Download
tumores de faringe n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Tumores de Faringe PowerPoint Presentation
Download Presentation
Tumores de Faringe

Tumores de Faringe

338 Vues Download Presentation
Télécharger la présentation

Tumores de Faringe

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Tumores de Faringe Módulo: Cirurgia de Cabeça e Pescoço Aluno: Airton Costa Madureira Liga Acadêmica de Cirurgia Geral da UPE LCG – UPE

  2. Anatomia

  3. Anatomia

  4. Epidemiologia • N=507 pacientes • Predominante em homens (9:1) • Média de idade 56,5 anos (+/- 11,9 anos;intervalo: 11-87 anos). • Brancos>negros (19:1). • Tumores de orofaringe são mais freqüentes (61,8%) • 95% dos casos: Carcinoma espinocelular

  5. Etiopatogenia • Tabagismo: Benzopireno é potente cancerígeno. • Alcoolismo ação co-carcinógeno: diminui a salivação e dificulta o reparo do DNA. • Mutação no cromossomo p53.

  6. Sinais clínicos

  7. Estadiamento

  8. Tratamento

  9. Nasofaringe

  10. Epidemiologia • Raros • Homens>Mulheres (2,5:1) • 90% são CEC.

  11. Etiopatologia • Nitrosaminas: alimentos • Niquel • Hidrocarbonetos policiclicos • Vírus de Epstein-Barr

  12. Sintomatologia • Obstrução nasal, otite média serosa e perda auditiva condutiva associada,epistaxe e drenagem nasal. • Massa cervical, cefaléia, otalgia, trismo e envolvimento de nervos cranianos ( 20% dos casos;n.maxilar, VI, IX, X, XI, XII)Malignidade • Tríade de Trotter (surdez, nevralgia do V3 e assimetria do véu palatino. • Síndrome de Claude-Bernard-Horner.

  13. Exames Complementares • Videorrinoscopia • CT • RMN

  14. Exames Complementares

  15. Exames Complementares

  16. Exames Complementares

  17. Tumores

  18. Estadiamento TNM

  19. Tratamento • 1° Radioterapia • Radioterapia+Quimioterapia= diminuição de metastases,mas sem resultados na sobrevida. • Cirurgia: Tumorações benignas Tumorações malignas( Lesões residuais/recidivas locorregionais)

  20. Cirurgia • Transpalatina • Transmaxilar (degloving, rinotomia lateral)

  21. Orofaringe

  22. Epidemiologia • 8.000 novos casos nos EUA • Homens>mulheres (4:1) • Ocorrem na 5° década de vida, mas são diagnosticados por volta dos 60 anos. • Região amigdaliana é mais afetada. • 70% são CEC.

  23. Etiopatologia • Sinergismo: Alcoolismo e Tabagismo • Má higiene bucal • HPV-16 e HIV • p53

  24. Sintomatologia • Os sintomas iniciais incluem: dor de garganta, sangramento, disfagia e odinofagia, otalgia e alterações da voz. • Trismo sugere o envolvimento da musculatura pterigóidea.

  25. Exames Complementares • Endoscopia • Tomografia: Extensão da lesão • RNM: avaliar espaço parafaríngeo, base de língua e fáscia pré-vertebral. • Raio X panorâmico de mandíbula: Na suspeita de comprometimento mandibular.

  26. Tumores • Carcinoma Espinocelular (70%) • Linfoma Não-Hodgkin (25%) • Tumores de gladulas salivares (5%)

  27. CEC

  28. CEC

  29. CEC

  30. Linfoma Não-Hodgkin

  31. Tumor de glândulas salivares

  32. Estadiamento TNM

  33. Tratamento • T1 e T2: Cirurgia ou radioterapia • T3 e T4: Cirurgia e radioterapia • Lesões irresecáveis: Radioterapia • A quimioterapia não tem resultados consistentes em câncer de cabeça e pescoço, sendo reservada para casos mais avançados.

  34. Cirurgia

  35. Hipofaringe

  36. Epidemiologia • Homens>Mulheres (20:1), exceto em lesões pós-cricóideas (5:1). • Faixa de idade entre 55-70 anos. • 99,5% são carcinomas.

  37. Epidemiologia

  38. Etiopatogenia • Idem aos outros locais.

  39. Sintomatologia • Manifestam-se com uma dor de garganta crônica, disfagia, otalgia e sensação de corpo estranho na garganta. • Rouquidão pode indicar lesão de cartilagem aritenóide ou do n. laringeo recorrente. • 70% dos pacientes tem linfadenopatias palpáveis. • Doença do refluxo gastresofágico é diagnostico diferencial. • Síndrome de Plummer-Vinson: disfagia, teias de hipofaringe e esôfago,perda de peso associada a anemia ferropriva em mulheres.

  40. Sintomatologia

  41. Exames complementares • Laringoscopia • Endoscopia digestiva alta • Tomográfica Computadorizada

  42. Tumor • Carcinoma espinocelular (99,5%) • Sarcomas (0,1%)*

  43. Estadiamento

  44. Tratamento • Cirurgia: Cura ou preservação da alimentação e respiração. • Radioterapia

  45. Cirurgia

  46. Referências Bibliográficas • Evans et al. Principles and practice of head and neck oncology. • Towsend et al. Sabiston, Textbook of surgery.18° edição. • Greenfield et al.Surgery:Scientific principles and practice. • Poston et al.Textbook of surgical oncology. • Moore et al.Clinically oriented anatomy.4° edição. • Berto et al.Estadiamento, o tratamento e a sobrevida de pacientes com câncer de faringe.CBC 2006;33:207-10.

  47. Muito Obrigado!!