Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Gest o educacional e organiza o do trabalho pedag gico PowerPoint Presentation
Download Presentation
Gest o educacional e organiza o do trabalho pedag gico

Gest o educacional e organiza o do trabalho pedag gico

279 Views Download Presentation
Download Presentation

Gest o educacional e organiza o do trabalho pedag gico

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

    1. Gesto educacional e organizao do trabalho pedaggico Alberto Albuquerque Gomes

    3. Objetivos Possibilitar ao aluno: Refletir sobre a gesto colegiada como exerccio de participao e incremento do processo de democratizao da escola; Refletir sobre a possibilidade de gesto democrtica da escola conforme preconiza a LDB; O papel dos conselhos e colegiados na gesto da escola; Analisar a relao escola - comunidade com vrios atores sociais; a escola como interface entre a sociedade adulta e as crianas e jovens em desenvolvimento; Refletir sobre o papel do gestor escolar frente escola e sociedade em transformao; Refletir sobre as polticas educacionais preconizadas nos diplomas legais (Constituio Federal 1988 e Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional (LDB/EN n 9394/96)

    4. Contedo A gesto escolar e a legislao educacional A organizao do trabalho escolar: o papel do gestor O projeto pedaggico da escola: possibilidades e limites Relao escola/comunidade: papis sociais dos atores do cotidiano escolar Polticas educacionais no contexto das polticas pblicas

    5. Metodologia de ensino Aulas expositivas Seminrios Exibio de filmes temticos

    6. Referncias bibliogrficas ABRANCHES, Mnica. Colegiado Escolar: espao de participao da comunidade. So Paulo: Cortez, 2003. ALARCO, ISABEL. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. So Paulo: Cortez, 2003 (Coleo Questes da Nossa poca) ARROYO, Miguel. Ofcio de Mestre: imagens e auto-imagens. Petrpolis: Vozes, 2000. BRASIL. Constituio (1988). Consitituio da Repblica Federativa do Brasil. Braslia, 1988. BRASIL. Lei n 9394/96 de 24 de dezembro de 1996. Estabelece as diretirzes e bases da educao nacional. Dirio Oficial da Unio. Braslia, DF; 23 dez. 1996. CADERNOS de Formao: Organizao e Gesto do trabalho na escola. So Paulo: UNESP, 2004. Cadernos de Formao: Legislao Educacional. Volumes 1 e 2. So Paulo: UNESP, 2004. GUIMARES, Clia Maria & MARIN, Ftima Aparecida Dias Gomes. Projeto Pedaggico: consideraes necessrias sua construo. Nuances: Revista do curso de Pedagogia. N 4, V. 4, p. 35-47, 1998.

    7. Origens da escola pblica Didtica Magna 1636 - expressa as transformaes daquele momento de transio do feudalismo para o capitalismo. Comnio - Didtica Magna (1636) apresentou diretrizes gerais para funcionamento da instituio escolar moderna. Dentre as diretrizes apresentadas por Comnio podemos apontar: A construo da infncia moderna; Aliana entre a famlia e a escola por meio da qual a criana vai se soltando da rbita familiar para a rbita escolar; Organizao da transmisso dos saberes baseada no mtodo de instruo simultnea, agrupando-se os alunos; A construo de um lugar de educador, de mestre, reservado para o adulto portador de um saber legtimo.

    8. Origens da escola pblica Emlio Sculo XVIII - expresso do pensamento pedaggico da modernidade. Ensaio pedaggico no qual Rousseau procura traar as linhas gerais que deveriam ser seguidas com o objetivo de fazer da criana um adulto bom. Trata dos princpios para evitar que a criana se torne m, j que o pressuposto bsico do autor a crena na bondade natural do homem. Outro pressuposto de seu pensamento consiste em atribuir civilizao a responsabilidade pela origem do mal. Os objetivos da educao comportam dois aspectos o desenvolvimento das potencialidades naturais da criana Seu afastamento dos males sociais.

    9. Origens da escola pblica A escola pblica uma conquista que tem suas origens na Revoluo Francesa. A instruo pblica em pases da Europa amplia-se durante o sculo XIX. O avano da industrializao apela para uma mo de obra cada vez mais qualificada, gerando a necessidade de escolas. Os debates sobre o ensino pblico exigem um sistema educacional que atenda os interesses sociais do perodo. O projeto de instruo pblica evidenciada no sculo XIX propunha o progresso material, intelectual e moral dos homens.

    10. Origens da escola pblica Podemos notar que, tanto em Comnio quanto em Rousseau j comparecem os fins da educao de massas. Difundem ainda a crena no poder da escola como fator de progresso, modernizao e mudana social. Com o desenvolvimento industrial articulou-se a idia de uma escola nova para a formao do homem novo.

    11. Origens da escola pblica no Brasil A leitura dessas obras pela elite ilustrada brasileira sugere que no Brasil tambm se difundia a concepo de um novo homem, assim como na Europa. Podemos perceber que se acreditava que a educao poderia levar o Brasil a se tornar uma nao desenvolvida como as naes europias.

    12. Origens da escola pblica no Brasil A educao das classes populares suscitou o debate sobre como organizar o sistema nacional de ensino no Brasil. Esse sistema tinha por objetivo organizar o ensino elementar de forma racionalizada e padronizada para atender um grande nmero de crianas - escola de massas.

    13. Origens da escola pblica no Brasil O fenmeno da escolarizao em massa, a partir da 2 metade do sculo XIX, apresentou algumas peculiaridades: A obrigatoriedade; A responsabilidade estatal pelo ensino pblico; A secularizao do ensino e da moral; A nao e a ptria como princpios norteadores da cultura escolar; A educao pblica como projeto de consolidao de uma nova ordem social. O objetivo da escola pblica nas primeiras dcadas do sculo XX era a escolarizao das camadas populares integrando os trabalhadores urbanos.

    14. Caractersticas da escola de massas Escola de massas - turmas seriadas, fundamentadas na classificao dos alunos pelo nvel de conhecimento em agrupamentos supostamente homogneos, implicando a constituio das classes. Supunha: adoo do ensino simultneo racionalizao curricular controle e distribuio dos contedos e do tempo introduo de um sistema de avaliao diviso do trabalho docente edifcio escolar com vrias salas de aula e vrios professores. Esse modelo revelava-se adequado ao desenvolvimento da sociedade capitalista, principalmente nos processos de urbanizao e industrializao.

    15. Escola Pblica brasileira no alvorecer da Repblica Repblica e a instruo escolar transformao dos sditos em cidados. O povo deveria ser educado para a vida democrtica. Na escola eram depositadas as esperanas de preparar essa sociedade para o novo tempo no qual haveria efetiva demanda do exerccio dos direitos polticos. O sculo XIX presencia a expanso da escola pblica, universal e gratuita nos pases desenvolvidos, nos quais a eliminao do analfabetismo significava, qualificao para o trabalho tcnico industrial. O Brasil no correspondia a tal realidade. Formas arcaicas de produo, abundncia de mo-de-obra e baixa densidade demogrfica e de urbanizao representavam a delimitao de nossa estrutura agrrio-exportadora na virada do sculo.