Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PLANEJAMENTO PowerPoint Presentation
Download Presentation
PLANEJAMENTO

PLANEJAMENTO

126 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

PLANEJAMENTO

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. PLANEJAMENTO 15ºCEU/SeAD - 03/03/2013

  2. Trabalhos apresentados por Marcos Passini e Álvaro Chrispino no Encontro Estadual de Coordenadores de ESDE, em Petrópolis/2012 Adaptado por Nilza Silva

  3. Programa de Curso Marcos Passini

  4. O que pretendemos estudar? • O que o grupo deseja estudar? • O que o grupo precisa estudar? • Embasamento para os tarefeiros da Casa • subsídios para evangelizadores • reflexão sobre questões atuais na comunidade Levantamento do tema

  5. Um tema único? • Vários temas? • Períodos definidos? Levantamento do tema

  6. Definido o tema, o objetivo passa a ser definido em termos de • Quais aspectos do tema serão estudados • Qual enfoque do tema pretendemos abordar • Considerar o público-alvo Levantamento de objetivos

  7. Detalhes que não dependem de nós ou que não podemos mudar •  Restrições humanas •  Público-alvo: preparado, despreparado, conhecido, desconhecido •  Equipe de coordenação (?) Levantamento de restrições

  8. Restrições de tempo  Quantas reuniões?  Qual a duração?  Por quanto tempo?  Restrições de espaço Levantamento de restrições

  9. Apoia levantamento de objetivos • Apoia organização de subtemas • Obras de referência: • “O Espiritismo de A a Z” • “Bibliografia Espírita” • “Vade-Mecum Espírita” Levantamento bibliográfico

  10. Conhecimento prévio do tema: ajuda mas não é indispensável • Disposição para leitura • Fontes preferenciais: obras de Kardec • Fontes secundárias: obras subsidiárias de boa procedência • Fontes terciárias: obras leigas (para apoio ou complementação) Levantamento bibliográfico

  11. Trabalho de equipe • Reunião para por ideias no papel • Qualquer ideia deve ser considerada e anotada para posterior discussão Levantamento de ideias (“tempestade mental”)

  12. “descascar” o tema com discussões • Pensar em conteúdo e esquecer técnicas e formato. • Oportunidade para receber a inspiração dos Espíritos — boa sintonia, prece. Levantamento de ideias (“tempestade mental”)

  13. Selecionar os assuntos levantados na fase anterior • Dividir o tema a ser estudado • Encaixar os assuntos em reuniões (dias) • Cada reunião deve ter um título que expresse bem seu conteúdo • Cada reunião deve ter um objetivo claramente definido Organização dos temas

  14. Temas extensos podem ser tratados em mais de uma reunião • Reuniões podem ser agrupadas em unidades. • Concentrar-se em conteúdo e não em técnicas. • Anotar ideias sobre técnicas e formato das reuniões que porventura surjam para uso posterior • Levantar bibliografia básica para cada reunião individualmente Organização dos temas

  15. O que é o Espiritismo • Pedido pelo grupo, de várias formas diferentes • Perfil do grupo: grande número de iniciantes, trabalhadores com pouca base Experiência anotada:Tema

  16. Dar ao grupo conhecimento acerca dos aspectos fundamentais da Doutrina Espírita, de forma a embasar os participantes para o trabalho na Casa e para o trabalho de transformação e crescimento pessoal. Experiência anotada:Objetivo

  17. Toda a informação sobre os pontos básicos como Deus, Espírito, Reencarnação, Mediunidade. • As origens históricas e a pesquisa de Kardec, a autoridade da Doutrina mediante o critério da concordância universal • Relação do Espiritismo com Jesus, como Consolador Prometido, e com a moral cristã • Situação do Espiritismo no mundo de hoje. Experiência anotada:Aspectos do tema

  18. Grupos de maioria de iniciantes, 30-40 pessoas • 28 reuniões de 90 minutos ao longo de 1 ano. • Salão amplo, cadeiras móveis, período noturno. Experiência anotada:Restrições

  19. Começar com história, mostrar a pesquisa e o critério de Kardec • “O que é o Espiritismo” (livro de Kardec) a ser lido durante o ano Experiência anotada:Levantamento de ideias

  20. Detalhar o melhor possível os pontos básicos (O Livro dos Espíritos) • Deus, amor de Deus, a criação, providência divina • Espírito e matéria • Espírito, perispírito, evolução, • Reencarnação, casos de reencarnação, reencarnação e família • Mediunidade, obsessão, trabalho mediúnico Experiência anotada:Levantamento de ideias

