html5-img
1 / 33

USANDO A EVID Ê NCIA

USANDO A EVID Ê NCIA. como a pesquisa pode informar os servi ços públicos. NUTLEY, S. M.; WALTER, I.; DAVIES, H. T. O. Using evidence : how research can inform public services. Bristol: Policy Press, 2007. Sobre os autores. Sandra M. NUTLEY

lilian
Télécharger la présentation

USANDO A EVID Ê NCIA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. Content is provided to you AS IS for your information and personal use only. Download presentation by click this link. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server. During download, if you can't get a presentation, the file might be deleted by the publisher.

E N D

Presentation Transcript


  1. USANDO A EVIDÊNCIA como a pesquisa pode informar os serviços públicos NUTLEY, S. M.; WALTER, I.; DAVIES, H. T. O. Using evidence: how research can inform public services. Bristol: Policy Press, 2007.

  2. Sobre os autores Sandra M. NUTLEY • Professora de Administração Pública na Universidade de Edinburgo, UK • Diretora da Unidade de Pesquisa para o Uso da Pesquisa - RURU das Universidade de Edinburgo e St. Andrews, Escócia, UK.

  3. Sobre os autores Isabel WALTER • Pesquisadora do Instituto de Dimensões Sociais da Saúde - SDHI. Universidades de Dundee e St. Andrews, Escócia, UK

  4. Sobre os autores Huw DAVIES • Diretor Associado do SDHI • Professor de Políticas e Administração de Serviços de Saúde. Universidade de St Andrews, Escócia, UK

  5. Questionamentos • O que conta é “o que funciona” • Como saber o que funciona? • O que fazer com esse conhecimento para influenciar as políticas e a prática?

  6. Questionamentos • O que significa usar a pesquisa? • Como podem o uso da pesquisa e o impacto da pesquisa serem facilitados e avaliados?

  7. Questionamentos • É difícil ver como ocorre a influência da pesquisa • Como essa influência é mediada, bloqueada ou amplificada? • Como pode ser melhorada?

  8. Questionamentos • O que conta como EVIDÊNCIA? • É mais do que simplesmente pesquisa de avaliação sobre “o que funciona” • Ampla variedade de métodos que exploram também a natureza do problema, porque ocorre e como deve ser tratado.

  9. Introdução • O livro se propõe a falar sobre o“uso da pesquisa” • Sobre o processo do uso da pesquisa • Como esse processo pode ser melhorado • Quatro áreas de serviços públicos serão abordadas: • Serviços de saúde; Serviço social; Educação; Justiça criminal

  10. Introdução • Baseia-se na idéia de que existem 3 formas de conhecimento: • Conhecimento empírico • Conhecimento teórico • Conhecimento experimental

  11. Introdução • Uso da pesquisa - Informação - Desenvolvimento Serviços públicos • Uso conceitual • Uso instrumental • Uso direto • Uso indireto

  12. C1 - Usando a evidência • Agenda de políticas e práticas baseadas em evidências • Metodologia específica para produzir evidências: Revisões Sistemáticas e Metanálises • Promove a “tradução” das evidências das RS e M em guias da prática e programas de intervenções em saúde • Ajuda a tomar decisões melhor informadas

  13. Crítica da Política BE Tem “duas loucuras” nesta idéia • Acreditar que a evidência das pesquisas pode trazer respostas objetivas. • Acreditar que fazer políticas pode se tornar um processo mais racional e influênciado prioritariamente por evidências

  14. Porém… • A Política e não as evidências é o que guia o processo político. • A evidência é apenas um dos fatores que influencia • A influência pode ser direta ou indireta

  15. Crítica da Prática BE • A pesquisa raramente é “evidente” para os da prática • Não têm tempo para buscar, avaliar e aplicar os achados das pesquisas • A MBE tem sido chamada de neologismo, e “receita de bolo

  16. Crítica da Prática BE • Impossível haver estoque de evidências suficiente • O uso de evidências depende de formas efetivas de comunicação e disseminação • As evidências se integram a experiência acumulada, suas idéias, atitudes e o contexto.

