Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
HAUS PowerPoint Presentation

HAUS

165 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

HAUS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. LUMEN HAUS Conceitos da Bauhaus “the power of the light” House Home Casa sem deixar de ser LAR • Maximizar exposição à luz natural através de painéis de vidro Farnsworth – Mies Van Der Rohe Conforto - Tecnologia para simplificar/otimizar a relação do morador com a casa. Interação interno externo Simplicidade interna da casa incentiva a apropriação Arquitetura responsável – ENERGIA ZERO

  2. RELEITURA DO PAVILHÃO DE VIDRO DE MIES VAN DER ROHE • Expressão dos ideais modernistas • Transparência – falta de privacidade • Fluidez dos espaços • Problemas de conforto ambiental – painéis de vidro • Livre circulação interna • Modo de vida simplificado • Núcleo central • Integração entre interno e externo – painéis de vidro

  3. ANÁLISE ARQUITETÔNICA GERAL FACHADAS PLANTA BAIXA • Volumetria simples e compacta • Espaços multifuncionais – adaptar-se àsnecessidades • Simplicidade • Sustentável porque: a forma como se relaciona com o meio; automatizada; simples... • Composição do desenho semelhante ao da Farnsworth • Planta livre – otimiza o espaço compacto • Fluidez/transparência – visual e espacial • Núcleo central organiza os caminhos internos • Flexibilidade - possibilidades de abertura dos painéis proporcionam diferentes leituras espaciais • Composição dos painéis

  4. MODULAÇÃO Múltiplas unidades podem ser conectadas para se adaptar ao número de moradores e suas diferentes circunstâncias de vida.

  5. SOLUÇÕES BIOCLIMÁTICAS • PAINÉIS FOTOVOLTAICOS • São o único meio de gerar energia elétrica para a casa. • Se ajustam de acordo com as estações, podendo variar de 0 a 17 graus de inclinação no verão, e até 35 graus no inverno. • Os painéis da Lumenhaus têm um fundo que permite que a radiação não utilizada primeiramente seja refletida e reaproveitada para geração energia pelo lado de trás do painel fotovoltaico, aumentando a geração em 15%. • COLETA DE ÁGUA DA CHUVA • A água da chuva é coletada e filtrada tornando-se potável e utilizável nas pias, chuveiro e na máquina de lavar roupa. • Esta água torna-se cinza, podendo ser reaproveitada para usos não potáveis, como vaso sanitário, espelho d’água e irrigação do jardim.

  6. SOLUÇÕES BIOCLIMÁTICAS • AQUECIMENTO GEOTÉRMICO • Através da captura do calor do sol pelo chão (concreto polido cinza escuro). • Absorve e armazena calor vindo do sol e irradia novamente para casa a noite. • Pode ser controlado ao abrir e fechar do Eclipsis System (Limita a quantidade de luz que irradia na superfície.) • O sistema aquece a casa na troca de águas nos canos: • Extrai calor da terra no inverno (passivo) • Usa a terra como refrigerante da água no verão (ativo). • Menos esforço no sistema (Eficiência). • Produz água quente de graça como um subproduto durante a operação no verão. • Completamente automatizada • Gera calor uniformemente e constantemente com uma operação silenciosa.

  7. SOLUÇÕESBIOCLIMÁTICAS • ECLIPSIS SYSTEM • Duas camadas da fachada: um sistema de brise de metal e um painel isolante translúcido. • Brise de Metal: • Cortado em círculos de diferentes inclinações (fachadas norte e sul), proporciona um mini eclipse solar ao longo do dia. • Bloqueio da luz direta • Incidência de luz indireta • Visibilidade do exterior, mantendo a sua privacidade. • Diferenciação entre as duas fachadas (mais poroso na fachada norte) e entre os diversos cômodos (baseado no tempo de permanência do usuário em cada espaço).

