Download
planejamento n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PLANEJAMENTO PowerPoint Presentation
Download Presentation
PLANEJAMENTO

PLANEJAMENTO

179 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

PLANEJAMENTO

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. PLANEJAMENTO Q U A L I F I C A R Planejamento Desejado ESTRATÉGICO Planejamento Estratégico TRABALHAR (FAZER) Planejamento

  2. O que é? Método pelo qual a instituição define a mobilização de seus recursos para alcançar os objetivos propostos. É um planejamento global a curto, médio e longo prazo.

  3. O que é? Estratégia É a mobilização de todos os recursos da empresa no âmbito global visando atingir objetivos definidos previamente. É uma metodologia gerencial que permite estabelecer o caminho a ser seguido pela instituição, visando elevar o grau de interações com os ambientes interno e externo.

  4. O planejamento estratégico procura responder a questões básicas, como: - Por que a instituição existe? - O que e como ela faz ? - Onde ela quer chegar? Dele resulta um plano estratégico, ou seja, conjunto flexível de informações consolidadas, que serve de referência e guia para a ação institucional. Pode ser considerado como uma bússola para os membros de uma determinada instituição.

  5. A conquista de Mercados Através do Planejamento Estratégico Orientado para o mercado - Tipos de Planejamento. Stakeholders – Consumidores, Funcionários, Fornecedores, Distribuidores. Definição de estratégias para satisfazer seus stakeholders ... Objetivos Longo Prazo (5 a 10 anos) Empresa como um todo. Planejamento Estratégico Presidente Diretores Nível Estratégico Objetivos Médio Prazo (01 ano) Gerentes Superviso-res ... Melhorando os processos críticos da empresa ... Empresa em parte (Departamentos. Planejamento Tático. Nível Tático ... E alinhando os recursos da organização. Objetivos Curto Prazo (Mês – 30 dias) Encarre-gados Operacio-nais Nível Operacional Setores da Empresa. Planejamento Operacional Recursos Organização

  6. É um modelo de decisão, unificado e integrador, que: • Determina e revela o propósito institucional em termos de Valores, Missão, Objetivos, Estratégias, Metas e Ações, com foco em Priorizar a Alocação de Recursos; • Delimita os domínios de atuação da Instituição; • Descreve as condições internas de resposta ao ambiente externo e a forma de modificá-las, com vistas ao fortalecimento da Instituição; • Engaja todos os níveis da Instituição para a consecução dos fins maiores.

  7. Vantagens: • AGILIZA DECISÕES • MELHORA A COMUNICAÇÃO • AUMENTA A CAPACIDADE GERENCIAL PARA TOMAR DECISÕES • PROMOVE UMA CONSCIÊNCIA COLETIVA • PROPORCIONA UMA VISÃO DE CONJUNTO • MAIOR DELEGAÇÃO • DIREÇÃO ÚNICA PARA TODOS • ORIENTA PROGRAMAS DE QUALIDADE • MELHORA O RELACIONAMENTO DA INSTITUIÇÃO COM SEU AMBIENTE INTERNO E EXTERNO

  8. Quais as condições necessárias: • CONSCIÊNCIA DE SUA NECESSIDADE; • DECISÃO PELA SUA UTILIZAÇÃO; • ENVOLVIMENTO EFETIVO DA DIREÇÃO; • CLIMA PROPÍCIO; • INFORMAÇÕES RELEVANTES PARA O PLANEJAMENTO; • PARTICIPAÇÃO ORGANIZADA.

  9. FUTURO DIA-A-DIA O PLANEJAMENTO NÃO DIZ RESPEITO A DECISÕES FUTURAS, MAS ÀS IMPLICAÇÕES FUTURAS DE DECISÕES PRESENTES Peter Drucker

  10. O Planejamento Estratégico e as Dimensões Organizacionais Planejamento Implementação Controle Organizar dados Analisar os dados Implantar decisões Planejamento Institucional Planejamento dos Centros Planejamento dos Deptos. Planejamento das Áreas Mensurar os resultados Avaliar os resultados Adotar ações corretivas

  11. I - DEFINIÇÃO DOS VALORES • São idéias fundamentais em torno das quais a organização foi construída. • Representam as convicções dominantes, as crenças básicas, aquilo em que a maioria das pessoas da instituição acredita. • São elementos motivadores que direcionam as ações das pessoas na instituição, contribuindo para a unidade e a coerência do trabalho. • Sinalizam o que se persegue em termos de padrão de comportamento de toda a equipe na busca da excelência.

