Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
GE4 – GERÊNCIA DO EMPREENDIMENTO LINHA 4- AMARELA PowerPoint Presentation
Download Presentation
GE4 – GERÊNCIA DO EMPREENDIMENTO LINHA 4- AMARELA

GE4 – GERÊNCIA DO EMPREENDIMENTO LINHA 4- AMARELA

87 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

GE4 – GERÊNCIA DO EMPREENDIMENTO LINHA 4- AMARELA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. GE4 – GERÊNCIA DO EMPREENDIMENTO LINHA 4- AMARELA ESTAÇÃO REPÚBLICA TRANSFERÊNCIAS DE CARGAS

  2. Informações Gerais Linha 4 - Amarela • Obra em 2 Fases • Contratos Diferentes 1ª FASE - Atual: • 10 Estações em Construção, 1 Pátio de Manutenção e 12,8 Km de Túneis, sendo 6,1 km escavados pelo Shield (MegaTatuzão) e o restante pelo método NATM. • Nesta fase, serão inauguradas 6 estações ao todo – Luz, República, Paulista, Faria Lima, Pinheiros e Butantã – e o Pátio Vila Sônia. • Demanda Estimada: 705 mil passageiros/dia.

  3. Informações Gerais Linha 4 - Amarela 2ª FASE: • Conclusão das Obras das Estações Higienópolis, Oscar Freire, Fradique Coutinho e São Paulo-Morumbi. • Construção da Estação Vila Sônia, totalizando assim, 11 estações. • Ampliação do Pátio Vila Sônia • Demanda Estimada: 970 mil passageiros/dia.

  4. Informações Gerais LINHA 4 - AMARELA TRAÇADO – Lotes 2 e 3

  5. Informações Gerais LINHA 4 - AMARELA TRAÇADO – Lote 1

  6. Estação República • Inaugurada em 24/04/1982 • Linha 3 – Vermelha (Leste-Oeste) • Capacidade (pico): 80.000 passageiros/hora www.metro.sp.gov.br

  7. Estação República Obra dividida em 3 Partes: • Estação Nova • Bloco V – Estação Existente • Acesso Ipiranga

  8. Estação República - Planta Chave

  9. ESTAÇÃO NOVA Escavação pelo Método Invertido (Cover and Cut) • Interdição parcial: Av. Ipiranga • Execução das Paredes Diafragma • Concretagem da Laje de Topo • Escavação da Estação Nova pelo Shaft Principal

  10. ESTAÇÃO NOVA Diafragmas Concluídos / 1ª Etapa da Escavação (Método Invertido) Laje Concretada com Shaft / Prosseguimento das Escavações

  11. ESTAÇÃO NOVA Parede de Divisa c/ Bloco V: Demolição Laje de Fundo

  12. BLOCO V – EST. EXISTENTE • Estação existente em operação – L3 • 5 Níveis, incluindo o Nível da Praça • Readequação da Estrutura Pré-Existente • Execução de Novas Estruturas, Transferências de Cargas em 4 eixos de Vigas e Pilares e Demolições p/ passagem do Shield

  13. BLOCO V – EST. EXISTENTE TRANSFERÊNCIAS DE CARGAS SEQUÊNCIA EXECUTIVA

  14. Corte Típico – Situação Inicial Demolição da Plataforma Central e Estruturas de Escadas

  15. Corte Típico – Situação 1 Execução das Novas Estruturas de Concreto

  16. Corte Típico – Situação 2 Vigas Metálicas do Nível A

  17. Corte Típico – Situação 3 Posicionamento da Vigas de Transferência no Nível C

  18. Corte Típico – Situação 4 Demolição dos Pilares e Lajes na região de interferência

  19. Corte Típico – Situação 5 Execução do Berço do Shield em Concreto Protendido

  20. Corte Típico – Situação 6 Passagem do Shield

  21. Corte Típico – Situação 7 Reconstituição da Laje e Plataformas

  22. Corte Típico – Situação Final Situação Final

  23. BLOCO V – Nível C (Plataformas L4) Demolições Iniciais: Plataforma Central/Hall de Escadas Situação Inicial Início das Demolições

  24. BLOCO V Execução de Novas Estruturas p/ Transferência de Carga Pilares Novos

  25. BLOCO V – Nível A (Praça) Berço para Vigas Metálicas da Transferência de Cargas Abertura e Concretagem das Valas

  26. BLOCO V – Nível A (Praça) Lançamento das Vigas de Transferência de Cargas do 1º Nível: Eixos: A,B,C,D e I(Ac. Ipiranga)

  27. BLOCO V – Nível A (Praça) Detalhamento

  28. BLOCO V – Laje do Nível B Transferência de Cargas: Protensão dos Cabos Protensão dos Cabos: Transferência das Cargas dos Pilares antigos do Nível B, através da Viga posicionada sobre a laje e apoiada nos novos pilares.

  29. BLOCO V – Laje do Nível C Solda das Vigas Metálicas Operações de Solda e Içamento das Vigas Metálicas de Transferência de Cargas, para apoio nos novos Pilares dos Eixos A,B,C e D.

  30. BLOCO V – Laje do Nível C Vigas Metálicas Vigas Metálicas apoiadas nos novos Pilares / Consoles para apoio dos macacos hidráulicos

  31. BLOCO V – Laje do Nível C Detalhe: Posicionamento dos Macacos e Calços Metálicos Ajustáveis

  32. Bloco V – Laje do Nível C Planta: Posicionamento dos Macacos Hidráulicos e Calços Metálicos

  33. Bloco V – Nível E (Plataformas L3) Pilares Inclinados / Vigas Protendidas

  34. INSTRUMENTAÇÃO Monitoramento das Estruturas Extensômetros - Sensores de Corda Vibrante

  35. INSTRUMENTAÇÃO Monitoramento das Estruturas Instalação dos Extensômetros nos Pilares

  36. BLOCO V Monitoramento das Estruturas Acréscimos de Carga - Eixo C

  37. BLOCO V Monitoramento das Estruturas Acréscimos de Carga no P2 – Eixo C

  38. BLOCO V Monitoramento das Estruturas Acréscimos de Carga no P9 – Eixo C

  39. BLOCO V – Mezanino do Nível B Corte dos Pilares

  40. ACESSO IPIRANGA • Níveis B e C: Paredes Estruturais • Nível C - Eixos I a IV : Transferências de Carga • Obra antiga: 2 Emboques Ø6m • Eixo IV - Execução do Túnel de Emboque do Shield - 40m em NATM

  41. ACESSO IPIRANGA Fechamento dos Emboques – Projeto Antigo

  42. ACESSO IPIRANGA Posicionamento das Vigas de Transferência

  43. ACESSO IPIRANGA CORTE

  44. ACESSO IPIRANGA Lançamento das Vigas Metálicas de Transferência de Cargas

  45. ACESSO IPIRANGA Monitoramento das Estruturas Acréscimos de Carga no Eixo II

  46. ACESSO IPIRANGA Monitoramento das Estruturas Acréscimos de Carga no Eixo III

  47. ACESSO IPIRANGA – Nível B

  48. ACESSO IPIRANGA – Nível B Reforço das Estruturas com Fibra de Carbono

  49. TÚNEL 24 DE MAIO (Emboque do Shield) Escavação e Revestimento Primário Fixação do trilho de arraste do Shield

  50. ESTAÇÃO NOVA Chegada do Shield 26/11/08