  17. Porém… • A prática baseada em evidências NÃO desconsidera o contexto da prática, a experiência e o discurso do praticante, valores e perspectivas sociais. • Trata-se de um uso da evidência de forma mais ampla e rica levando em consideração a integração de diferentes fontes e o conhecimento do praticante.

  18. Politicas públicas e a postura do pesquisador • Três posturas para influenciar políticas públicas • Abordagem consensual • Abordagem contensiosa • Abordagem do paradigma desafiador

  19. C2 - Uso da pesquisa • Identificar as muitas e diferentes formas nas quais as comunidades politicas e da prática podem fazer uso da pesquisa. • O que significa “usar evidências”? • Utilizar, replicar os achados ou adaptá-los, redefiní-los no processo de uso

  20. C2 - Uso da pesquisa • Existem diferentes modelos de uso • Uso é um processo dinâmico não um evento • Traduzir pesquisa em novos contextos é um processo complexo • Uso de pesquisa é mais transformação que aplicação direta

  21. C3- O que modela o uso da pesquisa? Objetivo: Examinar em maior detalhe o processo através do qual a pesquisa entra na politica e na prática e os tipos e circunstâncias que parecem sustentar o uso da pesquisa.

  22. C4 - Modelos descritivos do processo do impacto da pesquisa • Objetivo: examinar diferentes caminhos nos quais as relações entre pesquisa e políticas e pesquisa e prática têm sido conceitualizados

  23. C5 - Melhorando o uso da pesquisa • O que se tem tentado e o que pode melhorar Objetivo: examinar as diferentes estratégias que têm sido utilizadas para tentar melhorar o uso da pesquisa em relação aos diferentes modelos.

  24. C6 - O que podemos aprender da literatura • Literatura sobre aprendizagem, organização do conhecimento e difusão das inovações • Objetivo: Estratégias e intervenções destinadas a melhorar o uso da pesquisa são mais efetivas se apoiadas por uma infraestrutura téorica.

  25. C7 - Melhorando o uso da pesquisa no contexto da prática • Objetivo: Apresentar 3 modelos de formas amplas de pensar sobre e desenvolver práticas baseadas em informação das pesquisas.

  26. C8 - Melhorando o uso da pesquisa no contexto da política • Obejtivo: Discutir o papel do governo em promover o uso da pesquisa no contexto da politica. • Apresenta estudos avaliados e documentados do uso da pesquisa em UK.

  27. C9 - Como podemos avaliar o uso de pesquisa e seu impacto • Objetivo: Demonstrar o amplo impacto do uso da pesquisa nos serviços. • Sugerir que aprender sobre o processo é uma meta mais acessível de que reunir evidências robustas de mudanças diretas nos serviços.

  28. C10 - Desenhando algumas conclusões no uso de evidências • O uso da pesquisa é complexo e contingencial, depende do contexto • Estratégias para desenvolver o uso de pesquisa • Implicações práticas para intensificar o uso da pesquisa

  29. Conceitos finais • O uso da pesquisa é um tema que merece maiores estudos • A boa pesquisa social é necessária • O que seja “boa pesquisa” é algo diverso e eclético (ontológico e epistemológico)

  30. Conceitos finais • A avaliação da qualidade da pesquisa não pode ser separada do contexto do uso da pesquisa • Esses contextos são multivariados • Os estudos sobre uso da pesquisa devem olhar de forma ampla os impactos instrumentais

  31. Conceitos finais • O processo do uso da pesquisa que considera uma ampla variedade de vozes traz indiretamente um bem social e mudanças na direção de políticas e práticas • Modelos que reconhecem e incluem o contexto, que admitem os papéis de outros tipos de conhecimento irão ajudar mais a entender como a pesquisa é realmente usada e como poder intervir para que seja mais utilizada.

  32. Obrigada!

More Related