Download
hemodi lise conceitos b sicos n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
HEMODIÁLISE Conceitos Básicos PowerPoint Presentation
Download Presentation
HEMODIÁLISE Conceitos Básicos

HEMODIÁLISE Conceitos Básicos

233 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

HEMODIÁLISE Conceitos Básicos

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA • CONCEITO É a síndrome caracterizada por uma rápida deteriorização da função renal e em consequência, há retenção das escórias nitrogenadas associadas a outras alterações metabólicas

  2. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA • CAUSAS As causas podem ser inúmeras, podendo ser classificadas clinicamente com:  Pré Renal - Resulta da hipoperfusão renal com consequente aumento na reabsorção tubular de sódio e água provocando oligúria.  Renal -Também denominada parenquimatosa ou intrínseca. Está associada a causas vasculares, tubulares, intersticiais e doenças glomerulares agudas.  Pós Renal -Ocorre pela obstrução das vias urinárias. Alguns autores afirmam que nesta classificação a apresentação clínica mais frequente é a oligoanúria, mas também pode cursar com volume normal.

  3. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA • TRATAMENTO As formas de tratamento podem obedecer, dependendo do caso, três condutas:  Preventiva - Mais especificamente evitar a hipovolemia, hipotensão arterial e o uso de drogas nefrotóxicas.  Conservadora -Após avaliação rigorosa do paciente: • Manter bircabonato sérico acima de 15mEq/l, • Tratar desequilíbrios hidroeletrólicos existentes, • Restrição hídrica e nutricional (mantendo um aporte calórico adequado) e, • Previnir outras complicações como hemorragia digestiva e infecções..  Dialítico -Será indicado de acordo com a condição clínica de cada paciente ( especialmente em situações hipercatabólicas), objetivando prevenção para impedir a deteriorização renal pela uremia e suas consequências.

  4. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA ( IRC )‏ • CONCEITO É a perda da função renal provocada por algumas enfermidaddes de forma gradativa, as vezes “ silenciosa”, porém irreversível, levando o paciente a insuficiência renal crônica terminal, comprometendo a homeostasia do organismo afetado.

  5. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNIA ( IRC )‏ • CAUSAS As causas mais frequentes são:  Doenças Crônicas Degenerativas ( EX: Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus ).  Infecção Urinária  Obstrução Urinária  Resposta Imune  Dislipidemia  Hiperfiltração Glomerular  Distúrbios de Cálcio e Fósforo ( Hiperfosfatemia )  Doenças Congênitas / Hereditárias

  6. HEMODIÁLISEConceitos Básicos INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA ( IRC )‏ • TRATAMENTO  DIALÍTICO É uma terapia alternativa. Possui alguns métodos e a escolha dependerá das condições clínicas ( a princípio ) do paciente. Os métodos dialíticos são: - DPI ( Diálise Peritonial Intermitente )‏ - HD ( Hemodiálise )‏ - CAPD ( Diálise Peritonial Ambulatorial Contínua )‏ - CAVH ( Hemofiltração Arterial Contínua )‏ - Hemofiltração - Hemoperfusão

  7. HEMODIÁLISEConceitos Básicos HEMODIÁLISE • CONCEITO É o tratamento dialítico que consiste, na remoção das escórias sanguíneas através de uma via de acesso vascular e uma membrana dialisadora artificial. 2 - INDICAÇÕES  Insuficiência Renal Aguda - I. R. A.  Insuficiência Renal Crônica - I. R. C.

  8. HEMODIÁLISEConceitos Básicos HEMODIÁLISE • VIAS DE ACESSO TEMPORÁRIA - É utilizada em pacientes renais agudos que necessitam hemodializar e não possuem via de acesso permanente disponível, nestes casos são utilizados: • Cateter de único lumem • Cateter de duplo lumem  PERMANENTE - É utilizado em pacientes renais crônicos. • Fístula Arteriovenosa • P.T.F.E. - Teflon

  9. HEMODIÁLISEConceitos Básicos FÍSTULA ATERIOVENOSA - FAV • CONCEITO É construída através de um procedimento cirúrgico que consiste na anastomose de uma artéria e uma veia, podendo ser: • FÍSTULA RADIAL TÉRMINO - LATERAL • FÍSTULA RADIAL LÁTERO - LATERAL • FÍSTULA DE LIGAÇÃO TÉRMINO - TERMINAL • FÍSTULA VEIA BASÍLICA • FÍSTULA DE ALÇA NA VEIA SAFENA

  10. HEMODIÁLISEConceitos Básicos P.T.F.E. - POLITETRAFLUORETILENO • CONCEITO É um tubo de teflon, com diâmetro interno de aproximadamente 5-6mm. Tem indicação de implantação cirùrgica, quando foram esgotadas todas as tentativas de confecção e desenvolvimento de FAV. O P.T.F.E pode ser enxertado : • A partir da Artéria Radial até a Veia Antecubical • Em alça partindo da Artéria Braquial para a Veia Antecubical • Na parte superior do braço, da Artéria Braquial para a Veia Basílica

  11. HEMODIÁLISEConceitos Básicos COMPLICAÇÕES POR CATETERES IMEDIATAS TARDIAS HEMATOMAS INFECÇÃO  SANGRAMENTO  EXTERIORIZAÇÃO  PNEUMOTORAX  DOBRAS OU QUEBRAS  HEMOTORAX  OBSTRUÇÃO

  12. HEMODIÁLISEConceitos Básicos COMPLICAÇÕES HEMODINÂMICAS • RUPTURA INTRAVASCULAR • TROMBOSE • BACTERIEMIA • SEPSIS • EMBOLIA GASOSA • SÍNDROME DE SEQUESTRO

  13. HEMODIÁLISEConceitos Básicos COMPLICAÇÕES FAV E P.T.F.E • HEMATOMA • SANGRAMENTO • HIPEREMIA • FLEBITE • TROMBOFLEBITE • ANEURISMA

  14. HEMODIÁLISEConceitos Básicos COMPLICAÇÕES GERAIS DE ORDEM TÉCNICA • Reação de hipersensibilidade • Hemólise • Coagulação do Sistema • Calafrios / Tremores / Febre • Embolia Gasosa DE ORDEM METABÓLICA • Hipotensão Arterial - Severa • Hipertensão Arterial • Caimbras • Síndrome do Desequilíbrio

  15. www.sobrati.com.br • SOCIEDADE BRASILEIRA DE TERAPIA INTENSIVA