximo = 1,05 mm Problema ou caso de negócio Perda de Produção Média = 100 m / rolo

  7. Não Menor Que 0,95mm Não Maior Que 1,05mm Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Clientes esperam 1,00 mm Espessura Nominal 1,00mm Mas permitem alguma variação dentro da Faixa de Especificação

  8. Espessura Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Medições Reais com Micrômetro 1,00mm Não Menor Que 0,95mm Não Maior Que 1,05mm

  9. Perda Perda Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Espessura Há grande Variação Gerando Perdas (como identificá-las no gráfico?) Não Menor Que 0,95mm Não Maior Que 1,05mm

  10. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Revendo uma Estatística Básica Desvio Padrão 0,025mm Espessura Média = 0,993 mm Desvio Padrão = 0,025 mm Média 0,993mm A média pode ser considerada boa? Por quê? E a variação? Na Média está OK – O Problema é a Variação

  11. Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo 2 = Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Quão Capaz é o Processo de Produzir dentro da Especificação ? Desvio Padrão 0,025mm Sigma = Faixa de Espec / 2* DP = 0,10 / 0,05 Faixa de Especificação (limite superior – inferior) (1,05-0,95) 0,10 mm O que fazer para melhorar a capacidade do processo?

  12. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo Faixa Esp 2s 0,10 mm Desvio 0,025 mm

  13. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo Faixa Esp 3s 0,10 mm Desvio 0,017 mm

  14. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo Faixa Esp 4s 0,10 mm Desvio 0,012 mm

  15. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo Faixa Esp 5s 0,10 mm Desvio 0,010 mm

  16. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior Reduzir Variação é a Chave para melhorar a Capacidade do Processo Faixa Esp 6s 0,10 mm Desvio 0,008 mm A Perda de Produção está Significativamente Reduzida!

  17. Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior • A Perda de Produção está Significativamente Reduzida! Por quê? • Se todas as medições estiverem dentro do limite inferior e superior a qualidade do processo pode ser considerada boa? • Não seria melhor se estivessem o mais próximo possível da Espessura Nominal? Por quê? • Sim, quanto mais próximo dela menor a chance de ocorrer desvios significativos que afetem a qualidade final do produto. O ideal é fugir da proximidade dos limites (qualquer variação no processo, por menor que seja, afeta o resultado.

  18. Mediçãode Qualidade Prazo de entrega de produtos O Prazo é um CTQ(Parâmetro Crítico para Qualidade) Prazo Normal = 24 horas Mínimo = 16 horas Máximo = 28 horas Exemplo Comercial Atender os requisitos do cliente é chave para manter o negócio

  19. Limite Inferior Limite Superior Não Menor Que 16 horas Não Maior Que 28 horas Mediçãode Qualidade Exemplo Comercial – Prazo de Entrega Clientes esperam receber produtos em 24 horas Tempo esperado 24 horas Mas permitem alguma variação

  20. Prazo de Entrega Mediçãode Qualidade Exemplo Comercial – Prazo de Entrega Limite Inferior Limite Superior Medições Reais junto aos clientes Média: 23 horas Desvio Padrão: 4 horas 24 Não Menor Que 16 Não Maior Que 28

  21. Prazo de Entrega Cliente Insatisfeito Cliente Insatisfeito 11% Acima 4% Abaixo Mediçãode Qualidade Exemplo Comercial – Prazo de Entrega Limite Inferior Limite Superior Medições Reais junto aos clientes Média: 23 horas Desvio Padrão: 4 horas 24 Não Maior Que 28 Não Menor Que 16

  22. Mediçãode Qualidade Exemplo Comercial – Prazo de Entrega Limite Inferior Limite Superior A metodologia 6 Sigma ajuda a descobrir as causas da grande variação e eliminá-las 24 Não Menor Que 16 Não Maior Que 28 11% Acima 4% Abaixo

  23. Mediçãode Qualidade Exemplo Comercial – Prazo de Entrega Limite Inferior Limite Superior A metodologia 6 Sigma é uma caixa de ferramentas que nos ajuda na busca da causa raiz dos problemas 24 Não Menor Que 16 Não Maior Que 28

  24. Causa e Efeito 6 Sigma CEP QFD FMEA Mapas do Processo DOE Pareto Mediçãode Qualidade O 6 Sigma é uma caixa de ferramentas... O importante é saber qual usar na hora certa

  25. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 2s Faixa de Especificação = (limite superior – inferior) Sigma = Faixa de Espec / 2* DP

  26. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 100 17 3 93.3 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 3s Sigma = Faixa de Espec / 2* DP

  27. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 100 17 3 93.3 100 12 4 99.4 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 4s Sigma = Faixa de Espec / 2* DP

  28. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 100 17 3 93.3 100 12 4 99.4 100 10 5 99.98 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 5s Sigma = Faixa de Espec / 2* DP

  29. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 100 17 3 93.3 100 12 4 99.4 100 10 5 99.98 100 8 6 99.9997 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 6s Sigma = Faixa de Espec / 2* DP

  30. Faixa de Desvio Nível %Especif. Padrão Sigma Dentro 100 25 2 69.1 Nível Sigma é uma Medição de Capacidade de Processo 100 17 3 93.3 100 12 4 99.4 100 10 5 99.98 100 8 6 99.9997 Mediçãode Qualidade Exemplo de Manufatura - Espessura da Lâmina Limite Inferior Limite Superior 6s

  31. Six Sigma! • ProcessoPara Melhoria Contínua 6 Sigma dá uma abordagem baseada em processo para melhoria contínua. Pode ser usado em qualquer processo de negócios

