Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Conteúdo, Metodologia e Prática de Ciências e Educação Ambiental PowerPoint Presentation
Download Presentation
Conteúdo, Metodologia e Prática de Ciências e Educação Ambiental

Conteúdo, Metodologia e Prática de Ciências e Educação Ambiental

225 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Conteúdo, Metodologia e Prática de Ciências e Educação Ambiental

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Conteúdo, Metodologia ePrática de Ciências e Educação Ambiental PEDAGOGIA – PROF. MARCOS VINICIUS M. ANDRADE Rio de Janeiro 2011

  2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA DISCIPLINA A Disciplina Conteúdo, Metodologia e Prática de Ensino de Ciências e Educação Ambiental, pertencente ao núcleo de formação profissional no contexto do Curso de Pedagogia, pretende levar o aluno a analisar as relações entre Educação Ambiental e Ensino de Ciências, bem como refletir sobre a importância da educação científica e da educação ambiental nas séries iniciais do Ensino Fundamental. Apresentará as origens das ciências e suas relações com as outras formas de conhecimento, caracterizando o conhecimento científico em uma realidade histórica e contextualizada.

  3. EMENTA caracterização das Ciências Naturais: Especificidades do conhecimento científico e do conhecimento cotidiano (senso comum). Concepções de Ciências. O conhecimento científico e o ensino de ciências. Aspectos históricos e tendências atuais do ensino de ciências. O papel da pesquisa no ensino de ciências. Educação Ambiental e Cidadania. Reflexões e práticas de educação ambiental. A questão da integração Escola, Meio Ambiente e Comunidade.

  4. OBJETIVOS DA DISCIPLINA • Conhecer as origens das ciências, discutindo suas relações com as outras formas de conhecimento. • Caracterizar o conhecimento científico em uma realidade histórica e contextualizada. • Atualizar conceitos que são desenvolvidos em Ciências Naturais e na Educação Ambiental nas séries iniciais do ensino fundamental. • Identificar relações entre Educação ambiental e Cidadania • Apresentar alternativas metodológicas para o ensino das ciências naturais e Educação Ambiental nas séries iniciais do ensino fundamental.

  5. PROGRAMA DA DISCIPLINA Aula 1- Caracterização das Ciências Naturais Aula 2- O Ensino das Ciências Naturais: Fases e tendências dominantes Aula 3- O Conhecimento do conteúdo científico e a formação do educador Aula 4- Educação Ambiental e seus conceitos básicos e principais tendências Aula 5- A Educação Ambiental no contexto escolar  Aula Revisão AV1

  6. Aula 6- As Unidades Programáticas dos Parâmetros Curriculares Nacionais (Pcns) Aula 7- Educação Ambiental enquanto Tema Transversal Aula 8- Planejamento, Seleção e Organização de conteúdos: O Livro Didático de Ciências Aula 9- A Prática da Educação Ambiental: elaboração de projetos Aula 10- Avaliação da aprendizagem em ciências. Aula Revisão AV2

  7. CARACTERIZAÇÃO DAS CIÊNCIAS NATURAIS: ESPECIFICIDADE DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO E DO SENSO COMUM • Esta aula pretende contextualizar a área de ciências naturais e seu ensino no âmbito escolar • Enfatiza que um dos papéis do professor é situar o aluno ao mundo em que ele vive para que possa se posicionar criticamente. Nesse sentido é importante conhecer a realidade desse aluno: os problemas e as qualidades ou iniciativas do que vem sendo feito em prol da melhoria da qualidade ambiental.

  8. CIÊNCIA E CONHECIMENTO CIÊNCIA = “aprender ou alcançar conhecimento” ou ainda conhecimento criticamente fundamentado Uma Cozinheira conhece culinária Um engenheiro e um arquiteto conhecem maneiras e técnicas de construir uma casa. • Qual a diferença entre estes tipos de conhecimento? • E o que fazemos quando falamos de Ciência?

  9. Conhecer, por sua vez, é tentar compreender o mundo, saber como funciona, só amamos ou somos capazes de agir no mundo se o conhecermos. Ciência é muito importante em nossa sociedade, pois permite que consigamos nos orientar, modificar e viver com um melhor conforto e qualidade de vida. Sua principal função é o aperfeiçoamento do conhecimento em todas as áreas para tornar a existência humana mais significativa.

  10. Princípios • O conhecimento científico nunca é absoluto ou final, pode ser sempre modificado ou substituído; • A exatidão sobre um conhecimento nunca é obtida integralmente, mas sim, através de modelos sucessivamente mais próximos; • Um conhecimento é válido até que novas observações ou experimentações o substituam. Ciênciaé a atividade que propõe a aquisição sistemática do conhecimento sobre a natureza social, biológica e tecnológica.

  11. “Não é correta a imagem de que os conhecimentos científicos, por serem comumente fruto de experimentação e por terem uma base lógica,sejam “melhores” do que os demais conhecimentos, tampouco se pode pensar que o conhecimento científico possa gerar verdades eternas e perenes.” (BIZZO, 2002) O estudo de Ciências tem como fundamento o conhecimento científicoproveniente da ciência construída historicamente pela humanidade.