  12. II - DEFINIÇÃO DA MISSÃO / VISÃO A Missão é uma declaração sobre o que a organização é, sobre sua razão de ser. Serve de critério geral para orientar a tomada de decisões, para definir objetivos e auxiliar na escolha das decisões estratégicas.

  13. Questões a serem respondidas •  Quem somos? •  Qual é a nossa finalidade? •  Que fazemos para reconhecer, antecipar e responder à finalidade? •  Como devemos responder aos nossos Grupos de Influências? •  Quais são nossas cultura e filosofia? •  Que nos faz ser distinto e único?

  14. Dinamismo da Missão: IBM • Início da década de 50 - Computadores • Fim da década de 50 - Processamento de Dados • Início da década de 60 - Manipulação de informações • Fim da década de 60 - Solução de Problemas • Início da década de 70 - Minimização de riscos • Fim da década de 70 - Desenvolvimento de alternativas • Início dos anos 80 - Otimização dos negócios • Início da década de 90 - Desenvolvimento de novos negócios das empresas. • Fim da década de 90 - Satisfazer às necessidades de resolução de problemas de negócios, e • Nesta década - ???

  15. A Visão representa um estado futuro desejável da instituição • Como se pretende que a instituição seja vista e reconhecida; • É uma projeção das oportunidades futuras do negócio da instituição e uma concentração de esforços na sua busca; • Onde desejamos colocar a instituição e; • Como incorporar as inovações necessárias ao seu atingimento; • É semelhante a um sonho. Mas ao contrário do sonho, ela diz respeito à realidade.

  16. “ Se conhecemos o inimigo (ambiente externo) e a nós mesmos (ambiente interno), não precisamos temer o resultado de uma centena de combates. Se nos conhecemos, mas não ao inimigo, para cada vitória sofreremos uma derrota.Se não nos conhecemos nem ao inimigo, sucumbiremos em todas as batalhas” Sun Tzu III – ANÁLISE AMBIENTAL É O PROCESSO DE IDENTIFICAÇÃO DE FORÇAS E FRAQUEZAS, OPORTUNIDADES E AMEAÇAS QUE AFETAM A INSTITUIÇÃO NO CUMPRIMENTO DA SUA MISSÃO

  17. ANÁLISE SITUACIONAL FRAQUEZAS AMEAÇAS PROBLEMAS OPORTUNIDADES FORÇAS ALAVANCAGEM VULNERABILIDADES LIMITAÇÕES

  18. FATORES CRÍTICOS DO AMBIENTE AMBIENTE INTERNO: •  lideranças despreparadas; •  não processo de formação interna •  desinteresse •  voluntarismo•  falta de recursos financeiros •  intrigas •  ausência de recursos técnicos •  falta de comunicação interna Outros ... AMBIENTE EXTERNO: •  aspectos culturais;•  pressões do governo e da sociedade;•  hedonismo •  consumismo•  individualismo •  narcisismo•  concorrência desleal •  financiamento com recursos ilícitos •  Competitividade;•  os grupos contrários Outros ...

  19. ANÁLISE SITUACIONAL AMEAÇAS OPORTUNIDADES AMBIENTE EXTERNO AMBIENTE INTERNO Pontos Fortes Pontos Fracos

  20. IV – REVISÃO DA MISSÃO A conscientização das realidades ambiental e organizacional propicia possibilidade de reflexão potencialmente produtiva sobre os aspectos críticos da vida institucional, ensejando revisão dos propósitos fundamentais.

