MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem - PowerPoint PPT Presentation

slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem PowerPoint Presentation
Download Presentation
MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem

play fullscreen
1 / 241
MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem
166 Views
Download Presentation
xavier-dotson
Download Presentation

MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. MÓDULO II – Gerenciamento de Projetos Aplicado à Construção e Montagem

  2. INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PROJETOS

  3. PROJETO PRODUÇÃO POR ENCOMENDA PRODUÇÃO POR LOTES PRODUÇÃO EM LINHA PRODUÇÃO CONTÍNUA CARACTERÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  4. PRODUÇÃO CONTÍNUA (PROCESSAMENTO CONTÍNUO) Matérias primas são processadas em estágios de operações sucessivas e refinadas ou processadas, originando um ou mais produtos. Ex. indústria petroquímica, indústria química, indústrias de papel e celulose, siderúrgica e outras. CARACETRÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  5. PRODUÇÃO EM LINHA Produção de pequena variedade de produtos. Produção em larga escala. Os produtos submetem-se a mesma seqüência de operações. Ex. Linhas de montagem de carros, motores, painéis elétricos de comando, entre outros. CARACETRÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  6. PRODUÇÃO POR LOTES Produção de itens similares em bases repetitivas, usualmente, em volumes maiores que na produção por encomenda. Ex. Produtos fabricados por usinagem. CARACETRÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  7. PRODUÇÃO POR ENCOMENDA Produto de natureza individual, o fornecedor interpreta as especificações do cliente, necessita de habilidades de alto nível no processo de conversão, o produto normalmente é padronizado. Ex: caldeiras, vasos de pressão, tanques, entre outros. CARACETRÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  8. PROJETO Produto único, requer recursos de larga escala, produto não pode ser removido após conclusão. Ex. Contratos de Engenharia Civil, Montagem Industrial, Programas Aeroespaciais. CARACETRÍSTICAS DOS PRINCIPAIS PROCESSOS DE MANUFATURA (HILL, T.)

  9. Projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Temporário – duração finita; Produtos, serviços ou resultados exclusivos – a presença de elementos repetitivos não muda a singularidade fundamental do trabalho do projeto; CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO - PMI

  10. Projeto x Trabalho Operacional Compartilham algumas características: Realizado por Pessoas; Restringido por Recursos Limitados; Planejado, Executado e Controlado; CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO - PMI

  11. Projeto x Trabalho Operacional Diferem pelas seguintes características: Operações são contínuas e repetitivas, enquanto Projetos são temporários e únicos; Um Projeto deve atingir seu objetivo e terminar; Uma Operação contínua deve manter o negócio; CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO - PMI

  12. Fase Conceitual Fase de Definição Fase de Produção Fase Operacional Fase de Desmonte CICLO DE VIDA DO PROJETO (KERZNER, CLELAND)

  13. Pesquisa e Desenvolvimento Lançamento no Mercado Crescimento Maturidade Deterioração Morte CICLO DE VIDA DO PRODUTO (KERZNER;1998)

  14. Composto por fases que conectam o início de um projeto ao seu final. As fases são geralmente seqüenciais. A descrição das fases pode ser muito genérica ou muito detalhada. A transição de uma fase para outra, normalmente, é definida por alguma forma de transferência técnica ou entrega. Normalmente, existe sobreposição entre as fases. CARACTERÍSTICAS DO CICLO DE VIDA DE UM PROJETO

  15. Os níveis de custos de pessoal são baixos no início, atingem o valor máximo durante as fases intermediárias e caem rapidamente conforme o projeto é finalizado. O nível de incerteza é o risco de não atingir os objetivos são maiores no início do projeto. A capacidade das partes interessadas de influenciarem as características finais do produto do projeto e o custo final do mesmo é mais alta no início e torna-se cada vez menor conforme o projeto continua. CARACTERÍSTICAS DO CICLO DE VIDA DE UM PROJETO

