Download
migra o para sl n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Migração para SL PowerPoint Presentation
Download Presentation
Migração para SL

Migração para SL

162 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Migração para SL

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Migração para SL Leonardo Luiz Padovani da Mata Daniel Caixeta Barroso Andre Assis Chaves Helen Peters de Assuncao Gustavo Fonseca Simil Gustavo Costa Rauber Felipe Figueiredo Rocha Eduardo Dias da Cunha Lima “Hesitating in switching from your Proprietary OS to Linux ??? don´t.”

  2. Por que usar Software Livre… • Não há royalties. Licença permite copia/venda/adaptação. • Acesso irrestrito aos fontes. • Comunidade de desenvolvedores. • É uma solução que barateia a estrutura física, lógica e permanente da empresa. • Solução que privilegia o conhecimento e o profissional bem preparado. • Excepcionalmente bom em servidores. • Seguro, dá um bom aproveitamento do hardware.

  3. Tendências Tecnológicas “O índice de pirataria de softwares no Brasil se mantém em 56% desde 2000. Fonte: ABES “20% das licenças comercializadas serão substituídas por softwares livres em 2004.“ Fonte: Forrester Research “Crescimento de 166% em servidores no ano de 2001.” Fonte: Fundação Getúlio Vargas “Mais de 7 milhões de sites e portais no mundo desenvolvidos e mantidos em PHP (mais utilizado do mundo).” Fonte: Netcraft “Custo de TCO (Total Cost of Ownership) é entre 45% e 80% mais barato em soluções Linux.” Fonte: IDC

  4. Tendências de Mercado • Mudança de paradigma. • A remuneração principal de empresas produtoras de software era a venda de licenças. • Novo modelo: a remuneração é realizada pela prestação de serviços (suporte, configurações, ajustes, adaptações, etc.) prestados aos usuários de softwares livres. • Software Livre é adotado hoje pelas suas excelentes qualidades técnicas.

  5. Tendências de Mercado • Forte tendência para a adoção de software livre: • Não vem apenas das corporações, mas até mesmo de governos, conforme os exemplos da Venezuela, Brasil, Singapura, Taiwan, Alemanha, China, Índia, Reino Unido, EUA e França. “Hoje o país remete ao exterior cerca de US $ 1 bilhão só em royalties . Neste sentido, o governo está determinado em adotar o software livre.” Diretor-Presidente da Sociedade para Promoção da Excelência do Software Brasileiro - Softex , empresário Márcio Ellery Girão Barroso

  6. Mercado Potencial • Governo: • Política do governo Lula para uso de Software Livre. • Prefeituras trocando seus sistemas. • 5 ministérios já estão sendo migrados. • Aumento de demanda por consultoria especializada. • Grandes empresas (Banco do Brasil e Sadia p.e.) estão realizando migração das bases. • Aumento de demanda por capacitação, manutenção e adaptação.

  7. Mercado Potencial - Números • 21% das empresas pensam em adotar nos próximos anos, principalmente em desktop corporativos • (Fonte: Boucinha e Campos - mar/03). • Presente em 41% das empresas • Firewalls, roteadores, servidores, etc. • Números mundiais sobre a presença do software livre: • 70% dos servidores de WWW; • 100% dos servidores de DNS autoritativos; • 73% dos servidores de e-mail; • 100% do Google; • Filmes de Hollywood, Missões da NASA.

  8. Serviços a serem oferecidos: • Atualização, manutenção, suporte. • Customização, otimização. • Distribuição. • Consultoria, capacitação, etc. • Desenvolvimento de funcionalidades e adaptações. • Venda de soluções completas (SW + HW). • Integrações em ambientes com vários Sistemas Operacionais. • Migração de código para outras linguagens para tornar um software/sistema utilizável em Linux. • Migração de SW livre quanto com implantação de SW livre em novas empresas.

  9. Quando migrar? • Se o custo da migração for inferior ao de se manter os sistemas proprietários. • Se o retorno esperado for melhor com o uso de software livre.

  10. E a concorrência? • Existe a demanda concreta de projetos de migração (ou pelo menos sondagens) acontecendo. • Mas quais são as empresas capacitadas para tal função? • O que as empresas geralmente oferecem é a consultoria nesta área.

  11. E a concorrência? • Grandes corporações que desejam migrar para software livre procuram algumas empresas experientes em soluções baseadas em código aberto. • Corporações pedem um plano de migração para as empresas. • Então, geralmente as corporações definem uma equipe interna para implementar esse plano.

  12. E a concorrência? • A migração é complexa: envolve planejamento dos softwares necessários à corporação, levantamento de softwares já existentes que possam suprir a necessidade dos atuais, limitações em relação a algumas tecnologias proprietárias.

  13. E a concorrência? • Solução interessante: • Existência de um middleware para rodar aplicações proprietárias (Windows) em Linux, o Wine: • Se propõe a re-implementar a API do Windows. Com boa performance, sofre de certa falta de compatibilidade.

  14. E a concorrência? • Algumas empresas implementaram funcionalidades no Wine para melhora-lo e vendem essas melhorias: • DAVID: projeto da SpecOps, empresa filipina, é uma versão melhorada do wine. • Crossover: projeto da CodeWeavers; sua versão do Wine roda o Office da Microsoft entre outras aplicações. • O que fazer? Oferecer estas ferramentas como parte do serviço de migração, e assim tornar a possível “concorrência” nossa aliada. Ou melhor ainda, fazer um upgrade na ferramenta tornando-a um diferencial.

  15. E a concorrência? • Assim, deve-se ficar atento para as empresas mais consolidadas no mercado de software-livre, como: • IBM: possui propostas de solução completa, do hardware até o software. • Linux Solutions: Empresa especializada em soluções linux de alto desempenho. • Universidades: Utilizam a facilidade de contratação pelo governo para abocanhar mercado, principalmente em consultorias de migração.

  16. Requisitos da empresa • Capacidade de decidir a adoção do que há de melhor tanto no mundo do software livre quanto no mundo do software proprietário para as empresas clientes. • Integrar soluções proprietárias com soluções em software livre. • Comparar o TCO (Total Cost of Ownership) de plataformas utilizando softwares livres com o de plataformas que utilizam softwares proprietários, mostrando quais as vantagens em se fazer migrações para o software livre.

  17. Como vender • Especializar em segurança de servidores. • Desenvolver soluções específicas, como firewalls e IDS´s(Intrusion Detection Systems). • Implantar/migrar sistemas completos com software livre. • Ou manter o S.O. proprietário, e migrar algumas aplicações para soluções gratuitas, como um SGBG ou IDE´s. • Migração de softwares executados em Windows para serem executadas em Linux, com o uso de emuladores (como o Wine).

  18. Como lucrar • Implementar a solução • Treinar usuários • Prestar manutenção das soluções implementadas

  19. 35 30 25 Custo Estabilidade 20 Confiabilidade 15 Desempenho 10 Acesso ao código 5 0 Por quê migram?