  21. OBJETIVOS INSTITUCIONAIS OBJETIVOS INTERMEDIÁRIOS OBJETIVOS DEPARTAMENTAIS IVa – DEFINIÇÃO DOS OBJETIVOS / METAS Resultado quantitativo ou qualitativo que a organização precisa alcançar em um prazo determinado, dada a estratégia escolhida, no contexto do seu ambiente para concretizar a sua visão de futuro e cumprir sua missão

  22. V – FORMULAÇÃO DA ESTRATÉGIA Consiste na determinação do curso de ação que possibilitará a realização dos objetivos organizacionais Oportunidades e ameaças Propósitos e objetivos da organização Onde a organização está hoje Estratégia Pontos fortes e fracos

  23. Oferecer novos cursos de formação para cidadania e política e aumentar o número de participantes OBJETIVOS / METAS / AÇÕES • Reunir a coordenação da Instituição para elaboração do calendário; • Verificar os locais, dias, horários e assessores disponíveis; • Ampliar a divulgação da atividade; • Propor que cursistas anteriores apresentem novas lideranças. • Elevar em 15% o número de participantes; • Agendar cursos temáticos;.

  24. Como elaborar? • Fases da Elaboração: 1. Formulação dos objetivos organizacionais. A empresa define os objetivos globais que pretende alcançar a longo prazo e estabelece a ordem de importância e prioridade em uma hierarquia de objetivos.

  25. 2. Análise interna das forças e limitações da empresa - A seguir, faz-se uma análise das condições internas da empresa para permitir uma avaliação dos principais pontos fortes e dos pontos fracos que a organização possui. - Os pontos fortes constituem as forças propulsoras da organização que facilitam o alcance dos objetivos organizacionais - e devem ser reforçados, enquanto os pontos fracos constituem as limitações e forças restritivas que dificultam ou impedem o seu alcance - e que devem ser superados. - Essa análise interna envolve:

  26. Análise dos recursos (recursos financeiros, máquinas, equipamentos, matérias-primas, recursos humanos, tecnologia etc.) de que a empresa dispõe para as suas operações atuais ou futuras. • Análise da estrutura organizacional da empresa, seus aspectos positivos e negativos, divisão de trabalho entre departamentos e unidades e como os objetivos organizacionais foram distribuídos em objetivos departamentais. • Avaliação do desempenho da empresa, em termos de lucratividade, produção, produtividade, inovação, crescimento e desenvolvimento dos negócios.

  27. 3. Análise externa: - Trata-se de uma análise do ambiente externo à instituição, ou seja, das condições externas que rodeiam a instituição e que lhe impõem desafios e oportunidades. A análise externa envolve: • Mercados abrangidos pela empresa, características atuais e tendências futuras, oportunidades e perspectivas. • Concorrência ou competição, isto é, empresas que atuam no mercado, disputando os mesmos clientes, consumidores ou recursos. - A conjuntura econômica, tendências políticas, sociais, culturais, legais etc., que afetam a sociedade e todas as demais empresas.

  28. 4. Formulação das Alternativas Estratégicas: - Nesta quarta fase do planejamento estratégico formulam-se as alternativas que a organização pode adotar para alcançar os objetivos organizacionais pretendidos, tendo em vista as condições internas e externas. - As alternativas estratégicas constituem os cursos de ação futura que a organização pode adotar para atingir seus objetivos globais. - De um modo genérico, o planejamento estratégico da organização refere-se ao produto (bens que a organização produz ou serviços que presta) ou ao mercado (onde a organização coloca seus produtos ou bens ou onde presta seus serviços).

  29. O planejamento estratégico deve comportar decisões sobre o futuro da organização, como:- Objetivos organizacionais a longo prazo e seu desdobramento em objetivos departamentais detalhados.- As atividades escolhidas, isto é, os produtos (bens ou serviços) que a organização pretende produzir.- O mercado visado pela organização, ou seja, os consumidores ou clientes que ela pretende abranger com seus produtos.

  30. - Os lucros esperados para cada uma de suas atividades. - Alternativas estratégicas quanto às suas atividades (manter o produto atual, maior penetração no mercado atual, desenvolver novos mercados). - Interação vertical em direção aos fornecedores de recursos ou integração horizontal em direção aos consumidores ou clientes. - Novos investimentos em recursos (materiais, financeiros, máquinas e equipamentos, recursos humanos, tecnologia etc.) para inovação (mudanças) ou para crescimento (expansão).