  16. Fase Conceitual – Inclui a avaliação preliminar da idéia. Fase de Definição – Refinamento dos elementos descritos na fase conceitual. Fase de Produção – Consiste na execução e conclusão do projeto. CICLO DE VIDA DO PROJETO (KERZNER, CLELAND)

  17. Fase Operacional – Projeto funcionando como foi concebido. Fase de Desmonte – A fase de desmonte avalia os esforços do sistema total e serve como recurso para as fases conceituais de novos projetos e sistemas. CICLO DE VIDA DO PROJETO (KERZNER, CLELAND)

  18. Fase Conceitual Fase de Planejamento e Organização Fase de Implementação Fase de Encerramento CICLO DE VIDA DO PROJETO (VALERIANO, 1998)

  19. Fase Conceitual Inclui as atividades que vão desde a idéia inicial do produto ou do assunto a pesquisar, passando pela elaboração de uma proposta até uma aprovação. CICLO DE VIDA DO PROJETO (VALERIANO, 1998)

  20. Fase de Planejamento e Organização O projeto é detalhado e organizado com minúcias que permitam a organização e o controle. CICLO DE VIDA DO PROJETO (VALERIANO, 1998)

  21. Fase de Implementação Os trabalhos de equipe do projeto são levados a efeito, sob a coordenação e liderança do gerente, até a obtenção do objetivo, compreendendo a execução propriamente dita das tarefas e o controle desta execução. CICLO DE VIDA DO PROJETO (VALERIANO, 1998)

  22. Fase de Enceramento É realizada a efetiva transferência dos resultados do projeto, com aceitação do seu cliente, seguida de uma avaliação geral do projeto e por fim a desmobilização dos meios e recursos postos à disposição do projeto. CICLO DE VIDA DO PROJETO (VALERIANO, 1998)

  23. Viabilidade Planejamento e Projeto Produção Adaptação e Lançamento CICLO DE VIDA DE PROJETO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (PMI - 2000)

  24. Viabilidade Formulação do projeto, estudos de viabilidade e formulação e aprovação da estratégia . Decisão sobre continuidade. CICLO DE VIDA DE PROJETO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (PMI - 2000)

  25. Planejamento e projeto Projeto básico, custo e cronograma, termos e condições contratuais e planejamento detalhado. As maiorias dos contratos são fechados ao final desta fase. CICLO DE VIDA DE PROJETO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (PMI - 2000)

  26. Produção Fabricação, entrega, obras civis, instalação e teste. As instalações estão substancialmente concluídas ao final desta fase. CICLO DE VIDA DE PROJETO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (PMI - 2000)

  27. Adaptação e Lançamento Teste Final de Manutenção. As instalações estão em plena operação ao final desta fase. CICLO DE VIDA DE PROJETO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (PMI - 2000)

  28. Projeto Suprimento (Procurement) Construção e Montagem Comissionamento Operação Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  29. Projeto Estudo de viabilidade, Protótipos, Projeto Conceitual, Projeto Básico, Projeto Detalhado Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  30. Suprimento (Procurement) Encomenda de materiais, componentes, serviços e outros fornecimentos. Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  31. Construção e Montagem Construção e montagem das instalações (civil, elétrica e mecânica). Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  32. Comissionamento (Commissioning) Correção dos problemas da fase de construção e montagem e realização dos testes e serviços de pré-operação. Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  33. Operação Instalação concluída e funcionando. Ciclo de Vida de Montagem Industrial

  34. Modelos Tradicionais Ações de Gerenciamento ao Longo do Ciclo de Vida do Projeto Modelos Contemporâneos  Ações de Gerenciamento ao Longo do Ciclo de Vida do Projeto e em cada Sub-processo que compõe o Processo de Gerenciamento de Projetos. MODELOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS

  35. Modalidade de Contratação Tipos de Contratos Cliente/Usuário Organização Executora Influenciadores Patrocinadores Equipe do Projeto Influencias Organizacionais PMO FATORES QUE INFLUENCIAM O GERENCIAMENTO DE PROJETOS

  36. TURNKEY ADMINISTRAÇÃO INFLUÊNCIA DA MODALIDADE DE CONTRATAÇÃO NA GESTÃO DE PROJETOS Participação do Cliente Mínima Participação do Cliente Máxima

  37. SEGMENTADA (POR DISCIPLINA OU POR SUBCONJUNTO DO PROJETO) COM UMA CONTRATADA PRINCIPAL (Main Contractor) MODALIDADES DE CONTRATAÇÃO

  38. Funcional Orientada para o Projeto ou Produto Matricial(Forte, Fraca, Balanceada) Composta ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS (PMI)

  39. ESTRUTURA FUNCIONAL

  40. ESTRUTURA ORIENTADA PARA O PROJETO

  41. ESTRUTURA MATRICIAL FRACA

  42. ESTRUTURA MATRICIAL BALANCEADA

  43. ESTRUTURA MATRICIAL FORTE

  44. ESTRUTURA COMPOSTA

  45. Facilidade de orçamento e controle de custo. Melhor controle técnico – especialistas podem atuar agrupados e dividirem sua responsabilidade – pessoal pode atuar em muitos projetos diferentes – todos os projetos se beneficiarão da mesma tecnologia. Possibilita flexibilidade na utilização da força de trabalho. Possibilita uma utilização mais ampla da força de trabalho disponível. Possibilita a continuidade das disciplinas funcionais: políticas, procedimentos e responsabilidades são facilmente definidas. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL (Vantagens) 1/2

  46. Admite as atividades de produção em massa dentro das especificações estabelecidas. Possibilita controle sobre o efetivo de pessoal, porque cada empregado se reporta a uma única pessoa. Os canais de comunicação são verticais e bem estabelecidos. Reação gerencial e técnica rápida, porém, dependendo das prioridades dos gerentes funcionais. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL (Vantagens) 2/2

  47. Nenhum indivíduo é responsável pela totalidade do projeto ou produto. Não possibilita que a ênfase das atividades seja orientada para as tarefas necessárias a conclusão do projeto. A coordenação torna-se complexa, requerendo tempo adicional para a aprovação das decisões. As decisões, normalmente, favorecem ao grupo tradicional mais forte. Não existe foco no cliente. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL (Desvantagens) 1/2

  48. Existe dificuldade na identificação de responsabilidades, o que é resultado do pouco ou nenhum registro direto do projeto, muito pouco planejamento orientado para o projeto e nenhuma autoridade sobre o projeto. Capacidade de motivação e inovação reduzida. As idéias tendem a ser orientadas funcionalmente, com pouca consideração sobre os projetos que estão sendo executados. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL (Desvantagens) 2/2

  49. Possibilita uma linha de autoridade sobre o projeto. (forte controle sobre uma única autoridade do projeto) Os participantes do projeto trabalham diretamente para o gerente do projeto. Linhas de produto não lucrativas são facilmente identificadas e podem ser eliminadas. São estabelecidos fortes canais de comunicação. As equipes podem manter os especialistas num determinado projeto sem compartilhamento do pessoal chave. Possibilita um tempo de reação muito rápida. ORGANIZAÇÃO ORIENTADA PARA O PROJETO OU PRODUTO (Vantagens) 1/2

  50. Pessoal mostra lealdade ao projeto: melhor moral com a identificação do produto. Desenvolve o foco das necessidades do consumidor. Existe flexibilidade na determinação do compromisso entre as dimensões de prazo, custo e desempenho. Gerenciamento das interfaces é facilitado, pois, o tamanho da unidade é reduzido. A alta administração é liberada para as decisões executivas. ORGANIZAÇÃO ORIENTADA PARA O PROJETO OU PRODUTO (Vantagens) 2/2