  21. Três aspectos — religioso, científico e filosófico • Espiritismo como o Consolador prometido • Moral cristã e as Leis Morais • Movimento Espírita • Centro Espírita • Espiritismo no Lar • Espiritismo e a criatura • Espiritismo no mundo atual e no futuro Experiência anotada:Levantamento de ideias

  22. Programa de Reuniões diversas Álvaro Chrispino

  23. Variações possíveis do conteúdo

  24. definir o tema (sobre o que falarei?) • conhecer o perfil dos assistentes (para quem?) • conhecer o tempo real disponível (por quanto tempo?) • identificar as fontes de pesquisa (onde buscar?) • executar a leitura qualificada (executar o estudo) • identificar a ideia principal a ser transmitida (o que pretendo como ideia principal do estudo) • escolher a técnica (como farei o estudo?) Como estruturar um tema

  25. Se o tema for indicado, este assunto esta superado: • O tema é: Objetivo da Encarnação (p. 132, LE) • Se o tema for livre, você deve escolher o tema e precisa decidir depois se: • Abordagem ampla (vai oferecer uma visão geral e correlacionada do tema) • Abordagem pontual (estudar especificamente o assunto) Definir o tema (sobre o que falarei?)

  26. Quem são os assistentes: • Público heterogêneo? • Público mais velho ou mais jovem? • Pessoas que vem direto do trabalho? • Reunião noturna ou diurna? • São frequentadores antigos ou espíritas recentes? • etc Conhecer o perfil dos assistentes (para quem?) gartic.uol.com.br

  27. Vamos fazer um roteiro básico: kit expositor • Emmanuel • O Consolador • Coleção Fonte Viva • Seara dos Médiuns • Justiça Divina • Religião dos Espíritos • Espírito da verdade • Estude e Viva • Kardec • Livros dos Espíritos • Livro dos Médiuns • ESE • O céu e o Inferno • A Gênese • Revista Espírita • Joanna de Ângelis • Estudos Espíritas • Leis Morais da Vida • Espírito e Vida • Dias Gloriosos identificar as fontes de pesquisa (onde buscar?)

  28. Coleção André Luiz • E a vida continua • Nosso Lar • Os mensageiros • Missionários da luz • Ação e Reação • Obreiros da Vida eterna • Mundo maior • Entre a terra e o céu • Libertação • Sexo e destino Yvonne A. Pereira • Recordações da Mediunidade • Devassando o invisível Kit expositor versão plus(onde buscar?)

  29. CUIDADO COM A INTERNET

  30. Substitui, no teu vocabulário, as más pelas boas palavras. Expressões chulas vulgares, talvez estejam na moda, porém "envenenam o coração". A palavra é instrumento da vida para a comunicação, o entendimento, e não arma de agressão, violência e vulgaridade. O uso irregular das palavras corrompe a mente e rebaixa o homem. O verbo expressa a qualidade moral do indivíduo. Porque há pessoas que falam bem e são más, não é justo que sendo bom, te apresentes mal. Livro Vida FelizJoanna de Ângelis CUIDADO COM A QUALIDADE

  31. Que imagens são essas? • Como você a descreveria para o público de seu estudo? • Mas poderia ser assim: ax²+ bx+ c = 0; onde a, b, c são números da Sequência de Fibonacci • AJUDEI ? CUIDADO COM A “PROFUNDIDADE”

  32. Como planejar a busca (geral)

  33. Como planejar a busca (Mediunidade)

  34. Como planejar a busca (Evangelho)

  35. A mais procurada fonte de consulta espírita ainda é o livro espírita. • Partimos do princípio que o expositor começa pelo começo: Kardec • Em seguida, as clássicas (Denis, Dellaneetc) • Depois escolhe obras consagradas e nunca polêmicas • Há um problema a ser superado: a leitura qualificada da obra espírita. • O expositor lê “diferente”... Ele busca a estrutura do texto e a ideia principal contida nele. • Importante ler a Codificação com a lógica do Codificador! Executar a leitura qualificada (executar o estudo)

  36. Complemento Nilza Silva

  37. Avaliação No encerramento de cada exercício é inevitável a estruturação de um balanço, em relação aos investimentos estabelecidos. ... Proponhamo-nos à pausa da reflexão com a coragem de nos despirmos perante a consciência, como se a desencarnação nos houvesse surpreendido e nos não fosse possível omitir, escamotear ou fugir à responsabilidade que adquirimos perante a vida, face à dádiva da reencarnação.Experiência que passa, enseja lição que permanece.E, de aprendizado em aprendizado, o relógio da eternidade nos propiciará o crescimento no rumo de Deus e na aquisição da virtude da paz. De: "Alegria de Viver",Divaldo Pereira Franco,pelo Espírito Joanna de Ângelis