  8. SOLUÇÕESBIOCLIMÁTICAS ECLIPSIS SYSTEM • Painel isolante translúcido: • Feito de policarbonato translúcido preenchido com Aerogel. • Leve, altamente isolante (equivalente a uma parede típica) • Permite a passagem de luz natural. • Protege de condições meteorológicas adversas. • Absorve a luz de dia e durante a noite irradia a energia através da low-energy LED embutida nas telas. • Também existem outras três camadas: Tela deslizante contra insetos, duas camadas de vidro e uma cortina deslizante de musselina.

  9. SOLUÇÕES BIOCLIMÁTICAS • EQUIPAMENTOS DE TECNOLOGIA ATIVA • Sistema automatizado que controla: • Desligar/ligar a luz • Posicionar o Eclipsis Syste • Trancar ou destrancar a porta • Mudar a temperatura e a iluminação. (Acesso às temperaturas internas e externas) • Calcula a quantidade de energia consumida • em tempo real. (Possibilidade de maior eficiência) • Banheiro - Tecnologia Dual Flush (20% menos água que o padrão.) • Forno de convecção - Opera em temperatura mais baixa (cozinha os alimentos mais rápido do que um forno convencional.) • TV de LED - usa de 20 a 30% menos de energia com melhores cor e contraste. • Computador com tela de toque utiliza um software de gestão de energia que regula os dos sistemas da casa.

  10. SOLUÇÕES BIOCLIMÁTICAS • VENTILAÇÃO • VERÃO • Dia: Painéis da fachada norte ficam abertas para a entrada de luz, mas na fachada sul são fechadas para impedirem a entrada de radiação do sol direto. • Noite: Todos os paineIs são fechados para o uso do ar-condicionado. painel isolante painel metálico

  11. SOLUÇÕES BIOCLIMÁTICAS VENTILAÇÃO • INVERNO • Dia: Painéis isolantes são fechados na fachada norte e na fachada sul apenas o vidro fica fechado, permitindo a exposição do sol aquecer o piso de concreto e a entrada de luz. • Noite: Todos os painéis isolantes são fechados para armazenando o calor da casa que é liberado pelo piso de concreto que absorveu calor durante o dia. Não há necessidade de fechar os painéis de metal, evitando o gasto de energia. painel isolante painel metálico

  12. A questão de criar um ambiente padrão, que possa se agregar à outros módulos iguais, mas de diferentes formas, faz com que possam se efetivar ambientes com diferentes características e assim se ADAPTAR à diferentes famílias e estilos de vida. Criando um módulo padrão, facilita os métodos construtivos e dessa forma pode tornar-se mais abrangente de uma forma mais simplificada. Planta baixa livre, fluidez Identidade Adaptabilidade Simplon A / T2.a Architects

  13. Contato com a natureza/entorno Solução formal/desenho que acolha os moradores Planta baixa livre, fluidez Convívio/Relação entre os usuários Nordic Built Challenge Finalist Proposal / FORA + Beth Hughes

  14. Criar espaços que potencializem a convivência familiar e a ideia de LAR Ambientes conjugados Apropriação do espaço Bal House / Terry & Terry Architecture

  15. Em um espaço DINÂMICO, as atividades de interação entre os indivíduos que o utilizam são valorizadas, na medida em que os espaços se conformam, possibilitando a criação de áreas conjugadas e com as conexões ideais, as relações entre os usuários e deles com a casa se tornam mais efetivas. Espaço flexível para todas as faixas etárias Planta baixa livre, fluidez Beirut Terraces / Herzog & de Meuron

  16. A importância da relação da casa e dos indivíduos com o AMBIENTE EXTERIOR é imprescindível, tanto na questão de saúde como na questão de convivência, e no relacionamento com o entorno, e com os vizinhos. Contato com o entorno/vizinhos Sensação de amplitude, transparência Otimizar a luz natural Eco Habitação Coletiva La Canopée / Patrick Arotcharen Architecte