  32. Definir Medir Analisar Melhorar Controlar Processo Para Melhoria Três Rotas para escolher : 1) Controle Melhorado D M A I C Na Média o Processo é Ótimo - os problemas estão na Variação

  33. Definir Medir Analisar Verificar re-Projetar Processo Para Melhoria Três Rotas para escolher : D M A D V 2) Reprojeto A Média precisa Melhorar – Problema Estrutural c/ Processo e/ou Projeto

  34. Design For Six Sigma Processo Para Melhoria Três Rotas para escolher : D F S S 3) Novo Processo Desenvolver Novo Processo -Criando Processo com Capacidade 6 Sigma

  35. Six Sigma! • Facilitador para Mudança Cultural Para ser bem sucedido, 6 Sigma requer uma mudança radical na forma que a organização trabalha. A Liderança do Negócio e 6 Sigma podem juntos transformar uma empresa

  36. Six Sigma! As empresas estão constantemente em alerta para ganhar competitividade, utilizando ferramentas já consagradas como armas para vencer a concorrência. Apesar do enfoque em formas inovadoras de criar produtos e prestar serviços, uma constante permanece: as empresas que oferecem produtos e serviços de melhor qualidade sempre vencem a concorrência. O método Seis Sigma de melhoria é uma abordagem testada e aprovada em várias partes do mundo, e que tem sido eficaz em ajudar as empresas a dominarem sua concorrência (ECKES 2001, p.15). [...] é importante o reconhecimento da necessidade de gerenciar a mudança da cultura em decorrência do método Seis Sigma. A aplicação desse método envolve uma transformação cultural para lidar com fatos e dados. Para algumas empresas, essa transformação significará uma mudança radical em suas práticas de gestão. Por essa razão, espera-se que surjam resistências. (ECKES, 2001, p. 14)

  37. Six Sigma! A empresa Novelis entende que mais que alavancar resultados financeiros, a principal função do programa Seis Sigma é criar uma cultura permanente de melhoria contínua em todos os níveis, sendo as bases o inconformismo com desperdícios e a crença que sempre podemos fazer melhor (SEIS SIGMA SUMMIT 2007). Em 2001, a ALL - América Latina Logística iniciou a implantação do Programa Seis Sigma na sua gestão, praticando o seu valor "metodologia e qualidade para melhorar sempre". Desde então, o programa passou por algumas mudanças estruturais visando à adequação de perfil e melhor aproveitamento. Apesar das mudanças, o programa se enraizou na companhia, passando a fazer parte da cultura da empresa o uso do Seis Sigma por nossos "faixa preta em solução de problemas." (SEIS SIGMA SUMMIT 2007).

  38. Six Sigma! [...] para que a metodologia do Seis Sigma funcione, todos os níveis da empresa precisam estar ativamente envolvidos. A Gestão de Processo do Negócio é o veículo pelo qual o envolvimento das pessoas é iniciado e mantido. (ECKES, 2001, p.264). Uma das definições do Seis Sigma é técnica – mensuração do nível de satisfação dos clientes. Uma outra definição é cultural – conseguir que todas as pessoas na empresa desenvolvam e aperfeiçoem uma busca constante e contínua pela perfeição. (ECKES, 2001, p.52). [...] a mudança precisa ser iniciada no topo da organização. A mudança mais crucial em uma organização para implementar o Seis Sigma com sucesso é que a liderança gerencial - os CEOS e seu staff - esteja convencida e necessite que o Seis Sigma seja a solução para movimentar seus negócios (PEREZ, 1999, p. 211).

  39. Six Sigma! [...] um padrão bastante comum entre as pessoas é que a maioria delas associa mudanças a perdas e quando isso acontece, fica claro por que existe resistência às mudanças. Existe até um componente biológico na resistência. O que o corpo faz quando recebe um transplante de coração? Mesmo que esse coração novo e saudável signifique a diferença entre a vida e a morte, o corpo tenta rejeitá-lo (ou seja, resistir a essa mudança), optando pela manutenção do coração velho e doente. Se a mudança está associada à perda, as pessoas só a aceitarão se duas coisas forem mostradas a elas: primeiro, que haja uma necessidade de mudança (senão a organização poderá morrer); segundo, que haja um ganho para o indivíduo afetado pela mudança. Em outras palavras, deve haver um OQEGCI (o que eu ganho com isso), para que o indivíduo resolva ser apoiador da mudança. (ECKES, 2001, p.198).

  40. Antes do6 Sigma: • Inspecionar o produto • Tratar os sintomas percebidos como causas • Iniciar ações para eliminar os sintomas Difícil de atingir melhoria sustentável a longo prazo • Medir saída do processo & analisar dados • Identificar as causas raízes (foco na causa e não no sintoma) • Descobrir relações quantitativas entre a saída e as variáveis do processo (y = x1 + x2 + ...) • Desenvolver & implementar plano de controle Com6 Sigma : Sustentável via Controle em processo - sem Inspeção Abordagem Fundamentalmente Diferente Facilitador de Mudança

  41. Inspeção de Produto • Inspecionar o produto é seguro ? • Quais são os problemas e impactos causados pela inspeção ?

  42. Funções Seis Sigma Champions (Part-Time) Master Black Belts (MBB) Black Belts (BB) Green Belts (GB) Facilitador de Mudança

  43. O Que é 6 Sigma É Atingir Resultados • Lucratividade Significativamente Maior • Processos Mais Simples - Velocidade • Foco Real no Que o Cliente Quer • Maior Satisfação do Empregado

  44. Six Sigma!!! PERGUNTAS: