Download
manejo de recursos naturais n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Manejo de Recursos Naturais PowerPoint Presentation
Download Presentation
Manejo de Recursos Naturais

Manejo de Recursos Naturais

223 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Manejo de Recursos Naturais

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Manejo de Recursos Naturais TÉCNICAS DE MANEJO DA VIDA SILVESTRE Prof. Fernando Pires

  2. Nas aulas passadas... • Conceito de Sustentabilidade • Causal • Sustentabilidade Social • Sustentabilidade Econômica • Sustentabilidade Ecológica • Sustentabilidade Cultural • Sustentabilidade Política • Triple BottomLine • Ações • Governamentais • Sociedade tradicional • Atualidade

  3. Aula 8 – Manejo Animal Conceitos Qual a importância do manejo de animais silvestres?

  4. Aula 8 – Manejo Animal Conceitos Biodiversidade Pode ser definida como a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem. Ela pode ser entendida como uma associação de vários componentes hierárquicos: ecossistema, comunidade, espécies, populações e genes em uma área definida. A biodiversidade varia com as diferentes regiões ecológicas, sendo maior nas regiões tropicais do que nos climas temperados. Brasil 1º país em Megadiversiade Biomas Brasileiros: Floresta Amazônica; Cerrado (Pantanal); Mata Atlântica; Caatinga; Pampas.

  5. Aula 8 – Manejo Animal Conceitos • Biodiversidade - Hot Spot • Um "ponto crítico" (hot spot) de biodiversidade é um local com muitas espécies endêmicas. Ocorrem geralmente em áreas de impacto humano crescente. A maioria deles está localizada nos trópicos • Alguns deles: • O Brasil tem 1/5 da biodiversidade mundial, com 50 000 espécies de plantas, 5000 de vertebrados, 10-15 milhões de insetos, milhões de microrganismos. • A Índia apresenta 8% das espécies descritas, com 47 000 espécies de plantas e 81 000 de animais

  6. Aula 8 – Manejo Animal Conceitos Biodiversidade - Dinâmica A biodiversidade é um sistema em constante evolução tanto do ponto de vista das espécies como também de um só organismo. A meia-vida média de uma espécie é de um milhão de anos 99% das espécies que já viveram na Terra estão hoje extintas. A biodiversidade não é distribuída igualmente na Terra. Maior nos trópicos. Quanto maior a latitude, menor é o número de espécies, contudo, as populações tendem a ter maiores áreas de ocorrência. Efeito Rapoport Efeito Rapoport Efeito que envolve disponibilidade energética, mudanças climáticas em regiões de alta latitude

  7. Aula 8 – Manejo Animal Conceitos • Biodiversidade - Manejo • A conservação da diversidade biológica tornou-se uma preocupação global. Apesar de não haver consenso quanto ao tamanho e ao significado da extinção atual, muitos consideram a biodiversidade essencial. • Há basicamente dois tipos principais de opções de conservação: • Conservação in-situ • Conservação ex-situ http://biologiaeconservacaodefaunasilvestre.blogspot.com.br/

  8. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Inventários de fauna acessam diretamente a diversidade de uma localidade, em um determinado espaço e tempo. • Os dados primários gerados pelos inventários compõem uma das ferramentas mais importantes na tomada de decisões a respeito do manejo de áreas naturais. • Silveira et al, 2010 • Conhecer o que vai manejar • Vários problemas observados em diversos níveis relacionados aos inventários de fauna no Brasil: • Formação de recursos humanos • Ausência de padronização, de desenho experimental • Seleção de métodos inadequados.

  9. Aula 8 – Manejo Animal Métodos 1 – Inventário de Fauna ESPÉCIE 1 Dados Secundários Bibliografias: regional e local • Identificação • Distribuição geográfica • (habitat) • Nicho Ecológico (hábito) • Alimentação • Reprodução • “Status” Dados Primários Atual coleta de campo “in locu” Base dos Especialistas Experiências características intrísecas.

  10. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Através de algumas evidências ou vestígios deixados por animais, é possível confirmar se esses animais vivem em uma determinada área. É o chamado método indireto, pois possibilita comprovar a presença de alguns indivíduos, sem a observação “verdadeira” do animal. Entre essas evidências temos algumas que ocorrem com mais frequência: • Pegadas ou rastros • Vocalização ou canto dos animais • Fezes

  11. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Pegadas ou rastros • A qualidade das impressões varia de acordo com o tipo de terreno e época do ano. Em geral terrenos mais argilosos e a época de chuvas permitem melhores condições para “marcar” a pegada de um animal. Luane Lima PROBiO

  12. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Pegadas ou rastros Instituto Ambiental do Paraná, 2008.

  13. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Zoofonia - Vocalização ou canto dos animais

  14. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Fezes

  15. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação indireta • Fezes e/ou regurgito Regurgitos de Coruja-buraqueira (Athene cunicularia) e seus componentes principais: ossos e partes de artrópodes

  16. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Através de visualização e/ou coleta é possível confirmar se esses animais vivem em uma determinada área. É o chamado método direto, pois comprova a presença de alguns indivíduos, com a observação “verdadeira” do animal. Tais evidências podem ser feitas a partir de: • Avistamentos • Captura

  17. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Avistamentos Ronda (diurnas e noturnas) Transecto * Censo por ponto Esforço de amostragem*

  18. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Avistamentos – Armadilhas Fotográficas

  19. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Avistamentos

  20. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Associado a posterior soltura ou não • Diferentes técnicas - Diferentes grupos • Manual • Live trap • Alçapão (pitfall) • Rede de neblina • Snaptrap • Abate / Pesca

  21. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Manual • Transecto* • O mais utilizado na estimativa de populações • Observador conduz o censo ao longo de uma série de linhas, procurando pelos animais ou grupos de interesse • Esforço de amostragem* • Observador conduz o censo sem associar a uma direção pré-definida, procurando pelos animais ou grupos de interesse • Tempo (hora), Distância (km) ou Amostrador (Homem)

  22. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Manual • Transecto*

  23. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Manual • Transecto* Centro Português de Actividades Subaquáticas (CPAS)

  24. Aula 8 – Manejo Animal

  25. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Live trap

  26. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Alçapão (pitfall)

  27. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Captura • Snaptrap

  28. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 1 – Inventário de Fauna • Observação direta • Abate / Pesca • Arrastão Associado ao extrativismo http://informativo-nossopixirum.blogspot.com.br

  29. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Captura, marcação e recaptura (CMR) • Bastante interessante no sentido de acuracidade de suas estimativas em populações de animais com alta mobilidade. • Radio telemetria • Uma importante ferramenta de pesquisa para se estabelecer deslocamentos diários e sazonais das espécies animais, sua área de vida onde busca alimentação e outras necessidades de seu ciclo biológico, também podendo estabelecer rotas migratórias

  30. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Captura, marcação e recaptura (CMR) • 1 - O pesquisador em um determinado momento t1 realiza uma captura, marca e solta n1 indivíduos de uma população de tamanho desconhecido (N) • 2 - Em um momento posterior t2 (depende do organismo em questão), o pesquisador faz uma Segunda amostragem de n2 indivíduos, dos quais m2 indivíduos já marcados em t1. Vamos imaginar que em t2 o pesquisador encontrou uma alta proporção m2/n2, indicando que em t1 ele já havia marcado uma grande quantidade de indivíduos. De modo inverso, se em t1 ele marcou poucos animais, a proporção m2/n2 é baixa.

  31. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Captura, marcação e recaptura (CMR) Seguindo este raciocínio, se amostragem e a distribuição dos animais são aleatórias, a proporção de animais marcados na segunda amostra (t2) é a mesma que o número de indivíduos marcados na população inteira. Deste modo, a proporção de animais marcados na primeira amostra n1 em relação à população total N é igual à proporção de animais marcados encontrados na Segunda amostra m2 em relação ao número total coletado n2:

  32. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Captura, marcação e recaptura (CMR)

  33. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Captura, marcação e recaptura (CMR)

  34. Aula 8 – Manejo Animal Métodos • 2 – Monitoramento de Fauna • Observação direta • Radio telemetria

  35. Aula 8 – Manejo Animal Resultados Conjunto de Métodos Curcio et al, 2010

  36. Para Leitura O QUE TEMOS QUE LER DAQUI PRA FRENTE Etnografia e manejo de recursos naturais pelos índios Deni da Amazônia Juarez PEZZUTI, Rodrigo Pádua CHAVES http://area1manejo.wordpress.com/

  37. Manejo de Recursos Naturais Atividade Prof. Fernando Pires