  12. Conhecimento–“Formas de se abordar a realidade, buscando-se compreendê-la ou explicá-la”. Tipos de Conhecimento • Conhecimento Popular, Conhecimento Cotidiano • Senso comum, • Conhecimento Filosófico • consiste em hipótese, que não poderão ser submetidas à observação. • Conhecimento Teológico • apóia-se em doutrinas que contem proposições sagradas. • Conhecimento Científico • suas hipóteses tem sua veracidade conhecida através da experiência não apenas através da razão.

  13. O CONHECIMENTO CIENTÍFICO • Vê o mundo através de problemas e obstáculos. • O Conhecimento Científico... • É Objetivo – busca estruturas universais • É Quantitativo – busca medidas e padrões. • É Homogêneo – busca leis gerais de funcionamento. • É Generalizador – reúne coisas percebidas como diferentes sob leis semelhantes. • nunca é absoluto ou final, • procura renovar-se e modificar-se continuamente. é um conhecimento em construção

  14. Ainda sobre o conhecimento Científico... conhecimentos produzidos pela ciência são verdadeiros, mas não são verdades eternas e não questionáveis. O conhecimento, válido em uma época pode deixar de ser em outra.

  15. CONHECIMENTO CIENTÍFICO E CONHECIMENTO COTIDIANO • Um está certo e o outro errado? Um é falso e o outro verdadeiro? Vejamos os exemplos: -Manga e leite podem ser ingeridos juntos? • E a mandioca, pode ser comida crua?

  16. O posicionamento da escola é proporcionar acesso a outras formas de conhecimento (como o científico, artístico e cultural) É tarefa da escola estabelecer a distinção entre o conhecimento cotidiano e o conhecimento científico.

  17. Os fatos cotidianos e os conhecimentos adquiridos ao longo da história podem ser entendidos pela interação das várias áreas do conhecimento que se complementam para explicar os fenômenos naturais e as transformações e interações que neles se apresentam.

  18. PARA QUE SERVE O CONHECIMENTO DAS CIÊNCIAS? Conhecimento científico hoje em dia é indispensável para que se possa realizar tarefas tão triviais como ler o jornal ou assistir televisão. Essas informações e conhecimentos passam cada vez mais a ter importância, e a escola não deixa de assumir a responsabilidade de torná-las acessíveis aos cidadãos.

  19. O CONHECIMENTO CIENTÍFICO E O CONHECIMENTO ESCOLAR O conhecimento escolar constitui uma nova seleção, simplificada, condensada e reelaborada. São partes que foram aproveitadas, retiradas de diversos setores (cultura, economia, política) do conhecimento humano e ressignificadas, ou seja, ganharam um significado escolar.

  20. O CONHECIMENTO CIENTÍFICO E O CONHECIMENTO ESCOLAR... • Percebe-se muitas vezes uma diferença entre o que a escola ensina e o conhecimento científico. • apresenta conceitos isolados da história • não apresentam a definição clara da situação em estudo • parecem que os conhecimentos surgem claros, óbvios e não precisam ser interrogados

  21. O CONHECIMENTO ESCOLAR DEVE PERMITIR QUE... Os fatos cotidianos e os conhecimentos adquiridos ao longo da história devem ser compreendidos pela interação das varias áreas do conhecimento. Os fenômenos não são explicados apenas por um determinado conhecimento, portanto, é importante demonstrar e estabelecer as relações possíveis entre as disciplinas O diálogo com as outras áreas do conhecimento gera um movimento de constante ampliação da visão a respeito do que se estuda ou se conhece.

  22. E O ENSINO DE CIÊNCIAS... Nessa perspectiva, a disciplina de Ciências tem como embasamento o Conhecimento Cientifico proveniente da ciência construída historicamente pela humanidade. O ensino de Ciências deve incentivar a reflexão sobre a importância da vida no Planeta.

  23. E O ENSINO DE CIÊNCIAS... Levar a percepção das revelações históricas, biológicas, éticas, sociais, políticas e econômicas, assim como, a responsabilidade humana na conservação e uso dos recursos naturais de maneira sustentável, uma vez que dependemos do Planeta e a ele pertencemos. É necessário que o aluno tenha acesso ao conhecimento cientifico a fim de compreender conceitos e ralações existentes entre o ambiente, os seres vivos e o universo, numa concepção flexível e processual, por meio do saber questionador e reflexivo.

  24. O que vem por aí... AULA 2 - O Ensino das Ciências Naturais: Fases e tendências dominantes

  25. Entrevista Demétrio Delizoicov. http://www.youtube.com/watch?v=Uuu0ONyH9rM A importância do Ensino de Ciências na educação infantil. http://www.youtube.com/watch?v=FbY6kx2P-xk

  26. Muito obrigado!!!